Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>Resumo de Escola Inclusiva (Plural)

Escola Inclusiva (Plural)

Resumo do Artigo   por:chicovsky     Autor : Angle Dalben
ª
 
A Escola Plural, proposta político-pedagógica apresentada, em fins de 1994, pela Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte - SMED, pode ser considerada como parte da faceta do movimento de renovação pedagógica que vem acontecendo nos últimos 20 anos, como dizem os próprios textos que a definem.

O Programa Escola Plural altera radicalmente a organização do trabalho escolar com a instituição de novos tempos escolares tanto para os professores quanto para os alunos. Propõe o rompimento com os processos tradicionais e tecnicistas de ensino, que se baseiam na concepção cumulativa e transmissiva de conhecimentos; a eliminação dos mecanismos de reprovação escolar próprios da concepção seletiva e excludente de avaliação do ensino, faz críticas às relações unidirecionais em que apenas o professor avalia e tem esse poder e introduz, neste sentido, uma nova relação educativa onde todos avaliam todos. O Programa propõe modificar a relação dos sujeitos com o conhecimento, buscando novos significados para o conteúdo escolar numa perspectiva globalizadora e transdisciplinar.

Os implantadores da proposta situam-na como sendo um retrato construído a partir da multiplicidade de experiências que as próprias escolas vinham desenvolvendo, na busca pelo equacionamento dos problemas do fracasso escolar das crianças da camada popular. A Rede Municipal, nesse sentido, se propôs a assumir a escola emergente, construindo coletivamente uma proposta político-pedagógica que, coletivamente, interviesse nas estruturas excludentes e seletivas do sistema escolar.

Vale salientar que a implantação de outros programas aconteceram simultaneamente à Escola Plural em outras cidades como Porto Alegre (Escola Cidadã), Brasília (Escola Candanga), Ipatinga (Escola Participativa) que têm em comum o princípio da garantia do direito à educação.

O Programa Escola Plural centrou-se em quatro grandes núcleos considerados "vertebradores" da totalidade da proposta, na perspectiva de sua implantação:

O primeiro núcleo se refere aos eixos norteadores da escola que se caracterizam por:

uma intervenção coletiva mais radical

a sensibilidade com a totalidade da formação humana

a escola como tempo de vivência cultural

a escola enquanto espaço de produção coletiva

as virtualidade educativas da materialidade da escola

a vivência de cada idade de formação sem interrupção

socialização adequada a cada idade-ciclo de formação

nova identidade da escola, nova identidade do seu profissional

O segundo, envolve a reorganização dos tempos escolares

O terceiro compreende os processos de formação plural

O quarto núcleo re-significa a avaliação na Escola Plural

As bases do projeto apresentadas nos documentos elaborados pela Secretaria Municipal de Educação, a partir dos núcleos vertebradores, apontam para a necessidade de :
Publicado em: 22 março, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    o que e escola plural ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Escola organizada em ciclos de formação no lugar das séries. Os alunos são enturmados pela idade. Os alunos não ficam retidos durante os ciclos de formação quinta-feira, 13 de outubro de 2011
  1. Responda   Pergunta  :    o que escola plural ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    A mesma resposta para a mesma pergunta quinta-feira, 13 de outubro de 2011
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.