Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de Darwinismo

Darwinismo

Resumo do Artigo   por:alicemartins     Autor : Wikipedia
ª
 
A teoria da evolução de Darwin, na realidade, foi uma série de teorias, e é impossível discutir o pensamento evolutivo de Darwin construtivamente se alguém não distingue seus vários componentes. O termo ‘Darwinismo’, tem significados numerosos dependendo de quem o utilize e em que período.
Uma razão convincente de que o Darwinismo não pode ser uma única teoria monolítica é que a evolução orgânica consiste de dois processos essencialmente independentes: a transformação no tempo, e a diversificação no espaço geográfico e ecológico.
 
Em “Um Longo Argumento”, Ernst Mayr (biólogo evolutivo e fundador do conceito biológico de espécie) resume as teorias de Darwin, e traça sua história pelo mundo na comunidade científica.
As raízes de todos os nossos pensamentos evolutivos encontram-se em Darwin. Nossas controvérsias atuais muitas vezes têm como seu ponto de partida alguma incerteza nas escrituras de Darwin ou em questões que Darwin era incapaz de responder, devido ao insuficiente conhecimento biológico disponível em seu tempo.
 
1. Evolução como tal. Essa é a teoria de que o mundo não é constante ou criado recentemente nem eterno dando ciclos, mas que está firmemente mudando, e aqueles organismos são transformados no tempo.
 
2. Descendência Comum. Esta é a teoria em que todo grupo de organismos descende de um antecessor comum, e que todos os grupos de organismos, incluindo animais, plantas, e microrganismos, finalmente voltam para uma origem única de vida na terra.
 
3. Multiplicação da espécie. Esta teoria explica a origem da enorme diversidade orgânica. Ela pressupõe que as espécies se multiplicam, dividindo-se em espécies-filhas ou por brotamento, isto é, pelo estabelecimento de populações geograficamente isoladas que evoluem em novas espécies.
 
4. Gradualismo. Segundo esta teoria, a mudança evolutiva ocorre através da mudança gradual das populações e não pelas repentinas (saltos) produção de novos indivíduos que representam um novo tipo.
 
5. Seleção Natural. Segundo esta teoria, as mudanças evolutivas acontecem pela abundante produção de variação genética em cada geração. Relativamente poucos indivíduos que sobrevivem, devido à combinação particularmente bem-adaptada de caráteres hereditários, originam a próxima geração.“
 
Algumas das implicações da análise de Mayr consiste em:
 
A princípio, o Gradualismo parece entrar em conflito com a teoria do Equilíbrio Pontuado, de Gould e Eldredge; mas em um exame mais próximo, vemos que não. Aqui (graças a Robert Low) são duas citações relevantes de A Origem das Espécies: "  É provável que os períodos, durante os quais as espécies sofreram modificações, embora muitas e por muito tempo (medido por anos), têm sido curtos em comparação com os períodos durante que cada um permaneceu em uma condição inalterada"  “As variedades estão frequentemente em primeiro local, rendendo a descoberta de elos intermediários menos prováveis. Variedades locais não se espalharão em outras regiões distantes até que estejam consideravelmente modificadas e melhoradas; e quando se espalham, se descobertos em uma formação geológica, eles aparecerão como se tivessem sido criados repentinamente, e simplesmente serão classificados como nova espécie". Darwin não afirmou que a mudança evolutiva é contínua e lenta – apenas que esta não ocorre por "saltos" em uma única geração (que Mayr chama pela mudança saltacional).
Darwin nunca propôs que um pai dinossauro-completo daria origem a uma progênie de aves-completas. Certamente, a mudança se processou em uma série intermediária, talvez quase insensível, entre gerações sucessivas. Note que a mudança sobre mil gerações de quaisquer espécies aparece como "repentina" ou "abrupta" no registro fóssil, porque mil gerações são infinitesimalmente uma pequena fração da história da Terra.
 
A Seleção Natural não esclarece alguns dos tipos de variação que nós vemos nas espécies - particularmente caracteres não-adaptativos - mas você notará que Darwin não afirmou que a seleção natural explicou todos as características, mas aquelas meramente adaptativas.
 
Depois de Darwin, alguns biólogos distorceram a teoria de seleção natural na doutrina de “adaptacionismo estrito", em que cada característica de cada organismo foi produzida pela seleção natural (e assim alguma explicação de por quê a característica é adaptativa foi necessária). Mas Darwin não disse que toda seleção é a seleção natural (adaptativa) - unicamente que a seleção natural é a fonte de alguma mudança, e pode explicar porque mudança adaptativa ocorre. Os biólogos modernos têm proposto outros mecanismos de mudança - seleção neutra, deriva genética, efeito do fundador, etc - e o próprio Darwin pensou que a seleção sexual poderia ser importante. Nenhum destes contradiz a idéia da seleção natural; como mecanismos adicionais para mudança genética ao longo do tempo, eles a aumentam.
 
Os oponentes (do evolucionismo moderno) confundem consistentemente três escolas do Darwinismo:
 
1 Neo-Darwinismo, um termo inventado por Romanes em 1896 para designar: "Darwinismo sem uma herança de caráteres adquiridos";
 
2 Genética de populações primitiva, uma forte escola do reducionismo que definia a evolução como a modificação de freqüências gênicas por seleção natural; e
 
3 O ramo holístico da síntese evolutiva moderna, que continuaram as tradições de Darwin e dos naturalistas enquanto aceitavam as descobertas da genética.
 O Darwinismo não é uma teoria simples que seja verdadeira ou falsa, mas é antes, um programa de pesquisa altamente complexo que continuamente está sendo modificado e melhorado. Isto era verdadeiro antes da síntese evolutiva, e continua a ser verdadeiro após a síntese. Reconhecer tais períodos aparentemente descontínuos é, em muitos aspectos, um empreendimento irreal. Cada um destes períodos era heterogêneo em alguma extensão, devido à diversidade de pensamentos de diferentes evolucionistas
Publicado em: 17 novembro, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    eu ñ entedi nada e que eu pergunetei sobre darwinismo eu ñ lir nada sobre ele Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    porque vcs nao colocam o resumo mas explicando sobre o que a gente quer e nao besteiras.... Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que consiste darwinismo Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    tudo sobre darwinismo Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual é a idéia central disso tudo Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    a teoria evolutiva pressupoe Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual o principal conceito darwinista? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.