Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Negócios E Finanças>Crítica de Bagaço de cana: alternativa para a geração de energia

Bagaço de cana: alternativa para a geração de energia

Crítica do Artigo   por:Analista     Autor : Paulo Cezar Coelho Tavares: Vice-presidente de gestão de energia do Grupo C.P.F.L Energia
ª
 
Bagaço de cana: alternativa para a geração de energia

A busca por fontes seguras , limpas, e renováveis de energia elétrica é um desafio mundial. O Brasil vive situação confortável para o enfrentamento desse desafio.
Os projetos de geração de energia elétrica a partir da queima de bagaço de cana-de-açúcar, tornaram-se um diferencial para o desenvolvimento sustentável do país. Avaliações existentes, indicam que os canaviais brasileiros hoje, teriam capacidade de gerar energia equivalente à cerca de 14.000 M.W. Capacidade semelhante a da usina hidrelétrica de Itaipu. Atualmente, a participação da bioeletricidade na matriz energética brasileira é de 3%, o que equivale a aproximadamente 1.400 M.W. Estima-se que em 2020, serão 14.400 M.W.
O incentivo á produção de etanol e açúcar é tido como fator essencial para aumentar o potencial de energia elétrica gerada a partir do bagaço de cana-de-açúcar. Houve um acréscimo de aproximadamente 20% nos últimos anos desse tipo de energia. Outro setor que se beneficiará com tal incentivo, é a industria brasileira de equipamentos. As usinas de co-geração usam tecnologia 100% nacional, esse fator transformou o Brasil no maior especialista de geração de energia elétrica através da biomassa.
Equipar usinas de açúcar e álcool, é também visto como forma de geração de empregos, e consequentimente renda. Outro beneficio, é a oportunidade para a venda de créditos de carbono.
Além disso, á uma complementaridade única, entre a energia elétrica gerada por hidrelétricas, e a partir do bagaço de cana. O período de chuvas na s regiões sul e sudeste, concentram a maior freqüência de precipitações de novembro a abril. Já a safra da cana-de-açúcar se concentra entre abril e novembro, ou seja, a energia gerada pelo bagaço da cana, estaria a disposição justamente no período que mais se precisa.
Dificuldades como o custo de conexão das usinas de biomassa ao sistema elétrico nacional, custoso para um único produtor, poderá ser compartilhado entre vários empreendedores, segundo regulamentação recente.
A biomassa como fonte de energia renovável, é uma realidade, cabe ao país não perder essa excelente oportunidade. 
 
Publicado em: 12 março, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    como se chama a energia q é produzido pelo bagaço de cana Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Quando foi surgida a Biomassa no brasil no sudeste ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual percentual da energia produzida no brasil pela biomassa da cana de açucar Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais sao as transformaçoes que ocorrem em cada fase do processo? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.