Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de O TRABALHO DOS JESUÍTAS

O TRABALHO DOS JESUÍTAS

Resumo do Artigo   por:GabrielaG     Autor : Elaine
ª
 
O TRABALHO DOS JESUÍTAS
 
A Companhia de Jesus foi fundada pelo militar Ignácio de Loyola, em 1534. Os jesuítas foram organizados como “soldados de Cristo”, com a incumbência de atuar fora da Europa, nas colônias da Ásia, da África e das Américas, através de um extenso trabalho de catequese, sempre tentando incorporar novas almas à Igreja de Roma. O trabalho   dos jesuítas destinava-se a facilitar a dominação das colônias pelas metrópoles, mediante uma atuação evangelizadora e, ao mesmo tempo, não permitir que as idéias protestantes se proliferassem nas Colônias.
Os jesuítas chegaram ao Brasil em 1549, chefiados pelo padre Manoel da Nóbrega que, juntamente com o padre José de Anchieta dedicou-se à organização das Missões.
Nos primórdios da colonização do Brasil, a falta de mão de obra na lavoura e na construção das cidades obrigava os colonos a escravizar os índios. O objetivo das Missões era o oposto, queriam catequizar e conquistar pacificamente a simpatia da população indígena.
A primeira tarefa dos jesuítas consistia na proteção dos índios, em aldeamentos onde promoviam a conversão dos adultos, alfabetização das crianças, o treinamento para o trabalho e até mesmo para a defesa do aldeamento.
A Companhia de Jesus tornou-se auto-sustentável através da administração de grandes propriedades, onde ao lado da catequização e do ensino, utilizava-se da própria mão-de-obra indígena para a sua sustentação econômica. Os jesuítas não escravizavam os índios, mas, através da educação e da catequese, onde aprendiam o valor do trabalho, acabavam por fazer os índios colaborarem pacificamente.
Os jesuítas, no Brasil, fizeram da educação um agente eficiente da colonização, dando os primeiros passos para a criação de uma unidade nacional. Foram eles os criadores dos primeiros colégios, quanto à didática dos jesuítas, o ensino era dividido em duas séries: a inferior, com duração de seis anos, dedicada ao estudo da Retórica, Humanidades e Gramática; e a superior, com duração de três anos, que ensinava Lógica, Moral, Física, Matemática e Metafísica. As aulas eram ministradas em grego, latim e português, sem maiores preocupações técnicas ou de formação profissional.
Segundo os Regimentos, elaborados pelo padre Manoel da Nóbrega, o plano de estudos começava pelo aprendizado do português e incluía o ensino da doutrina cristã e os princípios básicos da leitura e da escrita. Daí em diante, vinha o ensino do canto orfeônico e de música instrumental, prosseguindo o estudo da gramática e com o aprendizado manufatureiro e agrícola. Os jesuítas não conseguiram maiores resultados com a educação dos indígenas, que acabaram sendo preparados para o trabalho material. Os adequadamente instruídos para os padrões da época seriam os descendentes dos colonizadores.
De qualquer forma, os jesuítas foram os primeiros educadores atuantes no Brasil. Três críticas, no entanto, lhes são feitas:
1ª – metodologicamente falando, utilizavam na educação, o velho sistema metodológico e cultural escolástico, que, na Europa, há muito já se encontrava em processo de superação – e ao qual faltava visão prática e aplicabilidade;
2ª – ao aglomerarem os índios em aldeamentos, facilitavam a sua captura e escravização pelos colonos;
3ª – e enfim, a própria imposição feita pelos jesuítas de uma religião diferente da que o índio conhecia, de uma nova língua e de novos hábitos, acabaram por destruir toda a cultura original dos nativos. Não houve a troca e o enriquecimento mútuo, o que, em termos educativos, seria o ideal.
Na medida em que crescia a influência dos jesuítas na ordem social da colônia, bem como seu poder econômico nos aldeamentos., os jesuítas foram ficando cada vez mais autônomos em relação ao Estado e à própria Igreja Católica.   
Por esse motivo, a Coroa portuguesa passou a ver neles uma ameaça ao seu poderio. Os conflitos foram crescendo em intensidade. Os jesuítas encontravam-se dessa forma isolados.
Assim, no ano de 1759, duzentos e dez anos após sua chegada, centenas de jesuítas foram expulsos do Brasil, pelo secretário de estado português: o Marques de Pombal. O que acabou desestruturando por completo a ordem dos jesuítas no Brasil, gerando grandes prejuízos para os aldeamentos indígenas, para a educação e o ensino na colônia.
O Marquês de Pombal eliminou os métodos de ensino da Companhia de Jesus, que o mesmo dizia ser detentora de um poder e uma autonomia econômica que deveria ser devolvido à Portugal; e ainda, os jesuítas educavam os colonizadores cristãos a serviço da ordem religiosa da Igreja, não dando muita importância as verdadeiros interesses da Coroa Portuguesa.
Publicado em: 13 abril, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    considerando a mudança do risco econômico do nordeste para a região aurífera de minas gerais, explique que mudanças econômicas ocorreram e como repercutiram na procura de educação. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Considerando a mudança de risco econômico do nordeste para a região aurífera de Minas Gerais, explique que mudanças econômicas ocorreram como repercutiram na procura da educação? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    as mudanças que os jesuitas pretendiam alcaçar com o aldeamento dos indios Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    no período Joanino foram criadas algumas escolas superiores. Explique qual foi o critério de privilegiar essa escolha. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    indique quais foram as metas da reforma pombalina Brasil. Indique também quais foram as contradiçoes ao tentar introduzir as idéias iluministas em Portugal e no Brasil. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    considerando a mudança do eixo econômico do nordeste para a região aurífera de Minas gerais, explique que mudanças econômicas ocorreram e como repercutiram na procura de educação? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    como estava organizada a educação brasileira no período colonial? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    porque a educação não é assunto prioritário no brasil colonial? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    que interesses econômicos e religiosos da metrópole justificam a colonização? como a ação catequética dos jesuítas contribuiu para o alcance dessas metas? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual foi o trabalho dos jesuitas para pacificar os indigenas Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 2. carla

    texto

    ele e muito grande nao temos que copiar temos que imprimir.

    0 Classificação quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013
  2. 1. pamella

    jesuitas

    muito legal a historia

    1 Classificação quarta-feira, 23 de novembro de 2011
X

.