Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>História>Resumo de Conceitos Fundamentais da História da Arte

Conceitos Fundamentais da História da Arte

Resumo do Livro   por:Wanalyse     Autor : Heinrich Wölfflin
ª
 
Mostrando que as formas artísticas se repetem e se intercalam ao longo do tempo, Heinrich Wölfflin expõe em seu livro Conceitos Fundamentais da História da Arte[1], as leis que orientam a percepção estética dos movimentos culturais e períodos estilísticos. Ao apresentar a história da arte através de seus aspectos formais, este teórico descreve os conceitos clássico e barroco como formas antagônicas de beleza que levam a arte para dois estágios culminantes e de igual importância. Para melhor compreensão destas formas opostas, Wölfflin as divide em cinco pares de características elementares, que são linear e pictórico, plano e profundidade, forma fechada e forma aberta, pluralidade e unidade, e, clareza absoluta e luz relativa.
Para a forma clássica os aspectos analisados são: a linearidade, a percepção espacial através de planos sucessivos, a forma fechada, a pluralidade e a clareza absoluta. A característica linear busca a beleza do objeto através da linha. Esta distingue uma figura da outra, busca o contorno, mostra as formas nitidamente e confere a sensação de algo tangível e estável à obra de arte. Sendo um elemento da linha, o plano estimula a percepção espacial do objeto visual através de camadas dispostas paralelamente. O alinhamento de figuras ressalta as camadas planas na arte clássica. A forma tectônica “reside no caráter da inevitabilidade, segundo o qual nada pode ser alterado ou removido”[2], ou seja, a forma fechada está no equilíbrio constante entre as partes e na equidade que não permite a entrada nem a retirada de objetos na obra. Outro aspecto desta característica é a posição assumida pelas linhas horizontal e vertical, que produzem um eixo central e estimulam simetria do objeto artístico. A pluralidade prescreve que “a parte é condicionada por um todo e, no entanto, não deixa de possuir vida própria”[3], ou seja, os elementos não são condicionados pelo motivo principal do objeto artístico e sim pela sua totalidade. O último aspecto a ser observado na forma clássica é a clareza absoluta, que consiste em dar ao objeto artístico o grau máximo de nitidez, mostrando as peças em sua forma ideal, com todos os seus detalhes. Por sua vez, estes objetos são concebidos em ângulo frontal para ganharem maior claridade. A clareza absoluta é a forma límpida de imagens perfeitas. Todas estas características estão interligadas, uma induzindo a outra, concebendo a arte sob a tutela de um mesmo ideal clássico de beleza.
Para a arte barroca as características observadas são o pictórico, a profundidade, a forma aberta, a unidade e a clareza relativa. Através do aspecto pictórico a linha perde seu caráter delimitador e as formas se tornam passíveis de união. O contorno deixa de ser valorizado em detrimento das massas cromáticas. O movimento é enfatizado para dar efeito teatral à obra de arte, e, os elementos se tornam instáveis para evidenciar a “apreensão do mundo como uma imagem oscilante”[4]. Apenas a aparência óptica é reproduzida. Na forma barroca a percepção espacial é feita através da profundidade, que está diretamente ligada à representação da luz e à imprecisão do contorno. A forma aberta faz desaparecer a harmonia perfeita entre as partes, a obra deixa de se equilibrar entre horizontais e verticais. A diagonal torna-se a direção principal e a simetria perde importância. A configuração atectônica permite a entrada e retirada de objetos secundários que compõe a cena, pois estas ações não afetariam a equidade da obra. Por sua vez, a unidade é a junção de todos os elementos subordinados pelo motivo principal da obra, ou seja, os objetos secundários perdem seu sentido fora da obra. Por fim, há a clareza relativa que busca a inconsistência e oferece apenas pontos básicos para visualização da forma, deixando os detalhes ocultos ou a cargo da imaginaçãodo expectador. Sua percepção visual é baseada em vários ângulos, fato que diminui a importância da visão frontal do objeto artístico. Todos estes aspectos estão entrelaçados, misturados e condicionados em sua essência formal, evidenciando a arte sob um ponto de vista barroco.
Portanto, Wölfflin expõe as leis que regem a arte em relação aos seus aspectos formais, evidenciando a repetição das formas clássica e barroca ao longo do tempo, levando a história dos objetos artísticos a dois ápices dissonantes em suas características, mas, de equivalente valor. Deste modo, o autor do livro Conceitos Fundamentais da História da Arte mostra a história equiparada às ciências naturais, com suas regras e normas, pois a experiência se torna base para “novos” formatos.

[1] WÖLFFLIN, Heinrich. Conceitos fundamentais de história da arte. 2 ed. São Paulo: Matins Fontes, 1989.
[2] Idem. p. 135.
[3] Idem. p. 16.
[4] Idem. p.15
Publicado em: 23 abril, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    o que é arte clássica? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    e uma arte que tem muitos detalies kkkkkkkkkk brincadeira quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013
  1. Responda   Pergunta  :    Qual o desenvolvimento dessa arte linear? ( 2 Respostas ) Veja tudo
  1. Responda  :    Diferente do pictório que ver massas. domingo, 27 de maio de 2012
  1. Responda  :    O desenvolvimento tem vários, porem a art linear vem do conceito de linhas, uma art com linhas . quinta-feira, 17 de novembro de 2011
  1. Responda   Pergunta  :    dois conseitos sobre a arte Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que e arte linear Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual e a junçao da arte Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    três conceito sobre o que é arte? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais as caracteristicas observadas naarte barroca Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Digite sua pergunta...O QUE A ARTE CLASSICA Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que é hidstória da arte? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que é arte linear? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 1. fernanda moreira do nascimento

    o tamanho do texto

    o texto e muito grandemais acho que pode ser util mas por favor faça um resumo e seja breve pois o texto e muito grande

    0 Classificação quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013
X

.