Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Medicina E Saúde>Dermatologia>Resumo de Estrias – descubra porque elas ocorrem e cuidados que ajudam na preven

Estrias – descubra porque elas ocorrem e cuidados que ajudam na preven

Resumo do Artigo   por:Bruna14     Autor : Equipe Editorial Bibliomed
ª
 
A puberdade, a gravidez, o efeito "sanfona" e o uso de corticóides em altas doses por tempo prolongado são fatores que contribuem para o surgimento das tão indesejadas estrias. As estrias são lesões irreversíveis mas existem alguns tratamentos que melhoram a sua aparência , entretanto mais importante que tratar é prevenir.
O que são?
A pele é composta por três camadas sendo a derme a intermediária. Na derme o colágeno e a elastina, responsáveis pela sustentação e elasticidade da pele, são produzidos. Quando há ruptura das fibras de colágeno e elastina, por distensão exagerada ou alterações hormonais surgem as estrias.
As estrias são lesões inicialmente avermelhadas ou róseas, depois evoluindo para uma cor esbranquiçada, normalmente paralelas parecidas com cicatrizes. São mais freqüentes nas coxas, nádegas, abdome (gravidez) e dorso do tronco (homens), podendo ocorrer também nas pregas axilares (doenças endócrinas). Nas pessoas mais morenas podem ser mais escuras que a cor da pele sadia. A pele na área com estria fica mais frouxa.
Quais as causas?
Existem vários fatores como fatores hormonais e predisposição genética, crescimento acelerado, ganho de peso e efeito "sanfona" e medicamentos.
É comum durante a puberdade onde há o crescimento acelerado e elevada produção de estrógeno e progesterona. O crescimento rápido não permite que a pele se adapte as novas formas do corpo. O mesmo ocorre na gravidez e no efeito sanfona.
O fenômeno do "engorda-emagrece” causado pela alternância entre dietas restritas e o abuso alimentar faz com que a pessoa primeiro acumule gorduras fazendo com que as fibras de colágeno se estiquem ate eventualmente romperem. Quando há a perda de peso a pele não volta mais ao normal perdendo firmeza e fazendo com que as estrias fiquem ainda mais evidentes.
Atividades físicas também podem causar estrias especialmente com exercícios como saltar. As mulheres devem usar sutiãs apropriados para evitar o surgimento de estrias nos seios. Nos homens a musculação pode fazer com que os músculos cresçam muito rapidamente não dando tempo a pele de acompanhar surgindo estrias depois.
O sedentarismo também pode facilitar o aparecimento de estrias porque a atividade física estimula a circulação sanguínea, que dá vida à pele.
O uso prolongado e em altas doses de corticosteróides pode levar à formação de estrias largas e violáceas como efeito colateral. Pomadas contendo corticosteróides potentes em áreas de pele fina, como virilhas e axilas, podem levar ao surgimento deste tipo de estrias
Tratamento
As estrias são lesões permantentes por isso o único tratamento é o que melhora o aspecto com o estimulo a formação de tecido colágeno. Existem diversas técnicas medicas que podem ser aplicadas. O medico saberá indicar qual a melhor para sua pele mais lesões mais jovens reagem melhor.
• tratamento com ácidos: alguns ácidos, como o ácido retinóico, estimulam a formação de colágeno. Pode haver descamação e vermelhidão sendo a dose determinada por dermatologista de acordo com  o tipo de pele. Deve-se evitar o sol.
• peelings: têm a mesma ação dos ácidos só que mais rápido e intenso. O sol também deve ser evitado
• subcisão (subcision): consiste na introdução de uma agulha grossa, de ponta fina, ao longo e por baixo da estrita. O trauma causado pela agulha estimula a formação de tecido colágeno que preenche a área onde o tecido estava degenerado.
• dermoabrasão: é o lixamento da pele que forma colágeno com a vantagem de uniformizar a pele com estrias a pele ao redor.
• microdermoabrasão: microcristais de óxido de alumínio causam pequenas feridas na pele resultando na regeneração.
• intradermoterapia:  é a injeção sob as estrias de substancias que estimulam a produção de colágeno.
• microcorrente galvânica: sendo a mais conhecida o STRIAT, provoca um processo inflamatório no tecido acometido pela estria, visando uma regeneração do mesmo.
Alguns estudos recentes demonstram também bons resultados com laser e luz pulsada.
Como evitar?
Sendo assim como não há tratamento que recupere integralmente a pele o melhor a fazer é prevenir.
O surgimento de estrias esta condicionado a tendência pessoais. Algumas pessoas tem facilmente e outras não. Hidratar a pele com cremes e loções hidratantes é importante, mais ainda para quem tem histórico de estrias na família. Óleos de amêndoa ou de sementes de uva também podem ser adotados como hidratantes naturais. A ingestão diária de líquidos é muito importante, deve-se beber pelo menos 2 litros de água por dia. Uma dieta balanceada evita o efeito sanfona e vitaminas A, C e E auxiliam na formação de colágeno. A prática de exercícios físicos é muito importante porque ajuda a manter o peso e melhora a circulação do sangue.
Nas meninas especial atenção a puberdade e nos meninos na fase do estirão. A gestante deve pedir aconselhamento para uma dieta saudável e equilibrada.
Publicado em: 14 setembro, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.