Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Escrita E Fala>Falar Em Público>Resumo de Relatório de visita domiciliar (interação a saúde comunitária)

Relatório de visita domiciliar (interação a saúde comunitária)

Resumo do Artigo   por:Esyal     Autor : layse
ª
 
No dia 08 de Junho de 2010, realizamos uma conversa com moradores do setor Vila Nova I, do Jardim Umuarama da cidade de Porto Nacional, juntamente com profissionais da área da saúde da Unidade de Saúde deste setor. O que enfocamos nesta reunião no galpão da Irmã Edila foi a busca do que vinha a ser saúde para eles.
            Logo no inicio um dos alunos já pergunta, “Qual a idéia que vocês têm sobre saúde?”. Uma das agentes de saúde, ainda com receio ressalta “é na área da saúde onde se encontra maiores dificuldades, porém temos que buscar orientar a comunidade, para preveni-los contra doenças, e ir em busca de tratamento antecipado, para que este não se prolongue por mais tempo”. Para ela a saúde seria prevenção e ausência de doenças.
            Essa mesma agente de saúde que vê o desenvolvimento da saúde como uma tarefa difícil, expõe para o grupo uma de suas dificuldades enfrentadas no dia-a-dia: -Um cliente certo dia em uma visita domiciliar, pediu para que agendasse uma consulta, respondendo ela que não poderia, pois os agendamentos só eram feitos na própria unidade de saúde e se fosse para pacientes que não se encontram em condições de chegar ao local de agendamento, o que não era o caso, indagando o paciente perguntando a paciente qual seria seria seu trabalho mesmo?, respondendo ela que seria oferecer orientação e instrução à comunidade, onde é a unidade de saúde, e as maneiras mais ágeis de se conseguir atendimento.
            Segundo uma moradora, estar na unidade de saúde é sempre bom, para se informar sobre os benefícios de saúde, como dos dias de vacinação. Para que a saúde venha melhorar ela dá algumas sugestões como: ter mais médicos especialistas, melhorar a limpeza da cidade devido aos casos de dengue, e que também a comunidade venha ter mais participação na construção da saúde, tendo integralidade entre comunidade, a limpeza, e serviço de saúde, entre outros, para melhorar o desenvolvimento da saúde para todos.
            A partir desta idéia da moradora, surgiu nessa roda de conversa a discussão sobre o Viva Saúde, que é um programa municipal, já em desenvolvimento, que conta com vários profissionais, não somente com os da área da saúde, mas também com educadores físicos, nutricionistas, que duas vezes na semana acompanham um grupo de pessoas em uma reunião de integração dos bairros, sendo que ainda há uma resistência da comunidade para aderir a este evento. Esse programa oferece atividades de lazer, ações de saúde, instrução e orientações à comunidade.
            Uma outra agente diz que a falta de creches influencia na saúde, pois fica difícil para a mãe estudar, cuidar de afazeres, trabalhar, dificultando a promoção da saúde, para ela e também para seu filho. Diz ainda que em questão de escola, está em boas condições, o que precisa é profissional capacitado.
            O grupo da 3º Idade foi algo bastante enfocado, pois tanto moradores como agentes de saúde, vêem nessa iniciativa a melhoria da saúde para esse grupos que freqüentam esse local, elevando a auto-estima, promovendo confraternização, danças, fazem atividades físicas, conhecem pessoas diferentes, ou seja, promove a essas pessoas uma outra visão de suas vidas, buscam viver mais e melhor, com saúde, até mesmo pessoas que não são da 3º Idade freqüentam esse espaço.
            A área que deixa a desejar é a assistência ao adolescente. Faltam ações que venha promover lazer, integração, ações que os tirem das drogas, do vicio em bebidas alcoólicas, e da malandragem, do roubo, tudo isso para promover saúde, diz a agente de saúde.
            A promoção da saúde para a comunidade e para os próprios servidores da saúde, necessita de integralidade e união, que venham a ser uma equipe, trabalhando juntos em busca de uma só finalidade, a saúde, falando uma só língua, que é a promoção de saúde para todos ao alcance.
            Este grupo focal é de grande importância, pois podemos ver, através de poucas pessoas, o que a comunidade entende sobre saúde e também das precariedades que possui e que reflete no desenvolver da saúde. Essa integração alunos, moradores e agentes de saúde, nos fizeram entender o que é saúde popularmente, como outras ações como feirinhas podem promover saúde, sem se um hospital ou uma Unidade de Saúde, mas que mesmo assim promove saúde, pois leva aos moradores o lazer, a integralidade e poderia também promover até mesmo palestras de saúde.
            Enfim o que se tem como saúde para a comunidade do Jardim Umuarama é lazer, integração da comunidade através de programas e instituições, e é se prevenir se consultando sempre que possível, sendo também, a ausência de doenças.
Publicado em: 03 julho, 2010   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    como fazer um relatório de três linhas Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.