Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>Resumo de As Palavras e as Coisas

As Palavras e as Coisas

Resumo do Livro   por:HenriquedeLima     Autor : Michel Foucault
ª
 
Michel Foucault inaugura, com “As palavras e as coisas”, uma nova metodologia para se fazer uma investigação de um problema filosófico: a arqueologia dos saberes. O grande fator de ineditismo desta forma de se fazer filosofia consiste na análise dos discursos e práticas das mais diversas áreas do conhecimento – mas de uma forma muito diversa das que se costumam fazer. O paralelismo com a arqueologia tradicional se dá pelo fato de o filósofo “cavoucar” não apenas, mas principalmente, nas entrelinhas destes discursos e práticas – como o arqueólogo escava seus sítios. Depois de garimpados e tendo sido feita a triagem dos “cacos” dos discursos e práticas de seus domínios próprios, que logo em seguida são peneirados e separados, e devidamente catalogados pelo filósofo, pode-se passar ao estabelecimento de uma articulação e inter-relação entre seus diversos âmbitos de saberes, começando a constituir um cenário único e coeso, a despeito das naturezas várias dos quais se originaram – o que é igualmente semelhante ao trabalho do arqueólogo, quando este faz a triagem dos diversos pedaços de objetos diferentes que recolhe e que, sob um primeiro olhar, não se encontra nenhuma relação entre eles, mas que, a partir de uma análise desses fragmentos diversos, o arqueólogo consegue reconstruir – ou melhor, “reconstituir” ou “intuir” – uma configuração de mundo da qual esses objetos são oriundos.
No caso de “As palavras e as coisas”, o que Michel Foucault vai procurar fazer para responder à questão da representação e conformação de saberes é estabelecer a instauração de seus sítios arqueológicos – ou seja, o campo onde vai buscar seus pressupostos e marcos teóricos e, é claro, suas premissas – nos domínios da Biologia (ou melhor, das Ciências Naturais), da Economia e da Linguagem, estabelecendo um intervalo histórico compreendido entre os séculos XV e XIX. Articulando, para este fim, discursos de pensadores proeminentes destas áreas no intervalo citado, como Adam Smith, Cuvier, Lamarck, Marx, entre outros.
Publicado em: 30 agosto, 2005   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    qual e a relação entre palavras e as coisas / Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual e a relacao entre as palavra e as coisas Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a relaçao entre as palavras e as coisas ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    http://educacao.uol.com.br/disciplinas/filosofia/filosofia-da-linguagem-2-as-palavras-e-as-coisas.htm esta ai o site, de uma lida, que você vai tirar suas duvidas! quarta-feira, 7 de novembro de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    Leiam o livro. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Queria fazer 3 perguntas: 1º Qual a idéia que o outor faz sobre o homem? A quem se educa? 2º Como deveria ser a educação, qualç é o seu fim, para onde se dirige... 3º Como se educa? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que a entre as palavras e as coisas Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    queria saber sobre o capituo oito Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    escola de foucault Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a ideia da obra? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual é a relação entre as palavras e as coisas ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    nao sei eu queria saber mas esse site nao tem nada que me ajjude! segunda-feira, 19 de setembro de 2011
Traduzir Enviar Link Imprimir

Mais Resumos e Críticas por HenriquedeLima

More
X

.