Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Sociedade E Notícias>Meio-Ambiente >Resumo de A Poluição Visual das Propagandas Excessivas

A Poluição Visual das Propagandas Excessivas

Resumo do Artigo   por:DouglasFreitas     Autor : Jose Guimaraes
ª
 
A Poluição Visual Proporcionada Pelas Propagandas Excessivas

Creio que a propaganda já ultrapassou o limite do alcance de nossa vista e do dinheiro que ganhamos mensalmente. Somos bombardeados dias e noites por todos os tipos de anúncios, que nos convidam a gastar dinheiro na compra de produtos que nem sequer tencionávamos adquirir.


Dia desses publiquei no website oSabeTudo um artigo que reflete minha opinião sobre os vídeos do YouTube.


Agora, escrevo este artigo para destacar outro quesito a irritar demais as pessoas que visitam o concorrido website. São as propagandas embutidas nos vídeos. Antes elas não estavam lá, por isso eu não tinha motivo para escrever sobre o assunto. Porém, agora elas estão. E eu manifesto meu repúdio a essa prática desordenada de oferecer produtos.


Escrevo prática desordenada por se tratar de uma propaganda embutida. Diferente de um anúncio em banner ou link que você clica se quiser. Pode até ser que você não se irrite com anúncios embutidos, porém eu sim.


Apesar de surgir uma frase de aviso de que a gente pode ver o vídeo sem propaganda, primeiro lemos tal frase completa, até surgir o botão minúsculo, clicável, que nos permite interromper o anúncio. Sei não, tem hora que... Haja paciência, meu irmão!


Porque a gente passa algum tempo até conseguir ver o vídeo que quer realmente ver. E, se tal não for encontrado, repete-se o procedimento a fim de se encontrar outro vídeo. Com isso o tempo passa. A propaganda fica retida na memória durante algum tempo. E a irritação brota bem lá no fundo da retina ofuscando nossos olhos. Bem, pelo menos os meus.


Há quem possa dizer:


“Se você não gosta de propaganda, então não veja os vídeos do YouTube”.


Eu lhe responderia que sua observação está totalmente errada. Pois os vídeos estão lá para todas as pessoas verem. E eu me incluo no rol dessas pessoas.


O que deve ser mudado, isto sim, é a forma de se exibir anúncios. A maneira de como a propaganda chega a nossos olhos, sem prejudicar a tarefa que executamos no momento em que a vemos.


Pois quem anuncia tem a intenção de vender produtos. E quem vê o anúncio ganha o desejo de comprá-lo. Se a pessoa que gasta dinheiro com facilidade é inundada por um mar imaginário de propagandas, se afoga nele com frequência. Fica atolada em dívidas, sem condições de saldá-las.


Seguindo esse raciocínio, o excesso de propaganda é devastador.


Afinal, a gente paga para entrar na internet. E tem todo o direito de ver ou recusar o que ela nos oferece, que não agrada nossas vistas.


Falei!

Publicado em: 29 março, 2012   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.