Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Medicina E Saúde>Resumo de Sistema Adrenérgico

Sistema Adrenérgico

Resumo do Artigo   por:cascadura     Autor : Penildo
ª
 
Sistema Adrenérgico Agonistas:o agonista ao estimular o receptor adrenérgico α ligado a proteína G irá inibir a liberação de adenil ciclase e com isso diminuir a liberação de AMPc, se for receptor β ligado a proteína G irá estimular a liberação de adenil ciclase que provocará aumento da concentração intracelular de AMPc. Adrenérgicos:Catecolaminas: Ação Direta · Inespecíficos:Adrenalina;Noradrenalina;Isoproterenol. · Seletivos:Dopamina;Dobutamina. Adrenalina(epinefrina): Secretada na medula das adrenais e tecidos cromafins. Ações: Estrutura Receptor α Receptor β Coração Aumento da frequência cardíaca, contratilidade, condução, excitabilidade. Sem efeitos sobre as coronárias. Vasos Sanguíneos Vaso constricção de arteríolas e esfíncteres pré capilares, com redução do fluxo cutâneo, mesentérico e renal. Vaso dilatação nos vasos da musculatura esqueléticas com aumento de fluxo, com ação predominante em doses menores que 0,5 µg/Kg/min. Pressão Arterial Atua no início aumentando o débito cardíaco através do aumento da frequência cardíaca, volume sistólico e resistência periférica, aumentando assim a pressão arterial, com posterior aumento da pressão diastólica pelo efeito vaso dilatador renal predominante, causandoassim redução da pressão arterial. Ocorre manutenção da pressão areterial média, sem estímulo dos barorreceptores. Efeitos Metabólicos Glicogenólise e inibição da liberação de insulina. Elevação da glicemia por glicogenólise, e lipólise, estimulando a liberação de insulina(efeito predominante =hiperglicemia). Efeitos Respiratórios Contribui aumentando a ventilação, aliviandoa congestão da mucosa brônquica. Broncodilatação, apnéia chegando a hiperpnéia em doses elevadas. M. Liso Contração do piloro, realxamento TGI. Relaxamento da cardia e musculatura do TGI e da musculatura uterina. Usos clínicos: · Alívio de broncoespasmo,via subcutânea com doses de 0,1 a 0,3ml de 4 e 4 ou 6 e 6 horas, endovenosa em emergências como choque anafilático ou inalação. · Parada cardíaca, com injeção intracardíaca de 0,5 a 1 ml da solução. · Reações alérgicas graves pela liberação excessiva de histamina. · Choque ou bloqueio atrio-ventricular. Reações adversas: Crises hipertensivas, arritmias cardíacas, hemorragias cerebrais, com reversão através de vaso dilatador. Noradrenalina(levarterenol ou norepinefrina): Ações: Efeito α predominate, causando aumento da pressão média, e da resistência periférica, com ativação de barorreceptores da bradicardia reflexa(atropina abole tal efeito). Usos clínicos: Hipotensão arterial. Reações adversas: Além dos efeitos da adrenalina, ocorre necrose no local da injeção intravenosa, pelo extravasamento da solução. Isoproterenol(isoprenalina): Potente agonista β adrenérgico: Ações: Semelhante aos efeitos da adrenalina no coração, musculatura esquelética, brônquios e TGI, com aumento da frequência cardíaca, aumento do fluxo sanquíneo muscular esquelético, relaxando do músculo liso, além de favorecer glicogenólise, liberação de insulina. Usos clínicos: Asma brônquica, choque cardiogênico, bloqueio atrio-ventricular, parada cardíaca. Reações adversas: De palpitações até arritmias cardíacas, taquicardia. Dopamina: Atua em receptores α, β e dopaminérgicos. Possui efeitos principalmente cardiovasculares pelo aumento da pressao sistólica, com discreta ação sobre a resistência da filtração gromerular e fluxo sanquíneo renal. Dobutamina: Agente inotrópico positivo com discreta ação vascular Adrenérgicos:Catecolaminas: Ação Indireta ou Mista Efredina: Utilizado principalmente no tratamento da asma brônquica pelo seu afeito β estimulador, causando midríase por estimulação de receptores α.
Suas reações adversar são devido aos seus efeitos no SNC como insônia, agitação, ansiedade e demais efeitos adversos no SCV. Antiadrenérgicos(Simpaticolíticos) Bloqueadores α-adrenérgicos Prazosina: Bloqueador que age nos receptores α, sendo importante pelso seu efeitos cardiovasculares, no tratamento da hipertensão arterial em associação à um diurético e na insuficiência cardíaca refratária, devido a redução da carga pré e pós carga. Bloqueadores β-adrenérgicos EX: Propanolol: β bloqueador não-cardioseletivo, lipossolúvel, com acentuado efeito de 1ª passagem, com meia vida entre 3-5 horas Ações: Estrutura Ação Coração Há redução da frequência cardíaca, dainte de uma descarga adrenérgica evidente, com redução da contratiliade miocárdica e redução estimulação do nodo sinusal. Vasos sanguíneos Aumento da resistência periférica como efeito reflexão à diminuição do débito cardíaco. Pressão arterial média constante. Brônquios Broncoconstricção pelo retirada do estímulo broncodilatador adrenérgico. Útero Inibe o efieto adrenérgico redutor da contratilidade uterina . TGI Inibe o relaxamento da musculatura do TGI, causando relaxamento do piloro(tratamento do refluxo gastro esofágico). Metabolismo Inibe os efeitos adrenérgicos de glicogenólise, lipólise e liberaração de isulina*. Olho Inibição da midríase e diminuição da pressão intra-ocular e glaucomatosos. *O bloqueio da atividade adrenérigica causa diminuição da concentração de adenil ciclase, importante no metabolismo pela regulação da glicogenólise e lipólise. Usos clínicos: · Angina de peito: redução do consumo de O2 pelo miocárdio ocasionado pela dimuição da frequência e débito cardíaco. · Hipertensão arterial sistêmica: indicado em formas leves de hipertensão, pacientes jovens e frequência cardíaca elevada. · Arritmias cardíacas: pelos eu efeito depressor sobre o estimulação nervosa do coração. · Após infarto agudo do miocárdio. Reações adversas: Os efeitos colaterais se dão principalmente pela inibição do efeito adrenérgico de certos órgãos em certas situações, como em mulheres grévidas pela necessidade de uma condição cardíaca capaz de levar o sangue até o feto, em pessoas com insuficiência cardíaca e bloqueio atrio-ventricular pela sua ação cardíaca jah descutida, em pacientes asmáticos pela sua ação Na musculatura lisa brônquica, além de possível efeitos no SNC devido a lipossolubilidade de β-bloqueadores, como sonolência. A interupção abrupta na utilização destes farmacos coronariopatas levam a crises de arritmias, agina no peito, podendo provocar IAM.
Publicado em: 04 julho, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    o que ele quis dizer com descarga adrenérgica ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Pra que serve o prazosim Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    amiodarona Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Reações adversas da adrenalina ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    reaçoes adversas da adrelanina terça-feira, 14 de junho de 2011
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.