Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de Resíduos sólidos - lixo

Resíduos sólidos - lixo

Resumo do Livro   por:ClaudiaMariadeAlmeidaCarvalho     Autor : Claudia Maria de Almeida Carvalho
ª
 
Em nenhuma outra fase do desenvolvimento humano, como a atual, produziu-se tanto ‘lixo’ e consequentemente prejudicou-se tanto a saúde das populações humanas e o próprio ambiente. Os problemas causados pelos resíduos envolvem questões sociais, econômicas, políticas, ambientais e de saúde. Estes problemas têm acompanhado a humanidade por todo o processo de desenvolvimento, mas, apesar disso, nunca receberam a devida atenção. Em especial nesta era do consumismo unido ao forte preconceito em relação aos objetos usados - roupas, livros, brinquedos etc. – que desvaloriza o que não é novo, provoca o consumir-descartar-consumir, faz com que seja mais prático jogar no lixo coisas pelas quais não se tem mais interesse, do que reutilizá-las, reciclá-las, vendê-las, trocá-las ou doá-las. A problemática do lixo no meio urbano abrange alguns aspectos relacionados à sua origem e produção, assim como o conceito de inesgotabilidade e os reflexos de comprometimento do meio ambiente, principalmente, a poluição do solo, do ar e dos recursos híbridos. Fazem parte integrante da vida e da atividade do ser humano a transformação da matéria e a produção de resíduos, podendo-se classificar em etapas: - o ser humano submetido às leis da natureza; - o ser humano tentando entendê-las e modificá-las, fase na qual os resíduos produzidos eram basicamente excrementos; - iniciam-se a atividade agrícola e de produção de ferramentas de trabalho e de armas, fazendo surgir os restos da produção e os próprios objetos, após sua utilização. Mas, como os materiais eram em sua maioria de origem natural, a sua disposição inadvertida não causava grandes impactos ao meio ambiente; - evolução da população e forte industrialização contribuem para o crescimento vertiginoso de resíduos, das mais diversas naturezas: biodegradáveis, não biodegradáveis, recalcitrantes ou xenobióticos, que acarretaram um processo contínuo de deterioração ambiental com sérias implicações na qualidade de vida humana. Sumariamente, o lixo urbano resulta da atividade diária do homem em sociedade e os fatores principais que regem sua origem e produção são, basicamente, dois: o aumento populacional e a intensidade da industrialização. Não é fácil definir lixo urbano, pois inúmeros fatores estão ligados à sua origem e formação, tais como: variações sazonais, condições climáticas, hábitos e costumes, variações na economia etc. É tarefa muito complexa a identificação destes fatores e somente um intenso estudo, ao longo de muitos anos, poderia revelar informações mais precisas no tocante à origem e formação do lixo no meio urbano. Os resíduos sólidos são classificados de acordo com sua natureza física – secos ou molhados, sua composição química – matéria orgânica ou inorgânica, e os que oferecem riscos potenciais ao meio ambiente e a saúde pública – perigosos (apresentam riscos ao meio ambiente e exigem tratamento e disposição especiais, ou que apresentam riscos à saúde pública.), não inertes (características de lixo doméstico) e inertes (não se degradam ou não se decompõem quando dispostos no solo, tais como restos de construção, os entulhos de demolição, pedras e areias retirados de escavações). Abordar-se-á alguns conceitos de resíduos sólidos conforme autores consultados: - Qualquer mistura de materiais ou restos destes, oriundos dos mais diversos tipos de atividades humanas, que são descartados por não apresentarem utilidade à sociedade, é considerado como resíduo sólido; - Aqueles resíduos em estados sólidos e semi-sólidos que resultam de atividades da comunidade de origem: industrial, doméstica, hospitalar, comercial, agrícola, de serviços e de varrição.
Ficam incluídos nesta definição os lodos provenientes de sistemas de tratamento de água, aqueles gerados em equipamentos e instalações de controle de poluição, bem como determinados líquidos cujas particularidades tornem inviáveis seu lançamento na rede pública de esgoto ou corpos de água, ou exijam para isso soluções técnicas e economicamente inviáveis em face a melhor tecnologia disponível. Esta definição é muito ampla se incluindo líquidos como resíduos sólidos. Para efeito de tratamento e disposição, a norma poderia incluir os líquidos juntamente com os resíduos sólidos, mas não simplesmente defini-los como resíduos sólidos. - propõe-se que o lixo urbano seja definido como uma massa heterogênea de resíduos sólidos, resultante das atividades humanas, os quais podem ser reciclados e parcialmente utilizados, gerando, entre outros benefícios, proteção à saúde pública e economia de energia e de recursos naturais. - o lixo é todo material sólido ou semi-sólido indesejável que necessita ser removido por ter sido considerado inútil por quem o descarta. Vale ressaltar que o que é inútil para alguém, para outro pode ser fonte de reaproveitamento, usando o lixo como matéria prima para um novo produto ou processo. A título de informação, alguns fatores que influenciam a origem e formação do lixo: número de habitantes do local; área relativa de produção; variações sazonais; hábitos e costumes da população; nível educacional; poder aquisitivo; tempo de coleta; eficiência da coleta; tipo de equipamento de coleta; disciplina e controle dos pontos produtores; leis e regulamentações específicas. Se se pode, de um modo geral, definir lixo como: os restos das atividades humanas, considerados pelos geradores como inúteis, indesejáveis ou descartáveis, ou ainda os resíduos da natureza entre outros, também se pode cuidar para que sejam devidamente incinerados, reciclados, destinados a aterros sanitários projetados para tal finalidade, e implantadas e consolidadas novas legislações para o setor e a implementação de um plano diretor de resíduos industriais. Na era do consumismo exagerado, é preciso e urgente executar mais e melhores projetos para a eliminação ou aproveitamento dos resíduos sólidos, que venham a favorecer a humanidade. É obrigação do ser humano cuidar para que os resíduos não afetem tanto a Natureza e a saúde humana.
Publicado em: 30 julho, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    Quais o fatores principais que reagem à origem e produção do lixo? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais os fatores principais que reagem à origem e produção do lixo? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Quais os fatores principais que reagem à origem e produção do lixo? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    definição de materiais recalcitrantes e xenobióticos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    produçao e origem do lixo Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    queria isso mas resumido, da pra resumir. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Como podemos ver as implicaçoes do problema do lixo para o meio ambiete Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    gostaria de fazer uma refleçao sobre os residuos solidos de saude e classificaçoes Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que e produçao de residio solido Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    você pode resumir isto Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.