Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Medicina E Saúde>Resumo de A sensação de pernas cansadas pode ser uma patologia crónica

A sensação de pernas cansadas pode ser uma patologia crónica

Resumo do Artigo   por:mjorge     Autor : Tiago Mota
ª
 
A sensação de pernas cansadas pode ser o resultado de um, ou da combinação dos mais variados factores. Como tal, «a adequação e eficácia do tratamento dependem de um diagnóstico apurado caso a caso. Por exemplo, se o doente, para além de cansaço, se queixa também de dor que o obrigue a parar, é muito provável que estejamos perante um problema das artérias e não das veias», explica Luís Rosa Dias. No entanto, de acordo com o cirurgião, «cerca de 80% dos casos de pernas cansadas derivam de mau funcionamento do sistema venoso, que po­derá, mais tarde, de­sen­cadear varizes». Como seria de esperar, a idade é uma variável que está em jogo, mas Luís Rosa Dias já operou jovens adolescentes com varizes. O sexo feminino é o mais afectado por este problema e «a proporção é de sete mulheres para apenas um homem», observa o médico. As mulheres em fases de alterações hormonais pronunciadas devem ser mais vigia­das, como é o caso das grávidas e das que se encontram na menopausa. Na opinião de Luís Rosa Dias, «a pílula já não repre­senta um risco acrescido uma vez que, com o avanço na sua concepção, se tornou mais inócua do que era antiga­mente». O aparecimento de varizes é motivado por dificuldades de drenagem sanguínea relacio­nadas com o estado das veias e com a insuficiência das válvulas existentes no interior das mesmas, afectando sobretudo os membros inferiores. Os sintomas mais frequentes são a sensação de cansaço e peso nas pernas, podendo, ou não, ser acompanhada de alguma dor, o inchaço nos pés, cãibras e comichão. Existem dois tipos de varizes, as essenciais e as secundárias. No caso das varizes essenciais, «responsáveis pela maior parte dos casos clínicos, trata-se de um problema de origem hereditária», diz Luís Rosa Dias. Todavia, a predisposição genética de antecedentes familiares não significa que irá, forçosamente, ter varizes. Por sua vez, as varizes secundárias são provocadas por tromboflebites e, mais rara­mente, podem surgir por fístulas arterio­ve­nosas na consequência de hábitos prejudiciais ou, por exemplo, «depois de acidentes que obrigam a pessoa a ficar muito tempo acamada sem tomar as devidas precauções profilácticas», refere o cirurgião. As varizes afectam, normalmente, as veias superficiais e podem ser tratadas através de terapêutica com medicamentos flebotónicos, da secagem das veias (escleroterapia) e, se for necessário, da sua posterior remoção. «Nos casos mais graves, operamos e tiramos a veia estragada. Como temos também as veias profundas, não estamos a prejudicar a perna, antes pelo contrário, vamos aliviar o peso que se acumulou naquela zona do corpo», explica Luís Rosa Dias. Se verificar que tem uma sensação de peso, cansaço, dor e edema nas pernas, não hesite em consultar o médico, porque as consequências da negligência em relação a estes sintomas, embora não aparentando nada de grave, podem trazer sérias complicações.
«Se a pessoa não for tratada, pode originar situações bem mais complicadas, como as flebotromboses (o entupimento das veias com sangue coagulado)», previne o cirurgião, continuando: «Outra consequência mais grave são as úlceras varicosas, provocadas por varizes não tratadas e que causam um aumento de pressão exercida pelo sangue sobre a pele. Esta, ao estalar, provoca uma chaga que é difícil de tratar, porque só é possível curar a ferida na pele atacando a causa, que é o mau funcionamento do sistema venoso.» O caso de maior gravidade decorre das flebotromboses: «Quando um trombo de sangue que está preso numa veia se solta pode subir até aos pulmões e, por vezes, resultar numa embolia pulmonar e na morte.» Conselhos práticos Para quem já tem varizes e quer controlar o seu reaparecimento, ou para os que têm antecedentes familiares e pretendem prevenir a manifestação dos sintomas, deixamos-lhe alguns conselhos práticos. – Evite estarmuito tempo parado de pé ou sentado sem mexer as pernas (o que acontece também em viagens mais longas). Se a sua profissão obriga a isso, tente compensar com períodos de repouso, ou andando um pouco e seguindo as outras indicações que temos para si. – Se não puder andar, faça movimentos com os pés, rodando os tornozelos, como se estivesse a fazer o aquecimento para uma prova desportiva. Desta forma, ao contrair os músculos, vai ajudar a circula­ção do sangue. Andar em bicos dos pés também ajuda. – Não cruze as pernas quando se senta. Ao fazê-lo, está a aumentar a pressão na perna que fica em baixo. – O uso de meias elásticas, ou as chamadas meias de descanso, ajudam a prevenir o aparecimento de varizes. Mas tenha atenção às meias demasiado apertadas e evite usá-las nos períodos de calor intenso. – Descanse com as pernas elevadas, mas não as ponha em cima de almofadas porque, com o peso, as próprias almofadas cedem e comprimem as pernas. Além disso, as almofadas acabarão, eventualmente, por cair ao chão durante a noite. Experimente elevar o colchão, cerca de 20 centímetros, colocando debaixo dele uma manta dobrada. Vai ver que fica mais confortável. É importante que os pés fiquem ligeiramente mais altos do que o coração. – Promova uma dieta equilibrada, evite os alimentos fritos e a acumulação de gorduras, que podem dificultar a circula­ção sanguínea. A alimentação saudável diminui também o risco de excesso de peso.
Publicado em: 31 agosto, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    tenho dor nas pernas e incomodam até para andar. Já fiz exames para ver se há trombose e não deu nada. ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    sinto muito cansaços e quentura nos pes domingo, 17 de março de 2013
  1. Responda   Pergunta  :    eu tenho um enorme cansaço em minhas pernas mas nao tenho nenhuma varizes oq pode ser então Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Tenho canseira nas pernas, não me alimento muito bem, como somente uma colher de arros de por dia e uma bolacha integral e meio copo de lite molico, o que devo fazer?????????Já passei dos 70 ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    "como somente uma colher de arros de por dia e uma bolacha integral e meio copo de lite molico, o que devo fazer?????????Já passei dos 70" E ainda não sabe porque? Começa a comer de verdade, que sabe n]ao funciona!!1 Fala sério... sexta-feira, 19 de outubro de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    mãe idoso está com sensação de peso nas pernas pode ser desgaste de cartilagem? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    sinto dor nas pernas e joelhos o que fazer? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    vá ao médico terça-feira, 19 de junho de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    sinto cansaço nas pernas e mal estar o corpo só pede para deitar, grande abraço. Vinobaldo Silva Cunha Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quem tem problema de varizes pode praticar musculação? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    sinto muitas dores e cansaço nas pernas principalmente quando ando o que devo fazer para melhorar Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    sinto dores nas pernas e nos pes e no calcanhar tenho 57 anos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Por que sinto muita ansiedade cansaço e sensação de peso na cabeçam que leva a sentir necessidade de urinar com a sensação de peso nas pernas? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.