Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de Sociedade Industrial e sua performance

Sociedade Industrial e sua performance

Resumo do Livro   por:Yaya Garcia     Autor : Yaya Garcia
ª
 
A sociedade Industrial e sua performance John Kenneth Galbraith, economista político nascido em 1908, destacou-se pela sua preocupação pelas questões relacionadas com o crescimento econômico, no contexto da teoria econômica corrente. O Sistema Industrial, é uma grande estrutura que dirige a sociedade contemporânea, guiada para a tecnologia. Compreender a sociedade industrial moderna é compreender a parte que esta mais sujeita as mudanças, e que em conseqüência, mais altera nossas vidas. O desenvolvimento dos processos produtivos impõe alguns requisitos que são incompatíveis com o mercado. A medida que a produção em massa ganhou maior dimensão, o que se observou no desenvolvimento capitalista, foi o crescimento desigual das firmas com a emergência de grandes unidades que apresentam razoável estabilidade na liderança dos principais mercados. Galbraith procura demonstrar que as mudanças na estrutura das empresas e na sociedade estão relacionadas às alterações que o aumento da escala e a tecnologia provocaram nos processos produtivos, que requerem uma especialização crescente. É verificado, um crescimento acentuado de trabalhadores qualificados, assim a crescente interdependência das atividades deslocaria o comando dos negócios do indivíduo para a organização, ou seja, o poder não emana mais do dono da empresa ou do empresário tradicional, mas do conjunto dos gerentes ou da administração. Essa transformação dos processos produtivos levou a uma alteração da força de trabalho, diminuindo relativamente o trabalho braçal. O futuro do sistema industrial: é dado ênfase às tendências convergentes das sociedades industriais, que referem-se a um modelo similar de organização e planejamento. Ela começa com a produção moderna em grande escala, com pesados investimentos de capital, tecnologia sofisticada e, como primeira conseqüência, uma organização elaborada. Estes requisitos exigem o controle dos preços, e, até onde for possível, do que é comprado a esses preços. Isto é o mesmo que dizer que o planejamento deve substituir o mercado. A conclusão de Galbraith acerca da substituição do mercado pelo planejamento das grandes empresas e do Estado é particularmente verdadeira, pois tecnologia sob todas as circunstancias, conduz ao planejamento.
O economista destaca algumas afirmações finais de grande interesse sociológico, pois que reconhecem a natureza da relação motivacional entre o Estado e o sistema industrial e os objetivos sociais: 1 – O sistema industrial não possui uma capacidade inerente para regular a procura total, ou seja, para garantir uma oferta de poder de compra suficiente para garantir aquilo que o sistema produz. Dessa maneira, ele se apoia no Estado para ter estáveis os preços e os salários; 2 – O sistema industrial tem de apoiar-se no Estado para o fornecimento de um potencial humano treinado e instruído, hoje fator decisivo de produção; 3 – A convergência entre os dois sistemas industriais ostensivamente diferentes ocorre em todos os pontos fundamentais, e isso é uma coisa excepcionalmente afortunada; 4 – O reconhecimento da convergência dos sistemas industriais poderá ajudar o acordo sobre os perigos comuns da competição armamentista, terminando-a ou deslocando-a para áreas mais benignas. Há duas alternativas para o sistema industrial. Se continuarmos a acreditar que os seus objetivos – a expansão da produção, o aumento associado do consumo, o avanço tecnológico e as imagens públicas que o sustentam – estão coordenados com a vida, então tudo em nossa vida ficará a serviço desses objetivos. Se, por outro lado, o sistema industrial for apenas uma parte, e uma parte relativamente decrescente da vida, há muito menos ocasiões para preocupação. O sistema industrial passará a subordinar-se às reivindicações das outras dimensões da vida.
Publicado em: 24 setembro, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    ciencia e saber nas sociedades industriais? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    eu preciso de exempos de sociedade industrial Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    industria Moderna? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual era o modo de vida na sociedade industrial Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    indentifica a importancia da industria para o desenvolvimento do mundo conteporaneo. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Por que o trabalho é um dos elementos fundamentais da sociedade industrial moderna? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    porque sem o trabalho nao existe sociedade terça-feira, 31 de maio de 2011
  1. Responda   Pergunta  :    onde e quando surgiu a sociedade moderna industrial ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    na sua casa !!!! quinta-feira, 7 de abril de 2011
  1. Responda   Pergunta  :    Exemplos de sociedade industrial Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    bn,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,, Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual é a explicação cronologica sobre o trabalho na sociedade industrial? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.