Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de Métodos de Investigação

Métodos de Investigação

Resumo do Livro   por:Analua     Autor : Anthony Giddens
ª
 

Trabalho de campo
Na observação participante, ou trabalho de campo, o investigador vive inserido no grupo ou na comunidade que está a estudar e pode até intervir nas suas actividades. No entanto, não pode limitar-se a estar numa comunidade; ele tem de justificar a sua presença aos seus membros. Pode ter de viver em condições de difícil adaptação, especialmente quando estuda culturas muito diferentes da sua, e certos tipos de trabalho podem até ser fisicamente perigosos.
A selecção do grupo a estudar é, normalmente, uma decisão do investigador.
Este método fornece informações muito mais ricas sobre a vida social do que a maioria dos outros métodos, oferecendo ao investigador uma certa flexibilidade para alterar as estratégias e seguir novas pistas que possam surgir. No entanto, as conclusões poderão aplicar-se apenas às comunidades e grupos estudados, não sendo fácil generalizar.

Inquéritos
Como geralmente é impossível estudar todo um grupo directamente, este método permite que a investigação se concentre numa pequena amostra, que deverá ser representativa do grupo total.
Este método possibilita uma escolha eficaz de informação sobre um grande número de indivíduos e permite uma comparação precisa entre as respostas dos entrevistados.
Muitos sociólogos mostram-se críticos em relação ao excesso de confiança depositada no método dos inquéritos. No entanto, quando um inquérito é muito padronizado, podem escapar diferenças importantes entre os pontos de vista dos entrevistados, havendo uma certa superficialidade. Por outro lado, as respostas podem ser o que as pessoas dizem acreditar e não o que realmente pensam. Deste modo, as questões têm de ser cuidadosamente elaboradas para que os resultados sejam proveitosos, e os resultados dos inquéritos necessitam, sempre que possível, de ser complementados por material mais aprofundado, como o fornecido pelo trabalho de campo.
No inquérito são usados dois tipos de questionário: questionários fechados e abertos, sendo os últimos de resposta livre.

Pesquisa documental
A análise documental é frequentemente encarada como pouco importante. No entanto, existem muito poucos trabalhos de campo ou inquéritos que não envolvam um certo exame minucioso do material documental.
A análise documental é, de facto, um dos métodos mais usados para reunir dados sociológicos. Pode fornecer fontes materiais “aprofundadas”, sendo que o investigador depende das fontes existentes, que podem ser parciais e de difícil interpretação (em termos de saber até que ponto representam tendências reais – como no caso de certos tipos de estatísticas oficiais).
Na escolha dos documentos a analisar, o investigador deve avaliar a sua autenticidade e exactidão. As estatísticas publicadas oficialmente são mais exactas do que os relatos jornalísticos, mas mesmo estas estatísticas devem ser interpretadas pelo investigador, que tem de estar consciente das várias limitações que apresentam.


Experiências
Este método tem como vantagens o facto do investigador poder controlar a influência de variáveis específicas, sendo que as experiências são normalmente mais fáceis de repetir em investigações posteriores. No entanto, muitos aspectos da vida social não podem ser reproduzidos em laboratório e as reacções das pessoas estudadas podem ser afectadas pela situação experimental.

Outros métodos
Entrevistas
Não há uma distinção clara entre os métodos de inquérito e as entrevistas.
As entrevistas demoradas fornecem material mais rico do que o normalmente recolhido através de certos inquéritos, mas apresentam a desvantagem de a influência do investigador poder ser muito elevada, podendo afectar os resultados; por outro lado é também muito mais difícil comparar as respostas com rigor.
Histórias de vida
Consistem na recolha de material biográfico sobre determinados indivíduos, o qual é normalmente narrado pelos próprios. Nenhum outro método de investigação fornece tantos pormenores sobre o desenvolvimento das crenças e atitudes das pessoas ao longo do tempo. Para ampliar e verificar a informação fornecida, normalmente recorre-se a fontes documentais.
Diários
Este método torna-se importante para quando os sociólogos desejam seguir as pistas das actividades quotidianas dos indivíduos num dado ambiente social.
Análise da conversação
Trata-se de um método que consiste no estudo sobre a forma como as conversas são efectuadas em contextos da vida real, usando, para tal, registos magnéticos e videográficos.
Estudos que envolvem análise de conversas oferecem múltiplas perspectivas sobre a natureza da interacção humana, mas só podem ser utilizados em contextos de pequenos grupos de pessoas.

Triangulação
A triangulação é um processo de investigação que combina vários métodos, tendo em conta que todos os métodos de investigação têm as suas vantagens e limitações.

Publicado em: 31 agosto, 2010   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    como se aplica o metodo de investigação por observação Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    vatagens do metodo historico Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Me ajudou muito. Obrigado. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Metodologia de Investigação da Geografia Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.