Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Medicina E Saúde>Epidemiologia E Saúde Pública>Resumo de Tudo sobre a doença Hanseníase ou lepra como era conhecida antigamente

Tudo sobre a doença Hanseníase ou lepra como era conhecida antigamente

Resumo do Artigo   por:Namie    
ª
 

  Há mais de 1350 a.C a lepra já existia. Durante muito tempo era uma doença incurável e muito
mutiladora e matava os pacientes aos poucos com muito sofrimento. Antigamente isolava os
pacientes e os obrigava a viver em leprósarios, abrigos que ficavam em lugares distante
da cidade. Além do homem, alguns animais também tem a doença,algumas espécies de macaco,
,coelhos e o tatu. Mas na maioria dos casos a trasmissão ocorre entre seres humanos.
A contaminação se faz por via respiratória, pelas secreções nasais ou pela saliva.
Noventa por cento da população tem resistencia ao bacilo de Hansem, causador da lepra.
Acredita-se que isto se deva a múltiplos fatores, incluindo a genética de cada pessoa.
Mais de doze milhões de pessoas no mundo ainda tem hanseníase. Há mais de setecentos mil
novos casos por ano no mundo. Em países desenvolvidos quase não existe essa doença.
Os países mais afetados são a India, Birmania, Nepal e nos paises de clima tropical,
estima-se que mais de dois milhões de pessoas estão seriamente mutiladas em todo o
mundo.O tempo de incubação após a infecção é longo, de 2 a 7 anos.
Um dos primeiros sintomas da lepra e a incapacidade de diferenciar entre o frio
e o quente no local afetado, mas a forma inicial na maioria dos casos aparece manchas
na pele com cloração mais clara ou a avermelhada.O diagnóstico é clínico-epidemiológico
 e laboratorial.Em uma região do país em que a lepra é endêmica,quando não se dispõe

de recursos laboratoriais, o diagnóstico é clínico (pelos sintomas).Com o auxílio de
laboratório faz-se biópsia da lesão e colhe-se a linfa cutânea dos lóbulos das
orelhas e dos cotovelos (baciloscopia).Hoje em dia, a lepra é tratada com antibióticos,
e esforços de Saúde Pública são feitos para o diagnóstico precoce e tratamento dos doentes.
Apesar de não mortal, a lepra pode acarretar invalidez severa e/ou permanente,
se não for tratada a tempo.O tratamento comporta diversos antibióticos .Essa associação
de antibióticos destrói o agente patogênoco e cura o paciente.O tempo de tratamento
oscila entre 6 e 24 meses, de acordo com a gravidade da doença.
Indivíduos após 15 dias de tratamento ou já curados não transmitem mais a lepra.No Brasil o tratamento e totalmente gratuito ofercido pela Saúde Pública.
Quando as lesões já estão constituídas, o tratamento se baseia, além da poliquimioterapia,
em próteses, em intervenções ortopédicas, em calçados especiais, etc.
Além disso, uma grande contribuição à prevenção e ao tratamento das incapacidades causadas
pela lepra é a fisioterapia
 

Publicado em: 18 junho, 2011   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    quanto tempo dura a lepra? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    os leprosos usavam alguma capa q diferenciase ele das outras pessoas Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais os cuidados Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    resumo informativo sobre a hanseniase Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    texto sobre hanseniase Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.