Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Biografias>Resumo de Biografia de Gonçalves Dias

Biografia de Gonçalves Dias

Resumo do Livro   por:MaxmusIntelectus     Autor : Gonçalves Dias
ª
 

Filho de um comerciante português e de uma mestiça, Antonio Gonçalves Dias nasceu em 1823, próximo a Caxias, no Maranhão. Em 1838 foi para Coimbra estudar Direito. Escreveu, então, suas primeiras poesias. No ano de 1844 formou-se e voltou para o Maranhão, mas dois anos depois foi para o Rio de Janeiro, atuando como professor de latim e História do Brasil no Colégio Pedro II e redator da revista Guanabara. Seus escritos abrangem poesia, teatro, etnografia e historiografia. Faleceu em 1864, quando retornava de uma viagem a Europa, no naufrágio do “Ville Boulogne”. Foi o primeiro poeta realmente brasileiro no que diz respeito a sensibilidade e a temática.

Realizou na Amazônia estudos sobre a cultura indígena e enriqueceu seus poemas com a mesma, além de acrescentar termos da língua indígena. Gonçalves Dias tratou em sua obra da natureza exótica e luxuriante do Brasil e exaltou a figura do índio, sendo o criador do indianismo na poesia.

Gonçalves Dias ficou conhecido como o “Poeta dos Índios”. Nos versos de “Os Timbiras”, “Canto do Riaga”, “Deprecação” e o ainda mais famoso “I-Juca Pirama”, construiu literalmente a imagem heróica e nobre dos índios brasileiros.

Escreveu Primeiros Contos (1846), Leonor de Mendonça (1847), Segundos Cantos e Sextilhas De Frei Antão (1848), Últimos Cantos (1851), Os Timbiras (1857), envolvendo teatro, composições lírico amorosas e indianistas, poesia épica e medieval além de um dicionário da Lingua Tupi (1858) e Obras Póstumas (seis volumes.

Publicado em: 16 agosto, 2011   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    queria um poema indianista Veja tudo
Etiquetas :
Comentário Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.