Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Literatura Clássica>Resumo de Fernando Pessoa e seus heterônimos

Fernando Pessoa e seus heterônimos

Resumo do Livro   por:JoYoda     Autor : Fernando Pessoa
ª
 
Fernando criou três personagens diferentes (heterônimos) para poder expressar seus desejos, anseios, criticas. Assim poderia escrever sobre tudo que quisesse sem se contradizer. Produziu mapas astrais para personagens, dando-lhes personalidades próprias e diferentes. 
Foram eles: Alberto Caeiro, Álvares Campos e Ricardo Reis.

                       Alberto Caeiro
Mestre; Objetivo (chega ao exagero. Não trabalha com emoções); Ligado ao campo; Bucólico (vida no campo é perfeita); Órfão; Não estudou; Fala do campo; Vocabulário simples.
Nasceu em Lisboa à 16 de Abril de 1889 e morreu em 1915, na mesma cidade, tuberculoso. Órfão, viveu com uma tia no campo. Só teve instrução primária e, por isso, escrevia mal o português.
Bucólico, vive em contato com a natureza. Apresenta um objetivismo absoluto.
“As coisas são o que são”.

“Não me importo com as rimas. Raras vezes há duas árvores iguais, uma ao lado da outra”.

                     Álvares Campos
Futurista; Reclama da vida; Chato; Adora as máquinas; Emotivo; Tudo ao extremo; Possui dois tipos de poesia: Futurista e Emocional (altamente pessimista); Engenheiro.
Nasceu em Tavira (extremo sul de Portugal) à 15 de Outubro de 1890. Engenheiro Naval formado na Escocia. Vive em inatividade (por opção).
Futurista, um homem do século XX, das fabricas, da ernergia elétrica, das maquinas, da velocidade. É um inadaptado, vive à margem de qualquer conduta social. Daí ser o poeta do “não”.
Lisbon Revisited

“Não: não quero nada
Já disse que não quero nada.
Não me venham com conclusões!
A única conclusão é morrer”.

                    Ricardo Reis
Equilibrado (libriano); Médico; Preso a tradições; Pagão; Utiliza de filosofia em suas produções; Possuidor de um bom vocabulário; Não seguia métrica de nada; Linguajar comum. Utiliza muitas figuras mitológicas (volta aos clássicos); Carpem Die; Poesia clássica (trabalhada).
Nasceu na cidade do Porto à 19 de Setembro de 1887. Estudou em colégio Jesuíta, formando-se em Medicina, politicamente defendia a Monarquia e, por não concordar com a República, exilou-se no Brasil.
Era estudioso da cultura clássica (procurava o belo, o harmonioso, o equilíbrio). O poeta tinha como meta alcançar o belo. Procurava o prazer (natural e necessário).

O tempo em que festejavam o dia dos meus anos...!
“Colhamos flores, pega tu nelas e deixa-as
No colo, e que o seu perfume suavize o momento-
Este momento em que sossoegadamente não cremos em nada,
Pagãos inocentes da decadência”.
Publicado em: 11 outubro, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    quero um cometario de fernando pessoa Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais foram suas obras? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    porque ele utilizou heteronimos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    vida de fernando pessoa Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    por que Fernando Pessoa criou esses três personagens? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Pra quem vai fazer prova amanhã , este resumo tá perfeito *-* obg ;) Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    tem um chiclete ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    fernando pessoa e seus heterónimo biografias e obras ? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    por que FERNANDO PESSOA criava tantos heterônimos? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    como era a vida de fernando pessoa ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    fdernando pessoa Nasceu em Lisboa, mas viveu quase toda a sua vida no campo. Não teve profissão, nem educação quase alguma, só instrução primária;o pai e a mãe,o deixou ficar em casa, vivendo de uns pequenos rendimentos. Vivia com uma tia velha, tia avó.e Morreu tuberculoso." segunda-feira, 6 de dezembro de 2010
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.