Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Medicina E Saúde>Otorrinolaringologia>Resumo de Fisiologia - Pulmões

Fisiologia - Pulmões

Resumo do Artigo Científico   por:CarlosRossi     Autores: Conhecer; ☻Mega Arquivo
ª
 
Fisiologia - Pulmões
É um órgão vital que abastece o corpo com oxigênio para que as células não parem de produzir energia para trabalhar. São 2 sacos róseos, úmidos e elásticos, recobertos por uma membrana bem fina chamada pleura que reveste a parede da caixa torácica. A função de ambas é proteger a frágil estrutura pulmonar do atrito com as costelas e com os músculos durante os movimentos de inspiração e expiração. A única situação de dor nos pulmões acontece quando essas membranas inflamam, o que é raro. A traquéia se divide em 2 brônquios. Eles se ramifical sucessivamente até 25 vezes em tubos cada vez menores. A parada final do ar ocorre nos alvéolos, saquinhos microscópicos de fina espessura onde ocorre a troca gasosa: o oxigênio vai pela corrente sanguínea para as células e o gás carbônico segue caminho inverso. Não usamos todo o oxigênio, o organismo só aproveita o que precisa. Na expiração, mandamos embora o oxigênio que não foi usado, o vapor dágua, o nitrogênio que não é absorvido e o gás carbônico.
  • As células não suportam mais que 4 minutos sem oxigênio - O ar que chega aos pulmões vem carregado de uma infinidade de impurezas e bactérias, mas as vias respiratórias tem um sistema de filtragem bastante eficiente que retém as partículas e faz o ar chegar puro.
    Poucas vezes 1 organismo saudável perde a luta contra as bactérias.
  • O caminho do ar - É tudo uma questão de pressão. Para que o ar possa entrar, precisamos contrair o diafragma e os músculos intercostais. Assim, a caixa torácica se expande. Com o volume interno do tórax maior, diminui a pressão sobre os pulmões, que se dilatam e recebem o ar. É a inspiração. Na expiração, os músculos relaxam, o volume interno do tórax diminui, a pressão sobre as paredes pulmonares aumenta. A pressão interna dos pulmões por sua vez, fica maior do que a do ambiente, por isso, o ar é empurrado para fora. Quando passa pelas conchas nasais o ar é aquecido e umedecido para ficar na temperatura ideal. Irrigada por uma espécie de vasinhos de sangue, a mucosa que reveste as conchas nasais regula a temperatura por meio de um processo de inchaço. O estímulo do ar frio faz com que uma quantidade maior de sangue regue a região.
Publicado em: 06 julho, 2010   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.