Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Medicina E Saúde>Medicina Dentária E Oral>Resumo de Traumatismos Dentários - Primeiros Socorros e Prevenção

Traumatismos Dentários - Primeiros Socorros e Prevenção

Resumo do Artigo   por:Opoeta     Autores: M.ª das Dores Lopes; José Paiva de Amorim; Alfeu Levi Baptista
ª
 
Traumatismos Dentários – Primeiros Socorros e Prevenção Os traumatismos dentários são lesões traumáticas que atingem os dentes, o osso que os sustenta, os tecidos gengivais e os tecidos moles. Podem ocasionar perdas dentárias irreparáveis em alguns casos, tanto no momento do acidente, como durante o tratamento, como até anos após, trazendo consequências desfavoráveis, pois nada se compara à função e à estética das estruturas dentárias íntegras. A maioria destas lesões ocorre em crianças e adolescentes durante as suas brincadeiras, e em bebés, principalmente na fase em que aprendem a andar. Factores Predisponentes F Pacientes com projecção acentuada dos dentes anteriores (da frente), possuem cinco vezes mais predisposição. F Crianças respiradoras bocais e com hábitos de sucção dos dedos. F Pacientes com patologias especiais (falta de coordenação motora). F Actividades profissionais. F Alcoolismo (quedas e brigas). Etiologia (causas) F Quedas F Desportos F Brigas F Maus-tratos F Acidentes de viação F Droga – pacientes drogados cerram violentamente os dentes, horas após a administração da droga F Pacientes com Atraso do Desenvolvimento F Pacientes submetidos a Anestesia Geral – pressão do laringoscópio nos incisivos centrais superiores para passagem de instrumentos Epidemiologia F Uma em cada duas crianças esteve sujeita a algum tipo de traumatismo dentário. F Os meninos sofrem duas vezes mais traumatismos do que as meninas (maior participação em desportos). F Idades críticas entre 1-3 (atinge dentes decíduos - quando começa a andar) e 8-12 (atinge dentes permanentes - fase escolar). F Lesões localizadas na sua maioria nos dentes anteriores, principalmente os incisivos centrais. Geralmente atingem um só dente, havendo no entanto certos tipos de traumatismos, como os acidentes de viação, que favorecem as lesões múltiplas. F Maior número de traumatismos durante as férias de Verão e na prática de jogos e desportos de Inverno. Primeiros Socorros F Acalmar a vítima, porque a perda total ou parcial de um dente não promove apenas o problema físico, mas também problemas emocionais. F Agir com rapidez. Quanto menor o tempo decorrido desde os primeiros socorros até ao encaminhamento ao Médico, melhores serão os resultados finais. F Realizar uma limpeza da zona traumatizada com soro fisiológico, permitindo uma melhor visualização, além da remoção de material contaminado (terra, areia, etc.
). F Se houver hemorragia, deve parar-se, fazendo compressão directa ou aplicação local de gelo. F Se houver possibilidade, deve localizar-se o dente ou o fragmento. F Verificar se existem outros ferimentos na face, lábios, tumefacção com hemorragia local, etc. F Verificar a mobilidade dentária. Se a lesão for das estruturas periodontais (suporte do dente): F Encaminhar o paciente o mais rápido possível ao consultório dentário, evitando que a vítima mastigue ou entre com os maxilares em contacto um com o outro. Avulsão dentária (quando o dente cai devido ao traumatismo): F Só se reimplantam dentes definitivos. F Estando com o dente na mão, segure pela coroa e nunca pela raiz. F Proceda à limpeza, com soro fisiológico, do local de reimplante e do dente, para remoção de impurezas. F Observe se existe alguma fractura na raiz, ese não houver, tente recolocar o dente no seu local na boca, observando a sua posição correcta. F Vá o mais rapidamente possível ao consultório dentário. F Caso não tenha segurança para proceder ao reimplante, coloque o dente num recipiente limpo contendo leite natural ou soro fisiológico, ou em contacto com saliva (entre a bochecha e a arcada dentária ou debaixo da língua – não use esta alternativa caso sejam crianças que possam engolir o dente ou o fragmento). Prevenção
F Evitar situações de risco, como o uso de andarilhos para bebés. F Evitar dar golpes na boca e brincadeiras com objectos perigosos. F Atar sempre os cordões dos sapatos. F Ter um comportamento adequado quando se espera ou sobe para um transporte, ou quando se anda de bicicleta. F Não tirar tampas das garrafas com a boca, nem introduzir objectos na boca. F Usar a escada na entrada e saída das piscinas. F Usar cinto de segurança quando anda de carro. F Usar protectores bocais quando praticar desportos de risco.
Publicado em: 08 outubro, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    uma criança de 5 anos cai apresenta-se sem o incisivo superior, a gengiva isquêmica e edemasiada, sangramento proveniente da boca e edema labial. o que fazer? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais os erros mais comum? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que eu não fasso em caso de traumatismo dentario? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.