Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Ciências Sociais>Resumo de A Casa dos Loucos, O Movimento Anti-Psiquiátrico de Michel Foucault

A Casa dos Loucos, O Movimento Anti-Psiquiátrico de Michel Foucault

Resumo do Livro   por:lucier     Autor : Rodrigo Broietti e Lucas Accorsi
ª
 
O movimento da anti-psiquiatria surgiu, no final do século XIX, caracterizou-se por ser um movimento que reagia contra as estruturas asilares da psiquiatria. Esse movimento contrariava as estruturas asilares (ambientes onde se tratava os loucos), pois eles condenavam a maneira como o poder dos médicos se exercia (sobrepunha) sobre os loucos – doentes mentais – os quais eram tratados isoladamente da sociedade – não conviviam ao lado de seus familiares, não tinham (recebiam) influências externas; eram tratados como “robôs” ou até como “animais”, pois eram obrigados a seguir um regime médico, era imposto a eles hábitos intelectuais e morais os quais não poderiam ser violados, eram adestrados a fazerem tudo o que era pedido. Este regime, esta estrutura asilar feita pela psiquiatria, leva uma separação entre aquele que tem o poder e aquele que não tem – o doente mental nesse caso era tratado como um cidadão sem direitos, o médico e os enfermeiros podiam fazer o que bem entendia com seus pacientes com problemas mentais. Na prática e no pensamento psiquiátrico clássico a uma relação de poder o qual é mascarado e invisível. A anti-psiquiatria vem contrapor todos estes fatores existentes na psiquiatria, e tem como intenção mudar este tratamento do louco, mudar como ele é caracterizado, como ele é visto, mudar a relação paciente médico, e do poder que é dado ao médico.
Assim como dito por Foucault, no livro “A Micro-Física do Poder”: “A antipsiquiatria pretende desfazer este jogo de relação de poder existente na psiquiatria clássica, dando ao indivíduo a tarefa e o direito de realizar sua loucura levando-a até o fim numa experiência em que os outros podem contribuir, porém jamais em nome de um poder que lhe seria conferido por sua razão ou normalidade, mas sim destacando as condutas, os sofrimentos, os desejos de estatutos médicos que lhe tinham sido conferidos, libertando-os de um diagnóstico e de uma sintomatologia que não tinham apenas valor classificatório, mas de decisão e de decreto invalidando enfim a grande retranscrição da loucura em doença mental”.
Publicado em: 17 julho, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    quero internar meu filho doente mental me ajude oque eu faço Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    internar um doente mental Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que eu tenho a saber de importante da sobre a casa dos loucos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que quer dizer na pratica e no pensamento psiquiatrico classico a uma relação de poder o qual é massacrado e invisivel? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    que pagina do livro a micro fisica do poder focault faz essa citação? gostaria de por no meu artigo cientifico Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que eu tenho que saber de importante sobre a casa dos loucos? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Como fasso pra dorgas se libertar de mim? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    a importancia do texto na critica da sociedade humana? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 1. MsBruno

    Michel Foulcault

    Ilusitado e transparente a sua percepção diante da realidade de classificação e natureza das seres humanos sem capacidades mentais ideais para uso literal de seus direitos perante a sociedade.

    2 Classificação quarta-feira, 18 de junho de 2008
X

.