Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Literatura Clássica>Resumo de A Cidade de Deus - Santo Agostinho

A Cidade de Deus - Santo Agostinho

Resumo do Livro   por:Renata_Breves     Autor : Renata Breves
ª
 
“A Cidade de Deus” representa o maior monumento da antigüidade cristã e, certamente, a obra prima de Agostinho, na qual é discutida a questão da metafísica original do cristianismo, numa visão orgânica e inteligível da história humana, e resolve este problema ainda com os conceitos de criação, de pecado original e de Redenção. O conceito de criação é indispensável para o conceito de providência, que simboliza o governo divino do mundo e que é, por sua vez, necessário, a fim de que a história seja suscetível de racionalidade.

O conceito de providência era impossível no pensamento clássico devido ao basilar dualismo metafísico. Para entender plenamente o plano da história, é de grande importância a Redenção, através da qual é explicado o enigma da existência do mal no mundo e a sua função. Cristo tornou-se o centro sobrenatural da história, sendo o seu reino a cidade de Deus, representada pelo povo de Israel antes da sua vinda sobre a terra, e pela Igreja depois de seu advento. Contra este cidade se ergue a cidade terrena, mundana, satânica, que será absolutamente separada e eternamente punida nos fins dos tempos.

Agostinho distingue em três grandes seções a história antes de Cristo. A primeira concerne à história de duas cidades após o pecado original, que ficaram confundidas em um único caos humano, e chega até a Abraão, época na qual começou a separação. Na segunda, Agostinho descreve a história da cidade de Deus, recolhida e configurada em Israel, de Abraão até Cristo. A terceira retoma, em separado, a narrativa do ponto em que começa a história da Cidade de Deus separada, ou seja, desde Abraão para tratar paralela e separadamente da Cidade do mundo, que culmina no império romano.

Esta história, onde parece que Satanás e o mal têm o seu reino, representa uma unidade e um progresso para Cristo, sempre mais claramente, conscientemente e divinamente esperado e profetizado em Israel, e pelos povos pagãos a seu modo que, consciente ou inconscientemente, lhe preparavam diretamente o caminho. Depois de Cristo, cessa a divisão política entre as duas cidades, que se confundem como nos primeiros tempos da humanidade, com a diferença de que já não é mais união caótica, mas configurada na unidade da Igreja, que não é limitada por nenhuma divisão política, mas supera todas as sociedades políticas na universal unidade dos homens e na unidade dos homens com Deus. A Igreja, portanto, é acessível, invisivelmente, também às almas de boa vontade que, exteriormente dela não podem participar, e transcende, ainda, os confins do mundo terreno, além do qual está a pátria verdadeira.

Entretanto, visto que todos se encontram empiricamente confundidos na Igreja, ainda que só na unidade dialética das duas cidades, para o triunfo da Cidade de Deus, a divisão definitiva, eterna, absoluta, justíssima, realizar-se-á nos fins dos tempos, depois da morte, depois do juízo universal, no paraíso e no inferno. É uma grande visão unitária da história, não filosófica, mas sim teológica.

Publicado em: 10 março, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    resumi o 2º capitulo santos agostinho cidade de deus Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    os principais pontos Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Como posso adquirir o livro Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    eu estou em portugal e pretendo adquirir o livro e nao o encontro a venda Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    PARA QUE SERVE A CIDADE DE DEUS OJE EM DIA? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual e adiferensa entre acidade dos homens e santo agostinho Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    como faço para adiquirir o livro retrataçoesde sto agostinho?? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    1.Como caracteriza a filosofia politica Platonica? 2.Na fundacao da cidade estado descrita em a Repubica existem propostas inesperadas que foram alvo de critica Aristotelica, quais sao? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Como Caracteriza a filosofia politica Platonica? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    a filosofia platonica caracterizava-se na diferenciaçao do mundo entre as coisas sensiveis(ideias e inteligencia)e as coisas visiveis(seres vivos e materia.) sexta-feira, 22 de junho de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    Em que ambiencia historica S. Agostinho escreve a cidade de Deus? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.