Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de Drogas - como encarar esse problema.

Drogas - como encarar esse problema.

Resumo do Artigo   por:Lual     Autor : Rosane Queiroz
ª
 

Drogas – como encarar esse problema.

Rosane QueirozRevista Marie Claire – junho – 2002 – Nº135

Resumo de Lual

            Os jovens estão usando drogas cada vez mais cedo. Segundo os especialistas, estão iniciando entre os doze e treze anos. Aos onze anos costumam dar o primeiro passo experimentando bebidas alcoólicas. “Tudo hoje é mais precoce, da iniciação sexual ao uso de drogas         “O adolescente tem menos defesas biológicas e seu organismo ainda está em formação. Quanto mais cedo começam a usar, maior é o risco de dependência”. Muitos pais diante desse quadro partem para o internamento do filho; porém os especialistas afirmam que internação é um recurso extremo e que 85% dos casos são tratados sem internação. As clínicas de desintoxicação são indicadas para os casos de problema mental ou psíquico associado, ou quando há risco de suicídio ou que já se tentou de tudo sem solução.

            Aquele que bebe muito e é o último a capotar é uma compulsão do perfil de quem se vicia. Normalmente, manifestam agressividade, discussões por motivos fúteis, gritos, ofensas, comportamento diferente do comum... E os pais se vêem diante de uma situação difícil e pesada.

            Na maioria dos casos, os pais sentem-se culpados e perdidos. Precisam de ajuda também. Os mais liberais tentam superar, mas terminam ficando perturbados. Tornam-se co-dependentes e precisam ser tratados, porque passam a viver em função do problema. Admitir que o filho usa drogas não é fácil, enfrentar o preconceito da sociedade é um dilema. É necessário tentar superar essa situação e desenvolver uma relação de confiança com o filho.

            A psicoterapia pode resolver o problema, dependendo da consciência da dependência (do viciado) para mudar a cabeça: quando admite as conseqüências negativas da droga. Entender que ela não leva a nada e encarar a vida real. Contar com o apoio da família, principalmente dos pais.

            É importante lembrar que isto pode acontecer com as melhores famílias. A droga é enganosa. Quem a usa pensa que é o melhor caminho para superar seus problemas, quando na verdade, está entrando num labirinto, muitas vezes, sem saída. Pode ser o caos.

Publicado em: 28 agosto, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 1. Lual

    Filhos

    Demonstremos o amor que temos pelos nossos filhos! Tenhamos mais paciência com eles. Pois eles são como uma nuvem na nossa vida, porque todos tomam o seu rumo, vão construir os seus sonhos. Por isso paciência e amor nunca é de mais.

    0 Classificação segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009
X

.