Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Tranquilizantes

Resumo do Livro   por:Raquel Rocha Bastos     Autor : Dr. Sajeev Vasudevan
ª
Este resumo foi traduzido de TRANQUILISER
 
Os tranquilizantes são um grupo de drogas prescritas para aliviar a ansiedade, tensão e agitação. Também conhecidos por ansiolíticos, eles atuam como depressivos moderados no sistema nervoso central. Apesar de possuirem comparativamente poucos efeitos colaterais, pode acarretar sonolência e confusão mental. Algumas vezes eles são classificados como tranquilizantes moderados, em contraste com os sedativos utilizados para doenças psíquicas (veja psicofarmacologia), e álcool. Como grupo, os tranquilizantes são os medicamentos com as prescrições mais comuns nos Estados Unidos. Eles incluem as benzodiazepinas, tais como o Valium, Librium, e alprazolam; os defenilmetanos, tais como Vistaril e Atarax; e os propanedióis, como os tibamato e meprobamato (Equanil e Miltown). Os fisiologistas escolhem entre os tranquilizantes baseado em suas propriedades para alcançar uma necessidade específica. A ansiedade é uma resposta normal ao estress e requer tratamento só quando o grau do distúrbio do sistema nervoso central interfere no funcionamento geral do paciente. Tais distúrbios envolvem mais notadamente ataques de pânico, para o qual, alprazolam (Xanax) tem se mostrado eficaz. Outras formas de distúrbios incluem batimento cardíaco acelerado, palpitações, movimentos involuntários, insônia ou outros acometimentos do sono, diarréia, dores de cabeça, maior frêquencia de urina e desconforto gástrico. Os tranquilizantes promovem alívio temporário em tais circunstâncias. Este mero mascaramento dos sintomas, no entanto, é potencialmente arriscado. Com o uso contínuo, os tranquilizantes também decaem em efetividade e pode causar dependência (veja buso de drogas). O Valium, por exemplo, só é prescrito hoje em dia, para este motivo.
Publicado em: 03 julho, 2006   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    .exemplos conhecidos de ansioliticos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    ficação do usuario segundo a organização mundial de saude ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    classificação do usuario segundo a organização mundial de saude sábado, 1 de janeiro de 2011
  1. Responda   Pergunta  :    qual e a origem dos tranquilizantes Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais as formas de tratamento para quem ingere tranquilizantes sem pesquisão medica? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.