Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Psicologia>Resumo de A Força do Pensamento

A Força do Pensamento

Resumo do Livro   por:SabrynaSanschez     Autor : Sabryna Sanschez
ª
 
Na seção Especial, revista VEJA (04/04/07), por Lizia Bydlowski (em Feitos para Crer) e Jerônimo Teixeira (em Salada da Idéias Mágicas), ambos relatam o conceito da força do pensamento mediante o best-seller editorial “O Segredo” (livro e DVD) da australiana Rhonda Byrne, 55 anos, cujo mais novo fenômeno de auto-ajuda prega a força do pensamento positivo e negativo, também. E decola, principalmente, entre “pessoas sempre ávidas por novidades que prometem felicidade sem a contrapartida do sacrifício”. A autora Rhonda Byrne salienta: “Tudo o que acontece na sua vida é você quem atrai. E a atração se dá pelas imagens que você carrega na mente. É o que você está pensando. Aquilo que está na sua mente é o que você atrai para si”. Lizia Bydlowski argumenta, então, que: “A base teórica do segredo é o que a autora chama pomposamente de lei de atração. Nada mais do que a ancestral noção de que as pessoas são capazes de atrair para si mesma coisas boas e ruins dependendo de sua disposição mental”. E, Jerônimo Teixeira, complementa: “O livro e o documentário propõem que o pensamento não conhece limites na sua capacidade de alterar o mundo”. E conclui: “O Segredo alega que leitores e espectadores podem mudar sua vida radicalmente com alguns exercícios mentais simples, desde que entendam a lei da atração, segundo a qual toda pessoa seria uma torre de transmissão, bombardeando o universo com o magnetismo de seus pensamentos”. Há, contudo, os otimistas natos e, conforme Lizia descreve, especialistas ouvido por VEJA enfatizam que pessoas dotadas naturalmente de um perfil psicológico energizado tendem a serem bem-sucedidas na vida profissional, social e familiar: “O pensamento positivo associado a uma ação ensejará muito mais sucesso do que o negativo. Sabemos por uma série de estudos, que pensar positivamente estimula o cérebro a buscar mais saída”, diz o psiquiatra Sérgio Nick, secretário da Associação Brasileira de Psicanálise.Quanto os mais céticos, a idéia de sucesso segundo Lizia é: pensar muito pense forte, pense certo, pense com sentimento, e o que você quer cairá na sua mão. Rhonda Byrne ressalta: “Se você visualiza na mente aquilo que deseja e fizer disso seu pensamento dominante, atrairá o que quer para sua vida”.
Funciona? É possível “atrair” ou curar uma enfermidade (sutil ou hostil) por intermédio da força do pensamento negativo ou positivo?... Pesquisas mostram que não é possível e deduz: “Mas as mesmas pesquisas mostram que pessoas que rezam pela própria cura e que se mentalizam com saúde ainda que presas a uma cama de hospital têm maiores chances de se livrar da doença do que as que se entregam ao desespero e ao derrotismo”.Isso, aliás, se deve, pois: “A explicação científica óbvia é a que os otimistas acreditam na própria cura e, por essa razão, tendem a cuidar mais, seguir o tratamento médico com mais afinco e disciplina”. Logo: “Ocorre que se vive hoje num ambiente de adelgaçamento civilizatório em que um número maior e pessoas acreditam em anjos do que em antibióticos. Nesse ambiente, a cura dos otimistas, dos que acreditam, dos que rezam, é quase sempre atribuída a fatores sobrenaturais, e não aos remédios e as cirurgias”. Gustav Johoda (autor de A Psicologia da Superstição) ressalva contraditório a existência da lei proposta por Rhonda Byrne que: “O pensamento positivo não altera o mundo físico, mas as pessoas têm maior probabilidade de obter sucesso se mantiverem uma atitude positiva. Esse é fato psicológico bastante simples” (em Salada de Idéias Mágicas). E para concluir quanto à lei da atração a saúde, Aldo Norak, empresário paulista que assistiu, dentre muitos empresários, também ao DVD, pondera: “Ela deve ser utilizada como coadjuvante dos tratamentos convencionais”. Ao fim da reportagem (em Feitos para Crer), Lizia Bydlowski enfatiza: “aqui se chega ao cerne da razão de sucesso do atual e de todos os demais fenômenos de auto-ajuda q fizeram carreira: o ser humano estará sempre pronto a acreditar!”
Publicado em: 29 maio, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    eu quero voltar com o ex noivo ainda este ano de 2011 e foco vai ser na audiencia que teremos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    eu penso en ir para israel sera que vou ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Se tu tiveres uma perspectiva de boa viagem, além da curiosidade, não vejo o porquê não se aventurar num país distinto do nosso. Contudo, tu deves estar atento em relação à disparidade de cultura. Boa viagem! E pensamento positivo. domingo, 5 de dezembro de 2010
  1. Responda   Pergunta  :    sera que tudo que gente pensa e realisado ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Com a prática da introspecção conhecemos nossa esfera intrínseca, assim conhecemos nossos limites e sabemos dominar a nós mesmos; desvendamos nosso EU, e deciframos a maior das incógnitas: o poder da mente. Pelo poder da persuasão no que tu te crês realizará tudo o que desejares. Só somos propensos a atrair até mesmo a negatividade, que se devem quando não somos idôneos de nosso autocontrole espiritual. Somos nós os donos do nosso próprio destino, a mente só favorece a atração para a realização. domingo, 5 de dezembro de 2010
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.