Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>Resumo de Tópico Discursivo

Tópico Discursivo

Resumo do Artigo   por:EvoluxaBlack     Autor : Leonor Lopez Fávero
ª
 
Em seu ensaio “Tópico Discursivo”, Leonor Lopez Fávero começa apresentando duas transcrições que serão analisadas e utilizadas como exemplos no decorrer do ensaio. Para uma melhor compreensão, Leonor divide seu artigo em alguns itens. No item número 1, chamado “tópico discursivo”, ela introduzirá o conceito básico do que é tópico discursivo, citando para isso a definição de Brown e Yule, “aquilo acerca do que se está falando” e completa apresentando os fatores contextuais que possibilitam se estabelecer e reconhecer o tópico discursivo de um texto oral. Após a definição apresentada, a autora exemplifica o que foi dito com um trecho das transcrições, demonstrando como um interlocutor interfere efetivamente na produção oral de outros interlocutores. Para finalizar o conceito de tópico discursivo Fávero afirma que ele “é uma atividade construída cooperativamente, isto é, há uma dependência – pelo menos parcial – de objetivos entre os interlocutores”. O segundo item, Propriedades do Tópico Discursivo, será dividido em outro sub-itens: centração, organicidade. No sub-item centração, a autora usa a definição ‘falar-se acerca de alguma coisa, implicando a utilização de referentes explícitos ou inferíveis”, ou seja, as marcas no texto para se remeter a algo que já foi dito ou algo que, embora não tenha sido dito, seja do conhecimento dos interlocutores. Também para exemplificar melhor o conceito de centração, Leonor utiliza-se de trechos da transcrição apresentada na introdução. No sub-item organicidade, a autora apresenta o conceito de “supertópico”, “tópicos co-constituintes” e de “subtópicos” estabelecendo a relação de interdependência entre eles, sempre mostrando com os exemplos a aplicação desses conceitos na transcrição. Após aconceituação, Leonor apresenta a organização desses conceitos no “quadro tópico”.
No terceiro item, denominado segmentação, a autora debate a questão da delimitação dos tópicos, mostrando como marcas no texto expressam a continuidade ou a descontinuidade do tópico em questão. Leonor também diz que essas marcas no texto podem ser: facultativas –
que tem uma determinada função especial (muda ou continua o tópico); e multifuncionais
– onde as marcas não tem uma função determinada, podendo a cada momento desempenhar uma função (ora muda, ora continua o tópico). As digressões, tema tratado no quarto item, são definidas como “porções de conversas que não se acham diretamente relacionadas com o tópico em andamento”
. Essas digressões podem ocorrer: - baseadas no enunciado: tem alguma relação com o conteúdo, em geral vem antecedidas por marcadores conversacionais do tipo “isso me lembra”, “por falar nisso”, etc; - baseadas na interação: não tem nenhuma relação com o conteúdo, embora não seja inadequada, pois pode ser provocada por estímulos externos como ruídos ou a chega de alguém; - baseadas em seqüências inseridas: tem como finalidade esclarecer, informar ou corrigir o que está sendo dito. Para concluir seu ensaio, Leonor afirma que “a conversação não é um enfileiramento aleatório de enunciados, ao contrário, ela é altamente estruturada e passível de uma analise formal”,
podendo ser considerado bastante coerente sendo apenas regida por princípios diferentes dos que regem um texto escrito.
Publicado em: 18 dezembro, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    Onde estão as referências? preciso me aprofundar mais. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quem escreveu esse resumo? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a diferença entre resumo e resenha? ( 2 Respostas ) Veja tudo
  1. Responda  :    A resenha tem crítica, no resumo você é imparcial. Há uma ordem que deve ser seguida:Cabeçalho da instituição se você estuda. Referencia Bibliográfica conforme as normas da ABNT.(isso mesmo as referências na resenha vem antes do texto) Breve histórico do(s) autor.onde trabalha,formação acadêmica, atua em que área...) Do que o livro trata(apresentação geral da obra, de que natureza, como está organizado...) O resumo crítico( nunca use 1ª pessoa, deixe claro onde a ideia e d autor e onde e sua. terça-feira, 29 de maio de 2012
  1. Responda  :    o resumo apresenta as informaçoes principais do texto resumido sem expressar nenhuma opiniao a respeito, enquanto a resenha avalia e critica o texto resenhado quinta-feira, 9 de junho de 2011
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.