Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>Resumo de Escravidão antiga

Escravidão antiga

Resumo do Livro   por:flavioprazeres     Autores: flavioprazeres; Ciro Flamarion Cardoso
ª
 
A instituição escravidão apareceu concomitantemente com o surgimento da civilização, desde que o homem dividiu-se em classes (subtende-se com este termo uma hierarquia em determinado grupo e não na concepção marxista utilizada na idade moderna) e sentiu necessidade de subjugar e sobrepor-se a outros para obter maior autonomia, rentabilidade e status. É imprescindível ressaltar que nem todas as sociedades conheceram o mesmo tipo de escravidão, pois esta poderia exercer função social e econômica bem diferenciada de povo para povo. Temos conhecimento de, basicamente, quatro tipos de escravidão, relacionadas a seguir: A escravidão patriarcal, característica das sociedades comunais, como afirma Freitas: “primitivas organizadas à base do parentesco e da linhagem”. O escravo não era objeto de um único senhor, ele pertencia à comunidade e representava uma força-de-trabalho auxiliar para ela. Outro tipo de escravidão era a adotada na antiguidade oriental e ocidental, quando esta ainda não funcionava como a base da economia. É bastante evidente nas sociedades divididas em castas ou classes da antiguidade arcaica. Os escravos, em sua maioria, pertenciam ao Estado. Possuíam alguns direitos e não tidos como coisa por seu senhor. Estes dois modelos de escravidão são conhecidos historicamente como estágio inferior. O estágio superior engloba os dois modelos de escravidão: o grego-romano e o moderno, que têm como característica o escravo-mercadoria. A escravidão greco-romana modelaria e daria suporte para a escravidão moderna instituída nas ilhas do Atlântico e na América. Deixaremos a escravidão moderna para ser discutido em outro momento do curso e vamos dar ênfase à escravidão da Antigüidade clássica. Em um primeiro momento Grécia e Roma conhecem a escravidão do tipo patriarcal. Mais tarde é que o escravo passa a ser visto como escravo-mercadoria, propriedade de um senhor, privado de qualquer direito, podendo ser vendido, alugado ou, até mesmo, morto. O escravo era visto como coisa, sem existência civil, a não ser quando se tratava de um crime cometido por este. Eram explorados exaustivamente e desempenhavam um papel essencial na produção social e econômica.
Evidenciaremos aqui, algumas características do modo de produção baseado na mão-de-obra escrava. Ciro Flamarion faz um questionamento que cabe tanto à Grécia quanto à Roma: “quais seriam as condições necessárias para o surgimento de uma procura suficiente de escravos que pudesse fundamentar um verdadeiro escravismo?” O autor destaca quatro fatores: 1- a concentração da propriedade privada da terra; 2- a urbanização que afastaria o proprietário de sua terra, sendo necessário a adoção de mão-de-obra; 3- o desenvolvimento da produção mercantil; 4- a insuficiência de mão-de-obra. Após comentarmos a adoção do trabalho escravo em larga escala (não levando em conta a quantidade de cativos e sim a sua importância na produção), caracterizando o modo de produção escravista, iremos relatar algumas peculiaridades da Grécia e de Roma. Tanto em Roma como em Grécia a reprodução do sistema escravista era pouco significativa pela reprodução vegetativa. As principais modalidades de reprodução eram essencialmente a guerra, o comércio e a pirataria. Os escravos não eram a única fonte de trabalho, havia os trabalhadores livres que serviam como um complemento. Poucas diferenças havia entre Grécia e Roma. Dentre elas, a importância do pecúlio e a sua legalização em Roma, com menor impacto nas cidade-Estados gregas; maior quantidade de escravos e conseqüentemente mais rica em revoltas e resistências; e maior peso da alforria entre os romanos, tendo os seus libertos maior flexibilidade jurídica. A substituição do modo de produção escravista pelo feudal – o servo preso à terra e não ao amo – não significou o desaparecimento da escravidão. A escravidão antiga perdurou longos anos, mesmo após o declínio estrutural destas sociedades.
Publicado em: 13 março, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    pq é errado confundir o trabalho escravo c o trabalho obrigatorio dos servos? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    QUAL A CARACTERISTICA DO TRABALHO ESCRAVO E COMO ELE SE DAVA NA SOCIEDADE ANTIGA Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    como gerou,como foi originada a escravidão antiga? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Segundo Ciro Flamerion a escravidão antiga foi gerada por quatro fatores, o primeiro seria a concentração da propriedade privada nas mãos de alguns poucos ou de alguns clãs, o segundo seria o desenvolvimento urbano que atraiu muitos destes proprietários de terra para a urbe, nascendo a necessidade de se ter uma mão de obra em suas propriedades, terceiro o desenvolvimento mercantil e por último a falta de mão-de-obra, porém podemos acrescentar também o fator guerra onde escravizar era melhor que quarta-feira, 21 de agosto de 2013
  1. Responda   Pergunta  :    o que é a escravidão antiga? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    e uma escravidao que deve perguntar o google e nao aki pq aki pergunta coisas mais deficieis sexta-feira, 13 de setembro de 2013
  1. Responda   Pergunta  :    quando começou e quando terminou a escravidão antiga? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    como foi o período da escravidão antiga? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a participação dos escravos na educação na idade antiga? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a importância do uso da mão de obra escrava nas sociedades grego-romana? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    gostaria de uma pequena conclusao Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais são as características do modo de produção escravista? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.