Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Entretenimento>Filmes>Resumo de A Maçã

A Maçã

Resumo do Filme   por:Caramuru666    
ª
 
1.Optamos por apresentar cada aspecto do desenvolvimento segundo a teoria de Bronfenbrenner em separado, como segue:

I – Pessoa
1. Disposições: Geradoras: como disposições geradoras nas gêmeas, identificamos a curiosidade, o bom humor, a boa índole, a idiossincrasia e a facilidade de estabelecer relações com pessoas desconhecidas.
Inibidoras: como disposições inibidoras, identificamos a comunicação verbal comprometida, a falta de uma sociabilidade anterior fora do círculo familiar, o analfabetismo, a falta de conhecimento acadêmico e relacionamentos que não fossem fora de seu círculo familiar.
2. Recursos: Os recursos são mais difíceis de serem identificados no filme, pois não se sabe se eles provêm diretamente do meio ambiente, da bagagem genética ou da interação entre os dois. O filme não deixa isto muito claro, porém encontramos:
Dotes: boa saúde física aparente, vivacidade.
Deficiências: motricidade disforme, comunicação verbal limitada, nenhuma experiência anterior fora da própria casa.
3. Demandas: apesar da idade (11 anos), nunca freqüentaram a escola, esta demanda não foi cumprida, também pelo fato de serem mulheres, espera-se que casem e que saibam os afazeres domésticos, também espera-se que uma mulher da cultura das gêmeas seja honrada, que nunca tenha tido relações com outro homem que não o seu marido.

II – Processos Proximais
1. Muitos dos requisitos fundamentais para que o desenvolvimento das gêmeas fosse eficaz não foram cumpridos, como o contato com outros seres humanos, o desleixo com as necessidades básicas de higiene (banho), a mãe apesar de presente, é reticente na relação com as filhas e o pai também, além é claro, de que as garotas permaneceram trancadas por 11 anos sem terem contato com ninguém que não fosse da família.
2. Os efeitos disso percebem-se na fala quase ausente das filhas, do não conhecimento de regras sociais básicas (como o comprar), e provavelmente no prejuízo intelectual que ambas tiveram por causa disso.

III – Contexto
1.Microssistemas: O único microssistema onde as meninas experienciavam a vida era dentro de casa, com seus respectivos “submicros”, não apresentavam portanto um mesossistema (nem as gêmeas e nem a mãe cega).
2.Mesossistema: O único personagem que possui um mesossistema é o pai, que sai de casa e tranca as filhas.
3.Exossistema: O exossistema que influi na vida das meninas é o trabalho do pai e o relacionamento deste com os vizinhos e outras pessoas, que fará com que o pai tome certas atitudes em relação às filhas.
4. Macrossistema: O macrossistema presente se configura pela cultura a qual a família destas gêmeas está inserida, que considera as mulheres como “flores” que devem ser protegidas e ao mesmo tempo submissas e honradas. Motivos que o pai usa para legitimar a atitude de trancar as filhas no interior da própria casa.

IV – Tempo
O que o filme nos mostra é exatamente a ruptura de uma continuidade que tinha se estendido por onze anos. A partir da chegada da assistente social, a estabilidade dos acontecimentos se quebra e surgem novos contextos, experiências, demandas, etc e é esta quebra que afetará definitivamente o desenvolvimento das gêmeas Zahra e Massoumeh.

2. Discutir em termos de:
2.1 Fatores de Proteção: como fatores de proteção, além das características positivas no sentido de disposições e recursos anteriormente citados, vale ressaltar também o amor que uma gêmea nutre pela outra e o fato de não enxergarem o cárcere privado como uma tortura, e sim como algo normal, e o afeto que nutrem pelos pais.
2.2 Fatores de risco: Como fatores de risco, podemos citar o mundo novo que se apresenta a elas, com toda a malícia que o perpassa, preconceito, demandas sociais a cumprir e pessoas que podem não ser tão boas e ingênuas que as gêmeas poderão encontrar no caminho. Já dentro da própria casa, os fatores de risco são a repressão do pai e da mãe, a falta de diálogo que há entre os familiares, pobreza, falta de higiene, de conhecimentos acadêmicos e de vivência social anterior.
2.3 Vulnerabilidade: Diante de tantas situações de risco, é muito provável que as gêmeas venham a ser vulneráveis a muitos deles, principalmente em se tratando de pessoas que podem se aproveitar da inocência e da ingenuidade delas. O que poderá minimizar os efeitos de tamanha vulnerabilidade é a intervenção da assistente social, que tenta “salvar” as meninas.

3. A maçã aparece diversas vezes no filme, em situações bem sutis e quase imperceptíveis, nos veio à memória o simbolismo da maçã do jardim do Éden, que é o símbolo da fruta proibida e que era justamente o conhecimento do bem e do mal. Comparando com o filme, as gêmeas estiveram “protegidas” contra todo bem e todo mal desde que nasceram, é a partir da hora que saem de casa que mordem a maçã do conhecimento. Daí a inocência está perdida e é necessário expiar na vida em sociedade pela desobediência de querer conhecer o bem e o mal.
Publicado em: 11 abril, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    Boa Noite! A Maça é um filme com poucas palavras, mas o serviço social não se preocupou com a segurança das crianças,mandando para as ruas,porque só agora foram denuciados? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a relação com o serviço social? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    onde assisitir on line este filme Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.