Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de Gramsci Conceitos: Intelectual,Hegemonia e Sociedade Civil

Gramsci Conceitos: Intelectual,Hegemonia e Sociedade Civil

Resumo do Artigo   por:Kmila Kstro     Autor : Antonio Gramsci
ª
 
INTELECTUAL: Por intelectuais se deve entender não só as camadas comumente entendidas com esta denominação, mas em geral toda a massa social que exerce funções organizativas em sentido lato, seja no campo da produção, seja no campo da cultura, seja no campo administrativo-político. O autor diferencia a concepção de intelectual, intelectual orgânico e intelectual tradicional. O intelectual, no sentido gramsciano, é todo aquele que cumpre uma função organizadora na sociedade e é elaborado por uma classe em seu desenvolvimento histórico desde um tecnólogo ou um administrador de empresas até um dirigente sindical ou partidário. Os intelectuais tradicionais podem ser membros do clero ou academia, por seu turno, podem tanto se vincular às classes dominadas quanto às dominantes, adquirindo uma autonomia em relação aos interesses imediatos das classes sociais. O chamado intelectual orgânico é entendido como aquele que se mistura a massa levando a essa conscientização política, ele age em meio ao povo, nas ruas, nos partidos e sindicatos. Assim, o intelectual é tanto o acadêmico, o jornalista, o padre, o cineasta, o ator, o locutor de rádio, o escritor profissional, quanto o intelectual coletivo, em suma todo homem é um intelectual em potencial. HEGEMONIA: O conceito de hegemonia no pensamento gramsciano é concebido enquanto direção e domínio, isto é, como conquista, através da persuasão e do consenso, não atuando apenas no âmbito econômico e político da sociedade, mas também sobre o modo de pensar, sobre as orientações ideológicas e inclusive sobre o modo de conhecer. A hegemonia é a capacidade de unificar através da ideologia e de conservar unido um bloco social, não se restringindo ao aspecto político, mas compreendendo um fato cultural, moral, de concepção do mundo. A profunda conexão dos conceitos de sociedade civil, organização e regulamentação das instituições que constituem a base do Estado, sociedade política, passagem da necessidade – econômica – para a liberdade – política –, da força para o consenso e hegemonia, indica que esta última se concretiza na sociedade civil como direção cultural e na sociedade política enquanto direção política: é a criação da vontade coletiva para uma nova direção política e também a reforma Intelectual e moral para uma nova direção cultural.
SOCIEDADE CIVIL: pode ser entendida como sendo o conjunto formado pelos organismos denominados privados, e sociedade política ou Estado. Ambos correspondem à função de hegemonia que o grupo dominante exerce em toda sociedade e àquela de domínio direto ou de comando que se expressa no Estado e no governo jurídico. Tais funções configuram-se organizativas e conectivas. O conceito de sociedade civil foi concebido por Gramsci que o resgatou da tradição iluminista e hegeliana dos séculos XVIII e XIX e o renovou como parte de uma operação teórica e política dedicada a interpretar as imponentes transformações que se consolidavam nas sociedades do capitalismo desenvolvido. A sociedade civil é considerada um espaço onde são elaborados e viabilizados projetos globais de sociedade, se articulam capacidades de direção ético-política, se disputa o poder e a dominação. É um conceito complexo e sofisticado, com o qual se pode entender a realidade contemporânea. E é também um projeto político, abrangente e igualmente sofisticado, com o qual se pode tentar transformar a realidade. A idéia gramsciana de sociedade civil espelharia a nova situação: abrigava a plena expansão das individualidades e diferenciações, mas acomodava também, acima de tudo, os fatores capazes de promover agregações e unificações superiores. Ela seria a sede de múltiplos organismos privados, mas nem por isto menos estatais. Seus integrantes estariam dispostos como vetores de relações de força, como agentes de consenso e hegemonia, candidatos a se tornar Estado.
Publicado em: 24 abril, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    Como o estado Estado brasileiro pós 64 atuou no setor universitário? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Em qual governo ocorreu o inicio da abertura do regime autoritário? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais são os conceitos gramsciano correlatos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais os conceitos de Gramsci Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que é hegemonia no conceito de gramsci? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    caracterize o conceito de hegemonia,relacionando-o a crise hegemonica e a revolução passiva Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    para Gramsci o que é o intelectual organico Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Que relação faz Gramsci, sobre os conceitos de Hegemonia ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual é o papel da ideologia na hegemonia de um grupo sobre a sociedade ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Converse as pessoas a aceitarem a moral, os costumes e as regras sociais até por consenso. sexta-feira, 14 de junho de 2013
  1. Responda   Pergunta  :    finalidades Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 2. Delio Elisio

    sociedade civil

    SAO ACCOES COLECTIVAS VOLUNTARIAS EM DEFESA DE UM INTRESSE, VALORES, PROPOSITO, ETC

    3 Classificação quarta-feira, 25 de agosto de 2010
  2. 1. Visitante

    Muito bom!

    Valeu pelos conceitos! Adoro seus artigos, continue escrevendo.

    2 Classificação terça-feira, 24 de abril de 2007
X

.