Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>Artes>Resumo de Metrópolis

Metrópolis

Resumo do Filme   por:CarlosLohse    
ª
 

  Resumo sobre o filme "Metrópolis", de Fritz Lang (1926).

    
O filme "Metrópolis", dirigido por Fritz Lang na Alemanha em 1926, é um dos mais controversos da história do cinema mundial. O roteiro, escrito por Thea von Harbou (esposa de Lang), é descrito por vários autores (como Peter Gay e Siegfried Kracauer) como altamente reacionário por defender uma união pacífica entre capital e trabalho, onde estaria implícita uma obediência incondicional dos empregados para com os seus patrões. Mas é curioso notar como o filme também, num momento inicial, denuncia a exploração das massas pela sociedade capitalista. Apesar de um desfecho conciliatório, são exibidos no filme tensões sociais advindas de uma luta de classes, embora as revoltas operárias sejam vistas dentro de um ponto de vista negativo, pois tal revolta resulta na inundação da cidade dos operários e da quase morte de seus filhos, salvos pela líder operária que prega a união entre capital e trabalho e o filho do grande patrão da cidade, que será o agente atuante nessa união. Outro fator interessante que gera opiniões controversas é referente ao aspecto artístico do filme, pois historiadores da arte e do cinema colocam o filme como fora do período expressionista do cinema. Kracauer chega a defender a ideia de que a disposição geométrica das massas humanas reflitiria um estado de obediência com relação ao patrão. Já a crítica de cinema Lotte Eisner vê tal disposição geométrica como uma estilização expressionista, uma tendência do povo germânico à abstração, ideia defendida por Wilhelm Worringer em seu livro "Abstração e Empatia" que influenciou as gerações modernas das artes plásticas, inclusive a expressionista. Portanto, o filme "Metrópolis" proporciona uma grande riqueza de discussões dada a sua complexidade, característica da época da República de Weimar.


Visitem os meus blogs: www.carloslohse.blogspot.com
                                   www.informemangarrincha.blogspot.com

Publicado em: 07 janeiro, 2011   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Comentário Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.