Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Artes & Humanidades>Resumo de Crítica ao filme "Tempos Modernos" de Charles Chaplin

Crítica ao filme "Tempos Modernos" de Charles Chaplin

Resumo do Artigo   por:rick_jur     Autor : Rick Carvalho
ª
 
O filme de Charles Chaplin traz uma série de críticas referentes ao tratamento à classe trabalhadora (o proletariado, em termos da teoria marxista) e aos burgueses (donos dos meios de produção que “exploravam” essa mão-de-obra, que era miserável, que trabalhava muito para cada vez mais aumentar a produtividade nas suas empresas). Cargas horárias extensas, compromisso de estarem produzindo mais e mais, além das condições subumanas em que se encontravam. A luta por melhores salários (que eram baixos), por melhores condições de trabalho (os recintos eram imundos, as máquinas de manuseio perigoso etc.) e por uma carga horária menor, sempre foram uma constante, desde os tempos da Revolução Industrial. Mas o corpo da crítica de Chaplin no filme é com relação a essa exploração, que, nas idéias socialistas, se traduziria, por exemplo, num caso em que um operário trabalha muito para fabricar um automóvel ou eletrodoméstico, mas com o dinheiro que ele, com o suor do seu rosto, ganha no mês, nem poderá comprar o mesmo. Assim, vê-se que a crítica ao modo capitalista nesse fato de justifica. O mesmo ocorre hoje, sem grandes diferenças. De acordo com o conceito de capacidade tecnológica, podemos perceber o quanto se buscava de inovações para que os trabalhadores mais produzissem sem menor perda de tempo. No filme de Chaplin essa crítica de materializa com o aparecimento de uma engenhoca que fosse usada pelos operários para suas refeições (com certeza, o momento do filme que mais arrancou gargalhada dos espectadores). Com aquela espécie de inovação, que mais deu problemas do que soluções, pode-se perceber a preocupação dos senhores proprietários dessas empresas e fábricas em diminuir o tempo do almoço e utilizar o tempo economizado para que os trabalhadores imediatamente voltassem ao trabalho, com a responsabilidade de aumentarem a produtividade. Naquele período, tinha-se a preocupação, por parte dos proprietários, de sempre buscarem inovações. Seria, nesse momento, uma gota d’água para que o homem fosse substituído por máquinas. Máquinas essas que teriam que ser controladas por uma mão-de-obra específica, mais qualificada, fazendo com que muitos trabalhadores, que antes usavam a força e velocidade dos movimentos das mãos, fossem dispensados. Em tempos atuais, essa mudança está quase que promovendo uma revolução, em que, quem não for qualificado o suficiente para trabalhar em um computador, ficará de fora do mercado de trabalho, uma vez que sem esse requisito, que se equipara ao fato de saber ler e escrever, tais indivíduos seriam considerados analfabetos, estariam excluídos das possibilidades de trabalho que hoje se manifestam.
Os senhores burgueses representavam uma categoria privilegiada que necessitava de uma mão-de-obra disciplinada que produzisse mais e mais. Não pensavam eles que produzir demais levaria a uma crise de superprodução (A Grande Depressão), onde ninguém iria querer, nem de graça, seus produtos e serviços, uma vez que toda a sociedade estava saturada. O que fazer? Diminuir preços não seria uma desvalorização da força de trabalho empregada pelo pobre trabalhador? E os salários? Como ficariam? A crise de 29 balançou as estruturas do mercado internacional, uma vez que afetou o país que, com o término da I Guerra Mundial, tendeu a produzir mais e mais, afinal todos precisavam: os EUA. Muitos países necessitavam aplicar curativos e esparadrapos nas feridas que neles ficaram com a guerra e aí surge a figura dos norte-americanos, que aproveitaram que esses países visavam a recuperação e investiram. Passaram a produzir excessivamente, se utilizando dessa força de trabalho, em que os lucros e os louros da vitória mais ficaram com esses aristocratas do que com os trabalhadores. Mas pagaram muito caro por isso: fábricas e empresas fecharam as portas, decretaram falências e não podiam mais conduzir negócios. A bolsa de New York esteve em estado de coma, culminando em quedas e crises em vários países, entre eles o Brasil. Enfim, um filme que critica os modos de produção capitalistas, a ambição dos burgueses e, principalmente, as condições de trabalho em que se encontravam esses trabalhadores. Esses problemas passados ainda, em parte, se manifestam: no Brasil ainda se tem o trabalho escravo escondido por aí, ainda têm empresas em que os superiores usam e abusam do lucro retirado em detrimento dos funcionários e ainda convivemos com a triste realidade dos baixos salários.
Publicado em: 20 novembro, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    como os movimentos revindicatórios dos operários eram tratados pela policia? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    como era as mulheres Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual é a visão retratada pelo filme sobre o capitalismo? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    porque as ovelhas no inicio do filme? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    As ovelhas fazem referência ao pastoreio, pois são guiadas a todo tempo, mas nunca possuem vontade própria fazem apenas o que o pastor lhes manda. sexta-feira, 6 de junho de 2014
  1. Responda   Pergunta  :    A crítica é construtiva ?? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    sim muito pois ele mostra arealidade daquela epoca sábado, 5 de abril de 2014
  1. Responda   Pergunta  :    situação da classe trabalhadora mostrada no filme ? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    O filme é uma crítica ao capitalismo predominante na época, onde os trabalhadores são submetidos à grandes esforços físico, mental e psicológico onde são tratados como animais, vigiados à todo instante. sexta-feira, 6 de junho de 2014
  1. Responda   Pergunta  :    preciso resumir uma critica nesse filme como faço? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    uqal era o sonho que a maioria dos operarios tinham e ainda tem nos dias atuais,evidenciado no filme? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Qual era o sonho que a maioria dos operarios tinham e ainda tem nos dias atuais, evidenciado no Filme? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Primeiramente, trabalhar - o trabalho dignifica o homem. Para com o salário recebido, adquirir uma moradia - hoje temos o Programa minha casa minha vida. No final da ´história, ele ficou somente com seu amor - a linda garota pobre - e a fé de que UM DIA... eles conseguiriam realizar o sonho. terça-feira, 1 de abril de 2014
  1. Responda   Pergunta  :    eu gostaria de saber a principal critica Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 2. carla

    filme

    a que filme chato gracas a deus que era do tempo de antigamente

    0 Classificação segunda-feira, 28 de julho de 2014
  2. 1. Juliana

    Peterle

    nossa, graças a deus eu achei esse texto pq a vaca da waleska passou esse trabalho pro primeiro dia de aula depois das férias ¬¬

    0 Classificação domingo, 29 de julho de 2012
X

.