Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Referência>Resumo de OS FALSOS COGNATOS: NA TRADUÇÃO DO INGLÊS PARA O PORTUGUÊS

OS FALSOS COGNATOS: NA TRADUÇÃO DO INGLÊS PARA O PORTUGUÊS

Resumo do Livro   por:ElisTeixeira     Autores: MÁRIO MASCHERPE; LAURA ZAMARIN
ª
 
No prefácio da obra “Os falsos cognatos: na tradução do inglês para o português”, obra de Mário Mascherpe e Laura Zamarin ,os autores acentuam que a arte de traduzir é uma tarefa difícil e para realizá-la com perfeição o tradutor deveria dominar completamente as duas línguas objeto da tradução, situação um pouco rara, pois mesmo dominando-as completamente, uma tradução perfeita é extremamente difícil. Por isso, o estudante de uma língua estrangeira, que ainda não conheça todas as suas sutilezas, pode levar a tradução para caminhos errados pela semelhança entre as palavras das duas línguas. Esta semelhança pode ser traiçoeira porque uma palavra portuguesa e uma inglesa podem apresentar semelhança de forma, mas possuir significado totalmente diverso para levarem a uma má tradução. Exemplo disso é o advérbio “actually” traduzido muitas vezes de forma errada por “atualmente”, no lugar de “realmente”, por isso a lista de 411 falsos cognatos nas línguas inglesa e portuguesa foi compilada com a intenção de ajudar os estudantes brasileiros ou portugueses em seus trabalhos de tradução. Não inclui todos os cognatos, nem trata quaisquer deles de modo completo, não sendo um estudo definitivo sobre o assunto. Esse é um assunto dos mais fascinantes para professores, estudantes e tradutores de uma língua estrangeira. Falsos cognatos são palavras de duas línguas diversas que, embora possuam certa semelhança na forma, diferem completamente no significado. Nada mais traiçoeiro que a enganosa semelhança deste tipo de cognato. O primeiro impulso do estudante é usar a analogia que pode ser de grande valia, mas também pode levar a conclusões errôneas. Se o estudante recorrer a um dicionário, também pode falhar porque neles vai encontrar significados originais que as palavras não mais possuem no uso moderno. As palavras inglesas de origem latina são as que fornecem grande número de falsos cognatos. Quando tais palavras entraram no vocabulário inglês registraram o mesmo significado que suas homógrafas ou homófonas em português, entretanto, se em português conservaram o significado de origem até hoje, em inglês adquiriram outras conotações com a evolução da língua, com o impacto de diferentes culturas, novas idéias e emoções. Ou foi o inglês que manteve o significado original enquanto a palavra portuguesa adquiria outras acepções. Assim, o dicionário registra os diversos significados que uma palavra possui ou já possuiu, para o caso do estudante precisar lidar com textos antigos. Uma língua é um organismo vivo, está em constante evolução.
Ela se modifica sob o impacto de diversos fatores, de diversos meios de comunicação como a televisão que torna aceitáveis estruturas e vocábulos que eram tidos como impróprios. Assim certo falsos cognatos estão sendo usados sem o menor critério e não será surpresa se deixarem de ser falsos. Basta acompanhar um programa de televisão ou um filme para nos depararmos com “afetivo” (effective) em lugar de eficaz; tentativo (tentative) no lugar de “provisório”; “cumprimento” (cumpliment) no lugar de “elogio”; “evidência” (evidence) no lugar de “prova”; “desapontamento” (disappointment) no lugar de “decepção”; “premonição” (premonition) no lugar de “pressentimento”, etc. É bem provável que essas e outras palavras traduzidas para o português de acordo com a semelhança entre inglês e português acabem sendo aceitas devido à sua repetição pelos meios de comunicação e no futuro deixem de ser falsos cognatos. Em sentido restrito, uma palavra cognata é aquela que apresenta um desenvolvimento paralelo a uma palavra correspondente em outra língua, tendo adquirido o mesmo prefixo ou sufixo apresentado por sua palavra irmã. Outros pares de cognatos apresentam um ou mais significados em comum, com outros significados adicionais em uma outra língua, “jardim” por (garden/yard). Há palavras cognatas que apresentam semelhança na forma, mas não no significado. Há falsos cognatos em todas as classes de palavras. Na classe dos substantivos apalavra “caution” significa (precaução, cuidado), caução em inglês, traduz-se por “bail”. Na classe dos adjetivos, a palavra “sympathetic” traduz-se por (compreensivo), pois simpático corresponde a (likable, nice). Dos inúmeros verbos, pode-se ressaltar o verbo “intend” que deve ser traduzido por (tencionar, pretender) e não por “entender” que corresponde no inglês a “understand”. Além das diversas classes de palavras mencionadas, há ainda outro ponto bastante relacionado com os falsos cognatos, o campo das expressões idiomáticas que apresentam inúmeras dificuldades para o estudante ou tradutor.
  1. Responda   Pergunta  :    prefixo ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    nada nada nada terça-feira, 26 de março de 2013
  1. Responda   Pergunta  :    deservolvimento Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a cognata da palavra actual? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    33 year Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    DO YOU SPEOK ENGLISH ?YES,IDO Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    algumas caracteristicas de falsos cognatos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    O QUE É FALSOS COGNATAS (BEM EXPLICADO) ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    falsos cognatos, resumidamente são as expressões em inglês que parecem ter um significado, mas seu significado é bem diferente do que parece. Por4 exemplo, assist significa ajudar, dar suporte. Assistir, em inglês é to attend, to watch. sábado, 11 de dezembro de 2010
  1. Responda   Pergunta  :    lista de cognatos Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.