Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Medicina E Saúde>Resumo de GORDURA AGE NO CÉREBRO

GORDURA AGE NO CÉREBRO

Resumo do Livro   por:Jerson Aranha     Autor : Bruno Geloneze
ª
 
GORDURA AGE NO CÉREBRO

Cientistas descobrem mais um ponto negativo para a gordura, que impede a sensação de saciedade Pesquisa realizada por médicos da Unicamp revelou que o consumo de alimentos gordurosos tem efeito direto no cérebro. A gordura presente nos alimentos impede que os hormônios que dão a sensação de saciedade sejam reconhecidos pelo cérebro. Com isso, o organismo não recebe o "aviso" que é hora de parar de comer. Assim, pessoas que se alimentam de gordura em excesso sentem mais fome do que quem possui uma alimentação mais balanceada. O estudo da UNICAMP, ao lado de outras pesquisas sobre o tema, foi apresentado pelo Dr. Bruno Geloneze, durante o Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia realizado no último dia 07 de setembro em Recife. De acordo com o médico, durante as refeições, ocorre a liberação de certos hormônios pelo aparelho digestivo que agem no cérebro e dão a sensação de saciedade. O estudo mostra que a gordura prejudica a percepção desses hormônios, o que faz com que a pessoa coma mais do que o necessário e acabe engordando. Assim, a ingestão constante de alimentos gordurosos se mostra prejudicial por 2 motivos: o primeiro, já conhecido, é que alimentos gordurosos são naturalmente mais calóricos e menos saudáveis; o segundo é essa nova descoberta, que mostra a existência de um círculo vicioso entre a ingestão desses alimentos e a sensação constante de fome.
O processo foi demonstrado em trabalho experimental com ratos realizado pelo Dr Lício Velloso, do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Já se sabe que o consumo de gordura tem sido associado a outros problemas de saúde como aumento do colesterol, diabetes e certos tipos de cânceres. Estes novos estudos indicam uma ação prejudicial também no cérebro e é mais um fato que nos mostra a importância de melhorar os nossos hábitos alimentares com o consumo de menor quantidade de gordura. A obesidade atinge hoje cerca de 40% da população brasileira e tem sido constantemente associada a um desequilíbrio entre pouca atividade física e o aumento no consumo de calorias, especialmente alimentos gordurosos. Para alguns pacientes com excesso de peso, o uso de medicamentos pode ser necessário, mas para isso deve-se procurar um médico. Atualmente o único medicamento que reduz a absorção de gordura pelo organismo é o orlistate, conhecido no Brasil como Xenical®. Ele age no intestino, impedindo a absorção de cerca de 30% da gordura ingerida com os alimentos.
Publicado em: 21 fevereiro, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    minha irma esta com esta doença estamos muito preocupados esta tomando remédio e passa muito mal ela tbem tem gordura no fígado o que devemos fazer Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Estou tomando xenical há 2 semanas e nada acontece,nao ha eliminação de gordura pelas fezes, porque será? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    minha avó esta com gordura no cerebro gostaria de saber quaius os sintomas especificos e se tem cura? agradeço pela atenção vou estar ansiosa para sua resposta Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.