Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Sociologia>Resumo de A mulher no mundo do trabalho: igualdade de oportunidades sim ou não?

A mulher no mundo do trabalho: igualdade de oportunidades sim ou não?

Resumo do Artigo   por:ines09     Autor : varios
ª
 
A história sempre nos deu um modelo de dominação masculina. O emprego seria destinado ao homem.
Porém no sec.XIX. com a revolução industrial e, sobretudo, devido ás guerras e ás migrações há a necessidade da mulher substituir o homem no mercado de trabalho. No entanto as mulheres continuam a ser vistas como mães e esposas e cuja passagem pelo mercado de trabalho seria apenas temporária. Nesta altura, as mulheres trabalham por dificuldades económicas e não com o objectivo de se emanciparem e, consequentemente, com o regresso dos homens estas voltam para a esfera doméstica. 
Esta passagem, á priori, curta da melhor pelo mercado de trabalho veio no entanto abrir-lhe o caminho da emancipação. As faltas de condições, os salários baixos e a exploração dão origem aos movimentos feministas que reivindicam igualdades perante a lei, igualdades de tratamento e igualdades de oportunidades. Reivindicações estas que trouxeram alguns frutos tais como o direito de voto, o divórcio e a sua inclusão no sector terciário e industrial que passa a ser dominado pelas mulheres.
Apesar dos progressos a realidade das desigualdades sociais entre sexos no mercado de trabalho é, ainda hoje, muito notória. Verifica-se, frequentemente, que as taxas de actividade femininas são inferiores ás masculinas o que revela um maior afastamento do mercado de trabalho por parte das mulheres, cujo peso quantitativo reverte para a categoria de domésticas. Por outro lado, o desemprego é mais frequente nas mulheres, o seu grau de qualificação é menos elevado, estão menos representadas em cargos de chefias, auferem salários mais baixos mesmo com trabalhos equivalentes. Existe uma sobreconcentração feminina em algumas profissões e ramos de actividades específicos caracterizados pela sua fragilidade económica, baixos salários ou por uma entidade feminina que lhe é atribuida.
Apesar das tendências recentes para a igualdade e da significativa variação que existe entre a situação da mulher em diferentes paises, mantêm-se divergências notórias mesmo em sociedades muito desenvolvidas. As razões atribuidas para este facto são a socialização e a educação das mulheres que não as estimulam para as profissões científicas: modelo tradicional do cientista: uma personagem essencialmente masculina, a exigência de uma dedicação de 24h/dia o que impede as tarefas tradicionais das mulheres incluindo a reprodução.
Em suma, apesar do progressivo ingresso da mulher no mercado de trabalho e da tão falada e almejada igualdade de sexos na esfera profissional a mulher ainda tem um longo percurso pela frente.
Publicado em: 18 novembro, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    a presença da mulher impacta ou nao nas organizaçoes Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    LoooL Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    desigaldade no mercado de trabalho Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que é a igualde de oportunidade de trabalho Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.