Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de Gramsci e a Hegemonia

Gramsci e a Hegemonia

Resumo do Artigo   por:Naninha_Al     Autor : Rosana Muniz de Medeiroa
ª
 
O conceito de hegemonia representa um dos pontos centrais no pensamento gramsciano. Gramsci analisa nos processos histórico-sociais, a formação e a importância dos intelectuais, desenvolvendo estudos sobre o Estado, aborda questões ligadas à literatura e à cultura em geral ou propõe estratégias de transição para o socialismo, para Gramsci a importância deste conceito é relevante à compreensão de seu pensamento. Tentando compreender, de forma mais ampla o princípio gramsciano de hegemonia, é necessário nos determos primeiramente, na análise da relação existente entre as concepções de hegemonia em Lênin e em Gramsci, já que é a Lênin que Gramsci atribui a formulação do princípio teórico-prático da hegemonia. O princípio da hegemonia encontrados nos escritos de Lênin, embora não os utilizando explicitamente, refere-se, basicamente, à ditadura do proletariado e fundamenta-se na especificidade da história russa e definição das tarefas políticas do proletariado. Esse princípio, embora construído em situação histórica distinta daquela vivida por Gramsci, forneceu-lhe os elementos básicos que lhe permitiram construir o próprio conceito, ampliando e enriquecendo a concepção leninista. O que permite a Lênin e a Gramsci elaborarem, em situações históricas distintas, o conceito de hegemonia é a compreensão que ambos têm de que a sociedade é um todo orgânico e unitário, que se explica a partir da base econômica, mas que não pode ser reduzida inteiramente a ela, pois tal redução implicaria a negação da ação política e da própria hegemonia. Com essa questão, Gramsci afirma a necessidade de combater o economicismo na teoria e na prática política em uma luta que venha possibilitar o desenvolvimento do conceito de hegemonia. Podemos observar entre Gramsci e Lênin alguns pontos de ligação, e assim, destacarmos à importância dada às alianças de classes, que permitiu a mobilização da maior parte possível da população trabalhadora, oferecendo uma base sólida ao Estado proletário. Onde a classe que orienta o novo processo hegemônico necessita apoiar-se em grupos aliados para sustentar a conquista e a efetivação da hegemonia. Um outro ponto comum à ressaltar em ambos, reside na organização intelectual da hegemonia através do partido, representando o verdadeiro sujeito revolucionário. Para Lênin, ao partido cabe intervir em todos os momentos da vida social e política e movimentar-se em todas as camadas da população, oportunizando aos operários, o conhecimento político necessário à luta pela conquista da nova hegemonia. Gramsci retoma essas concepções leninistas do partido, dando maior ênfase à sua função educativa. O conceito gramsciano de hegemonia está em alguns de seus fundamentos, bastante próximo da concepção leninista. Porém, a Gramsci, caberá aprofundá-lo e ampliá-lo, ligando-o não apenas ao nível da sociedade política como foi feito por Lênin, mas à primazia da sociedade civil, enriquecendo-o com o conceito de aparelho de hegemonia. A diferença essencial entre Gramsci e Lênin com relação ao conceito de hegemonia é que Gramsci abarca em suas entidades, não apenas o partido, mas toas às instituições da sociedade civil que apresente um nexo qualquer na elaboração e difusão da cultura. Gramsci elabora teoricamente as bases de seu princípio de hegemonia referindo-se à concepção leninista e apresentando a hegemonia como direção da classe operária, constituíndo de forma autônoma e independente o exercício num contexto de política de alianças.
Em Cadernos do Cárcere, Gramsci enfocará, as práticas de construção e manutenção da hegemonia das classes dominantes, a importância das questões ligadas à direção cultural e moral que essas classes imprimem ao todo social. Esse estudo engloba, progressivamente, as estruturas do Estado, enriquecendo-se com um novo conceito: o de aparelhos de hegemonia. As análises sobre a hegemonia referem-se tanto à hegemonia burguesa quanto à das classes subalternizadas. Seu objetivo é o de aprofundar a análise do Estado moderno, fundamentado no modo de produção capitalista. Referindo-se à hegemonia das classes subalternizadas, Gramsci propõe estratégias que podem guiá-las num processo de transformação revolucionária, a partir da criação de um novo bloco cultural, fruto de uma concepção de mundo coerente e utilitária. Para Gramsci, a hegemonia de uma classe significa sua capacidade de subordinar intelectualmente as demais classes, através da persuasão e da educação, sendo esta entendida em seu sentido amplo. Para conquistar a hegemonia é necessário que a classe fundamental se apresente às demais como aquela que representa e atende aos interesses e valores de toda sociedade, obtendo o consentimento voluntário e a anuência espontânea garantindo, assim, a unidade do bloco social que, embora não seja homogêneo, se mantém, predominantemente, articulado e coeso. Significando que a classe hegemônica deve ser capaz de converter-se em classe nacional, capaz de envolver toda a sociedade em um mesmo projeto histórico e capaz de assumir, como suas, as reivindicações das classes aliadas, devendo ficar bem claro, a incompatibilidade existente entre hegemonia e corporativismo, como o próprio Gramsci nos mostra ao referir-se à hegemonia do proletariado, salientando que o proletariado pode desenvolver função de dirigente se possuir espírito de sacrifício e se for capaz de libertar-se completamente do resíduo de corporativismo reformista ou sindicalista Ao afirmar que a classe hegemônica deve assumir, como suas, as reivindicações das demais classes, Gramsci aponta para a estreita relação entre hegemonia e economia. Na medida em que as expressões da vontade, interesses e necessidades das classes aliadas são, na verdade, manifestações concretas das necessidades econômicas, geradas por determinado modo de produção, é preciso que a classe hegemônica, ao formular seu projeto econômico, considere estas necessidades, sem, entretanto, descaracterizar seu projeto fundamental de classe. GRAMSCI,
Antonio. Concepção dialética da história
. 2ª ed. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1978a.
Publicado em: 22 janeiro, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    qual e a relaçao dos conceitos de hegemonia e de violençia simbolica da cultura e idiologia Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que quer dizer hegemonia ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Para Gramsci hegemonia tem o mesmo valor que domínio tem para marx. A segunda-feira, 18 de março de 2013
  1. Responda   Pergunta  :    por de anais,descreva em que pontos a saciedade educacional de gramsci se distancia ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual o significado de hegemonia para gramsci Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Althusser qual foi sua importancia para o serviço social e 3 ideologias Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    gramsci qual importancia para serviço social e 3 adeologias Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quero exemplos de aparelhos de hegemonia Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a relaçao entre o conceito de hegemonia e a educação na concepção gramsciana? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    a hegemonia impede a existencia de conflitos? ou a luta entre duas classe dominante e dominad é pela hegemonia? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Gramsci trabalha com o conceito de bloco histórico para nortear a estrutura e superestrutura, considerando-as igualmente determinantes. Assim, fugiu do economicismo mecanicista e também do idealismo. Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 1. Vania Melo Tores

    Comentário

    A autora do resumo conseguiu em breves linhas transmitir o pensamento de Gramsci sobre a hegemonia. Parabens.

    5 Classificação quarta-feira, 30 de janeiro de 2008
X

.