Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Infância E Juventude>Resumo de O Conto da Pérola Negra

O Conto da Pérola Negra

Resumo do Livro   por:LuizCarlosPereira     Autor : Miguel M. Abrahão
ª
 

Trata-se de um romance infanto-juvenil de Miguel M. Abrahão publicado em 1983 e republicado sob a forma de peça teatral em 2009 com o título de Bandidos Mareados.

No fundo do mar, o peixinho verde Apeixonado filosofa sobre o tédio em que vive enquanto o amigo Cachola, por sua vez, tinha outros interesses. Achando que seria mais um dia como qualquer outro, o herói, contrariado, acompanha Cachola até uma das lojas da rede de lanchonete “MacMinhoca”. E é lá que começa sua grande aventura.

O roubo de uma preciosa pérola negra, propriedade da ardida e fútil ostra Perolina, dá a oportunidade ao peixinho Apeixonado e ao seu amigo Cachola de viverem intensas aventuras com as quais sempre sonharam. Em busca do ladrão, o herói, como D. Quixote ou D. Peixote em suas próprias palavras, terá que enfrentar não apenas um, mas uma série de vilões que também desejam o precioso artefato.

A princípio, a pérola roubada é levada para o Castelo do Mal, lar do ladrão, o cruel polvo Polvolito, que, com ela, pretende ser o mais poderoso ente marinho do planeta. Contudo, usando de sedução, as sereias, Ninfa, Nora, Serita e Ninfeta se apoderam da pérola, pois precisam dela para resolver questões pessoais. Outros bandidos como, por exemplo, o sórdido Carão, um caranguejo atrapalhado sempre as voltas com seus ainda mais atrapalhados ajudantes, os sapos Sapildo e Sapoldo, se apropria dela para desespero das moças. Nenhum dos envolvidos se dá por vencido e temos então o início de uma grande corrida pela posse do artefato.

O que nenhum dos vilões e heróis imagina é que outros, por outras razões, também desejam a cobiçada pérola: caso de Madame Camerou, a camarão-bruxa do mar, e seu fiel assistente, o cavalo-marinho Cavaleto. Na disputa, muitas reviravoltas acontecem e novos personagens trazem mais inquietações à história, que atinge seu clímax quando, perplexos, todos descobrem estarrecidos que o precioso bem não se encontrava mais em lugar algum conhecido: a pérola simplesmente desaparecera para desespero de sua dona, a ostra Perolina.

Começa assim um novo mistério. Todos, heróis e bandidos, lutam contra o relógio para descobrirem o paradeiro da pérola e o que, de fato, aconteceu com ela...


Publicado em: 01 dezembro, 2011   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.