Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Romance>Resumo de Hamlet, Príncipe da Dinamarca

Hamlet, Príncipe da Dinamarca

Resumo do Livro   por:Perpetue     Autor : William Shakespeare
ª
 
A morte do rei da Dinamarca faz que o Príncipe Hamlet deixe os estudos na Universidade de Wittenberg e volte para Esenor, onde residia a Corte. O Príncipe fica ainda mais entrestecido vendo a pressa que sua mãe teve para casar-se com o tio,Claudio, que se apossara do trono e que está lutando para que o príncipe norueguês, Fortimbrás, não invada a Dinamarca com a finalidade de reaver o território que o pai perdera, quando fora morto em batalha com o falecido rei. Claudio consente que Laertes, filho de Polônio, volte para a Universidade de Paris, mais ordena que Hamlet permaneça na corte dinamarquesa. O Príncipe tem como únicos confidentes seu amigo Horácio e Ofélia, filha de Polônio, a quem ele ama, mas que prometera ao pai não se casar com Hamlet. Horácio e dois oficiais vêm dizer a Hamlet que o aspectro do falecido rei estava aparecendo nas ameias do castelo e, num terrificante encontro com o espectro , acaba conhecendo a dolorosa verdade: o tio matara o pai e ele próprio está obrigado a vingar o assassinato.
Hamlet finge estar louco e Polônio pensa que a insanidade tenha por causa o fato de ter Ofélia rejeitado sua proposta de amor.O rei, entretanto, não se deixa enganar e manda que Rosencrantz e Guildenstern vigiem o príncipe e descubram a verdade. Hamlet resolve surpreender o rei, fazendo que uma compahia de atores itinerantes represente em sua presença uma peça contendo episódios que se parecem com a morte do rei seu pai. Enquanto isto, o rei recebe a promessa de Fortimbrás de que não invadirá a Dinamarca, mas dá-lhe a permissão para atravessar o território dinamarquês, a fim de invadir a Polônia.
Rosencrantz, Guildenstern e o lorde camarista não conseguem descobrir a causa da loucura de Hamlet e, por este motivo, Claudio resolve enviá-lo a Inglaterra co os dois espiões. A peça apresentada ao rei causa-lhe tal pertubação que ele abandona a sala do espetáculo.Hamlet fica convencido de que seu tio é criminoso, mas não tem coragem de matá-lo, quando encontra o rei em oração. Quase imediatamente depois, quando a rainha Gertrudes está censurando o filho pela sua conduta, ele se vira contra ela. A rainha clama por socorro e Hamlet acrediatando que atrás da cortina estivesse o rei enterra a espada em alguém que, afinal, não passava de Polônio. O espectro aparece a Hamlet, mas não á rainha, que fica convencida da loucura do filho, que a persuade a nunca mais se colocar contra ele. A partida de Hamlet para a Inglaterra é apressada com a morte de Polônio. Ele foge a bordo de um navio pirata e, voltando á Dinamarca, manda cartas de sua chegada para Horácio e para o rei. Enquanto isto, a morte e o enterro secreto de Polônio levam Ofélia á loucura , despertando o desejo de vingança no filho de Polônio que invade o castelo, a fim de satisfazer o ódio que sentia. Claudio mostra a Laertes que o culpado era Hamlet e os dois resolvem matar o príncipe. O suicídio de Ofélia faz aumentar ainda mais os propósitos de Laretes.
No enterro de Ofélia, Hamlet e Laertes brigam, sendo separados com dificuldade pelos assistentes. Mas tarde, Hamlet revela a Horácio que no navio ele roubara dos dois espiões ordens seladas, segundo as quais deveria ser morto pelas mãos dos ingleses e as substituíra por outras em que era ordenada a morte de Rosencrantz e Guildenstern. Quando chega o desafio de Laertes, Hamlet vê que a dor de Laertes era semelhante á sua, mas concorda, contudo, numa luta amigável e os dois se encontram na presença da Corte. Laertes fere Hamlet com o florete envenenado e, durante a luta , trocam as armas e o príncipe fere Laertes.Bebendo pelo bom êxito do filho, a rainha bebe o vinho envenenado que Claudio preparara para Hamlet. Quando estão morrendo, Gertrudes e Laertes revelam a vilania do monarca e Hamlet mata o mosntro com o florete envenenado,Das mãos de Horácio,arranca a taça envenenada pedindo ao amigo que viva para limpar-lhe o nome. Enquanto Hamlet está morrendo, os embaixadores ingleses chegam trazendo a notícia da execução dos espiões e Fortimbrás, de volta á Noruega, vindo da Polônia, chega para reivindicar o reino e restaurar a ordem perdida.
Publicado em: 23 janeiro, 2012   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Etiquetas :
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.