Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Direito E Política>Política - Geral>Resumo de Objetivo 4 – Reduzir a mortalidade na infância

Objetivo 4 – Reduzir a mortalidade na infância

Resumo do Artigo   por:Ellenlorena    
ª
 
Objetivo 4 – Reduzir a mortalidade na infância

            A taxa de mortalidade de menores de cinco anos, também referida como taxa de mortalidade na infância, expressa a freqüência de óbitos nessa faixa etária, para cada mil nascidos vivos (NV). Estima o risco de morte dos nascidos vivos durante os cinco primeiros anos de vida.
            Em 2008, a taxa de mortalidade na infância no Brasil era 22,8 óbitos por mil NV, com redução consistente em todas as regiões do país nos últimos anos. Desde 1990, ano-base para comparação do avanço dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), até 2008, a redução nacional média foi de 58%, com diferenças regionais: 62% na região Nordeste, 57% na região Sul, 55% na região Sudeste e 53% nas regiões Norte e Centro-Oeste. Na meta definida para este ODM, a taxa de mortalidade na infância deve ser reduzida para 17,9 óbitos por mil NV até 2015.
            Estima-se que, se persistir a tendência de redução atual, o Brasil atingirá a meta antes do prazo. Contudo, persistem diferenças importantes nas taxas de mortalidade na infância entre as regiões.
            A taxa de mortalidade infantil (TMI) expressa a freqüência de óbitos de menores de um ano de idade, para cada mil nascidos vivos (NV). Estima o risco de morte dos nascidos vivos durante seu primeiro ano de vida. A redução da mortalidade infantil ocorreu em seus três componentes: neonatal precoce (0 a 6 dias), neonatal tardio (7 a 27 dias) e pós-neonatal (28 a 364 dias). Quando as causas de morte infantil são analisadas segundo os critérios de raça ou cor, observa-se que, para todas as crianças menores de um ano, a principal causa de óbito são as afecções perinatais. É indubitável que a vacinação é uma ação que vem contribuindo para a redução da mortalidade infantil.
 
Principais iniciativas do governo
 
a. Estratégia Saúde da Família – ESF
b. Políticas e Ações Voltadas para a Atenção à Saúde da Criança
c. Vigilância da Mortalidade Infantil e Fetal
d. Programa Nacional de Imunizações - PNI
e. Compromisso para Acelerar a Redução das Desigualdades na Região Nordeste
e na Amazônia Legal – Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Publicado em: 19 setembro, 2010   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.