Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Referência>Resumo de Pena de Morte - A Injeção Letal

Pena de Morte - A Injeção Letal

Resumo do Livro   por:CarlosRossi     Autores: Carlos Rossi; Mega Arquivo
ª
 
Cientistas e médicos dizem que, em vez de rápida e indolor, morte por injeção letal é dolorosa e lenta Um dos maiores tabus do sistema penal americano é posto em xeque há muito por advogados: a injeção letal para quem está na fila de execuções. Sempre se viu com desconfiança, na magistratura em geral, essa postura. Não é para menos. Afinal, advogados estariam quase sempre defendendo algo para tirar seus clientes da pior. Mas agora quem compra a briga contra a injeção são médicos e cientistas. E os esforços deles começam a dar resultado nos EUA. Graças a essa movimentação dos profissionais da ciência, execuções por meio de injeção letal foram suspensas em nove estados norte-americanos: Arkansas, Califórnia, Delaware, Flórida, Maryland, Missouri, Nova Jersey, Ohio e Dakota do Sul. Em Nova Jersey, uma comissão especial recomendou que o estado se tornasse o primeiro a abolir a pena de morte. A tendência do governo local é abolir a pena capital e substituí-la pela prisão perpétua, sem a possibilidade de liberdade provisória. Essa idéia é resultado de estudos realizados por uma comissão especial criada pelo Executivo do estado. Um dos maiores jornais médicos do mundo, o "PLoS Medicine", deu o golpe fatal na pena por injeção letal. A publicação buscou um universo de 40 pessoas executadas na Carolina do Norte e 12 na Califórnia, pela injeção letal, desde 1984. De acordo com o estudo, a maioria dos estados que adotam esse método emprega basicamente três drogas na injeção: pentotal de sódio, como anestésico; o pancurônio bromide, como bloqueador de sensações nos nervos e paralisante muscular; e o clorido de potássio, que pára o coração.
Publicado em: 24 julho, 2007   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.