Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Literatura Clássica>Resumo de Sermão de St. António aos Peixes

Sermão de St. António aos Peixes

Resumo do Livro   por:NunoFelizardo     Autor : Padre antónio Vieira
ª
 
O sermão está organizado em seis capítulos e três partes: o Exórdio, que contém o capitulo I; a exposição e confirmação, que contém os capítulos II, III, IV e V e a peroração que contém o capitulo VI.

No Exórdio, Padre António Vieira apresenta o conceito predicável, “Vós sois o sal da Terra”, e explica as razões pelas quais a terra está tão corrupta. Ou a culpa está no sal (pregadores), ou na terra (ouvintes). Se a culpa está no sal, é porque os pregadores não pregam a verdadeira doutrina, ou porque dizem uma coisa e fazem outra ou porque se pregam a si e não a Cristo. Se a culpa está na terra, é porque os ouvintes não querem receber a doutrina, ou antes imitam os pregadores e não o que eles dizem, ou porque servem os seus apetites e não os de Cristo.
Ao apresentar o conceito predicável, Padre António Vieira, introduz o tema do sermão, mas apesar de tudo desvia-se do tema e preocupa-se apenas com a razão pela qual a terra está corrupta, partindo do principio de que a culpa é dos ouvintes. Consegue isto, uma vez que o sermão é proferido no dia de santo António, aproveitando assim o exemplo deste. Santo António não obtinha resultados da sua pregação e os homens até o quiseram matar, em vez de desistir resolveu pregar aos peixes. Assim se viu Padre António Viera, sem obter resultados, a terra continuava corrupta, resolvendo igualmente pregar aos peixes, seguido o exemplo de Sto António.
Em primeira parte, o orador vai louvar as virtudes dos peixes e em seguida repreende-los.

O capitulo II contempla os louvores aos peixes de carácter geral, recorrendo-se ao exemplo de Jonas para mostrar que os homens são muito piores que os peixes. Como suas qualidades temos:
- Bons ouvintes / obedientes
- Primeira criação de deus
- Melhores do que os homens
- Livres, puros, longe dos homens
Estas qualidades, são por antítese os defeitos dos homens.
Neste, como em todos os capítulos, há um exemplo prático de Sto António, para o louvar no seu dia.

O capítulo III é igualmente de louvor aos peixes, mas agora de carácter particular. Padre António Vieira utiliza quatro peixes para mostras a relação entre o homem e o divino, como os peixes se dão a estes cuidados e os homens não pensam em tais coisas.
Peixe de Tobias: Tem umas entranhas e um coração que expulsam os demónios e simboliza o poder purificador da palavra de Deus.
Rémora: Peixe que quando se agarra e um navio tem força suficiente para o conduzir sozinha. Simboliza o poder da palavra do pregador – guia das almas.
Torpedo: Produz descargas eléctricas que faz tremer o braço do pecador. Simboliza o poder da palavra de Deus, de fazer tremer os pecadores que pescam na terra tudo quanto encontram.
Quatro – olhos: Tem dois pares de olhos, uns para cima e outros para baixo. Simboliza o dever dos cristãos em tirar os olhos da vaidade terrena, olhando para o céu sem esquecer o inferno.
Todos estes louvores que Padre António Vieira faz aos peixes são antíteses aos defeitos dos homens, assim simbolizando os seus vícios.

Seguidamente parte-se para as repreensões aos peixes, primeiramente de carácter geral (Cap. IV) e depois de carácter particular (Cap. V).
No carácter geral, Padre António Vieira acusa os peixes de se comerem uns aos outros, recorrendo a um exemplo dos homens para explicar o que eles faziam. Assim, os homens praticam antropofagia social, ou seja exploração uns dos outros. O orador faz uma comparação entre a antropofagia ritual dos Tapuias (índios brasileiros) e a antropofagia social dos homens, considerando esta ultima mais grave que a anterior, porque muitas vezes procuram tanto a exploração que nem os mortos escapam. O mais grave de tudo é que são os grandes que comem os pequenos, ou seja são precisos muitos pequenos para alimentar um grande. Acusa-os igualmente de cegueira, vaidade e de terem a maldade.
Estas repreensões são feitas com o objectivo de mudarem os homens, ou pelo menos fazê-los pensar, mesmo que não haja uma mudança rápida.
Aqui, há também um exemplo prático de Sto António que nunca praticou antropofagia social e que trocou a riqueza pela simpleza.

De carácter particular, Padre António Vieira usa quatro exemplos de peixes que se referem a tipos comportamentais. O roncador que simboliza os arrogantes, o pegador, que simboliza os oportunistas, o voador, que simboliza os ambiciosos e o pior de todos, o polvo, que simboliza o traidor e o hipócrita. Este último, tem uma aparência de santo e manso e um ar inofensivo, mas na essência é traiçoeiro e maldoso, é hipócrita e faz-se de amigo dos outros e no fim “abraça-os”. Neste capítulo são usados os exemplos de São Pedro, Sto Ambrósio, São Basílio e o Gigante Golias.

Por fim, a despedida, no capitulo VI, onde o orador retoma os pregadores de que falava no conceito predicável, servindo-se dele próprio como exemplo alegando que não estava a cumprir a sua função. Alega também que ele (homens) e os peixes, nunca vão chegar ao sacrifício final, uma vez que os peixes já vão mortos e os homens vão mortos de espírito. Padre António Vieira diz que a irracionalidade, a inconsciência e o instinto dos peixes, são melhores do que a racionalidade, o livre arbítrio, a consciência, o entendimento e a vontade do homem.
Publicado em: 26 janeiro, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    qual é a conclusao que a viera chega sobre pregador Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    porque o questionamento aos seus ouvintes é na verdade uma estrategia para iniciar o raciocinio que será apresentado ao longo do texto? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    viera inicia o sermao com a fala de cristo aos pregadores para fazer um questionamento aos seus ouvintes.qual é ele? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quem inventou o sermao? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Padre António Vieira domingo, 20 de janeiro de 2013
  1. Responda   Pergunta  :    os pregadores são comparados ao sal da terra.qual é segundo o texto,a função daquele que prega ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Tem a função de educar e promulgar o "sal" ou a doutrina evangelica, mas de uma maneira correta e livre de qualquer tipo de corrupção domingo, 2 de dezembro de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    quais são as criticas e as conseguencia sofrita pelo o padre Vieira Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    muito obrigada...ajudou-me muito, pricipalmente a compreender melhor o texto. ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Ajudou-te em que seu bode morto ?? Bj's André sexta-feira, 6 de janeiro de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    Porquê o titulo santo antonio aos pixes ? ( 2 Respostas ) Veja tudo
  1. Responda  :    o titulo é "sermão de stº antonio aos peixes" porque santo antonio vai pregar aos peixes. e os peizes sao indirectamente a sociedade. mas como a sociedade nao lhe liga, ele diz que vai pregar aos peixes. mas atenção, os peixes nao vao ficar ali atentos e a barbatear e a cantar a frente dele, os peixes sao simbolicamente e alegoricamente os humanos, nao te esqueças disso. sexta-feira, 2 de dezembro de 2011
  1. Responda  :    pelo meu ver, Sto. foi pregar aos homens, mas como eles ñ queriam escutar, ele foi pregar aos peixes pois eles eram bons ouvintes e melhores que os homens. sábado, 26 de novembro de 2011
  1. Responda   Pergunta  :    isto é o resumo do sermao todo certo?? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Para fazer o resumo do capítulo III basta pôr o que está ai em cima? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Fá-lo tu seu boi !! Chupa-mos os sacos Cumpz. André sexta-feira, 6 de janeiro de 2012
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.