Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>Resumo de Economia da região amazônica

Economia da região amazônica

Resumo do Artigo   por:pirar2002    
ª
 

ECONOMIA

Atividades extrativas e agropastoris

    A exploração de recursos florestais assume grande importância no Amazonas, embora o valor global dos produtos da coleta não chegue a ultrapassar o dos agropastoris. O principal produto extrativo é a borracha, explorada principalmente nas margens dos afluentes meridionais do Amazonas (Madeira, Purus e Juruá). Seguem-se a castanha-do-pará, as gomas não elásticas e a piaçava.
    Entre os recursos naturais, os de origem vegetal são os mais importantes do estado e permitem a extração borracha, castanha, madeira, sementes oleaginosas e fibras, ainda exploradas segundo métodos primários e de maneira insuficiente. As possibilidades de extração mineral vêm-se ampliando (ferro, manganês, linhita, cassiterita, petróleo, gás). Há referências à existência de argila plástica, feldspatos e calcário, no baixo Amazonas. Os rios e lagos amazônicos são bastante piscosos, e suas florestas abrigam variada fauna, o que garante uma importante atividade no setor de caça.
    As atividades agrícolas desenvolvem-se nos solos de várzea, sobretudo no trecho situado a jusante da embocadura do Purus. A juta, o guaraná e a mandioca são os principais produtos. Em valor de produção, as três culturas juntas superam a borracha. Em menor escala cultivam-se também a banana, a cana-de-açúcar, o feijão e a laranja. Nos campos de várzea criam-se bovinos.
 
 
Indústrias e recursos minerais
 
 
    Praticamente todas as atividades fabris do estado concentram-se na Cidade de Manaus, que conta com estabelecimentos de beneficiamento de borracha, castanha-do-pará e madeira, moinho de trigo e tecelagem de juta, além da refinaria de petróleo de Manaus.

    A Zona Franca de Manaus, que começou a ser implantada em 1967, ganhou maior expansão como centro industrial autônomo a partir de 1972. o empreendimento contribuiu, em especial, para o progresso de Manaus.
    Entre as riquezas minerais do estado incluem-se ferro, manganês, cassiterita, petróleo e gás natural (bacias do médio e baixo Amazonas, repectivamente com 300.000 e 100.000 km2).

Transportes

    O Amazonas não possui ferrovias. A rede rodoviária, da qual mais de um terço é pavimentado, compreende a BR-319, que liga Manaus a Porto Velho-RO e intercepta, em Humaitá, a Transamazônica (BR-230), que atravessa o sul do estado; a BR-174, que liga Manaus a Boa Vista-RR; e uma estrada estadual ligando Manaus a Itacoatiara. A maior parte do transporte é, entretanto, realizada por meio dos rios,q eu oferecem boas condições de navegabilidade. Nesse particular, destaca-se o rio Amazonas, que, além de grande volume de água, possui um declive muito suave, pois desde de Benjamin Constant, na fronteira com o Peru, até a sua foz, desce apenas 65 m. Essa circunstância permite ao porte de Manaus receber navios de grande calado.

Publicado em: 05 dezembro, 2010   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    porque a região amazonica é considerada o pulmão do mundo? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    faça um levantamento da economia da regiao amazonica Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    introduçao da economia da amazonia euquero resumo,OK? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    da economia da amazonia?eu quero mais assunto,mais resumo? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.