Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>História>Resumo de Análise crítica da Carta de Pero Vaz de Caminha

Análise crítica da Carta de Pero Vaz de Caminha

Resumo do Livro   por:PauloMenezes     Autor : Paulo Menezes
ª
 
Escreva o seu resumo aqui. Análise crítica da Carta de Pero Vaz de Caminha A chegada de portugueses em terras americanas no ano de 1.500 desencadeou diversas controvérsias entre elas a legitimidade ou não da exploração das terras americanas pelos portugueses. Muitas outras nações européias reivindicavam a exploração das novas terras. A solução encontrada pelos portugueses foi a criação de um documento que legitimasse a posse da terra. Se tratando de um documento oficial era um relatório de prestação de contas dos fatos públicos que afirmava historicamente, já que nessa perspectiva a história trabalha com documentos, a posse portuguesa. A Carta escrita por Pero Vaz de Caminha tem como principais pontos o mapeamento das condições e possibilidades da terra e a segurança de tornar a nova terra em propriedade portuguesa, além de tornar a posse pública.
Apesar de tudo a Carta não deixa de ser um laboratório formidável para pesquisa. Analisando a passagem “Todavia tome Vossa Alteza minha ignorância por boa vontade” percebe-se na introdução do autor a forte hierarquização e a posição subalterna do relator. O trecho evidencia que o relator tem um propósito descrever a terra com um interesse específico de informar o rei sobre as possibilidades de exploração. E todo o tempo há uma reverência seja ao rei, seja ao capitão, seja à Igreja, mostrando que o relator não relata algo de seu interesse pessoal, mas deu interesse maior de um Estado, o português e de uma entidade religiosa, a Igreja. Isso mostra que os interesses na nova terra não são individuais, mas sim de todo um projeto de exploração, já que Caminha relata toda visita para outras pessoas que não estavam ali presentes, por isso ele tenta a maior objetividade e clareza possível para atender os interesses da Coroa.
A chegada dos portugueses em terras brasileiras mudou completamente o destino do que viria a ser o país Brasil. Mesmo com controvérsias como o fato de a existência ou não do Brasil apenas a partir da chegada européia no território e até o fato da constituição do Brasil como Estado-Nação, a Carta de Pero Vaz de Caminha é de importância vital para a historiografia. Dessa maneira pode-se chegar a conclusão de que não haveria um Brasil antes de 1500, pois a chegada dos portugueses incluiria o Brasil no sistema-mundo, ou seja, inseriria o país no contexto global. A constituição do Brasil como Estado-Nação se dá apenas após a independência no ano de 1822, quando surge uma necessidade de se criar identidade dentro da então colônia que se distanciasse dos moldes metropoloitanos devido à insatisfação em relação à postura a metrópole.
Outro ponto a ser considerado é o fato de que até pouco tempo se discutia bastante se o que é descrito na carta, a chegada lusa em terras americanas, teria ocorrido de forma aleatória ou se os portugueses já tinham conhecimento de tais terras. Tal discussão perdeu bastante força na historiografia atual, pois hoje o importante não é mais o fato da chegada portuguesa ter sido aleatória ou não, porém o importante acaba sendo os trezentos e vinte dois anos de colonização e, sobretudo de exploração sofridos pelo Brasil. A configuração atual do Brasil é muito diferente de quando a esquadra de Cabral desembarcou no nordeste brasileiro, mas muito, pra não dizer quase tudo, do que vemos hoje na nossa cultura, costumes, no nosso cotidiano são conseqüências diretas da colonização portuguesa, como a língua, a religião, as festas, entre outros. Deve-se salientar ainda, que nem tudo é advindo dos portugueses, mas da mistura entre ameríndios, europeus e negros africanos que só se deu da forma como conhecemos devido à interferência lusa no processo.
Publicado em: 09 novembro, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    Me diz quem sabe quem escreveu esta carta Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual foi o relato politico da carta de pero vaz caminha? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    que informaçoes sobre o brasil podem ser tiradas da carta? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual o trecho da carta de pero vaz de caminha que indica interesse dos colonizadores Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    O trecho da carta de Perovaz de caminha registra o primeiro choque cultural sofrido pelos portugueses.A que fato se deve esse choque? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais sao os acontecimento relatados na Carta de Pero Vaz de Caminha? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    primeiro, os portugueses chegaram ao brasil, encontraram os nativos, depois eles observaram a montanha e a chamou de vera cruz..etc.,... sábado, 10 de novembro de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    quais temas tratados nessa carta ? Que informação vocês destacam ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    um comentario da carta Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    da pra ser resumido essa analise ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    vai ler seu preguissoso domingo, 3 de junho de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    qual foi a atitude dos indios? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 1. joao vitor

    vlw

    vlw pelo resumo precisava mesmo pois o livro nao chegou na escola ate hj.......

    0 Classificação quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012
X

.