Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Biografias>Resumo de O PREÇO DE UM SONHO

O PREÇO DE UM SONHO

Resumo do Livro   por:zeviani     Autores: ANTONIO LUIZ ZEVIANI - COMENTGA GÊNESIS37.5; 19 E 20
ª
 

  O PREÇO DE UM SONHO - 28/03/2010 - 400 - 
                      (GÊNESIS 37.5,19 E 20) Todos nós temos nossos sonhos, sejam eles quando estamos dormindo, ou mesmo acordados como proposta ou planos para nossa vida. Costumeiramente ouvimos pessoas dizerem “o meu sonho é”, ou “como gostaria que acontecesse tal coisa”. Temos grandes ou pequenos sonhos, sonhos que nos tiram sonos, ou nos fazem dormir em paz quando realizados. A verdade é que nem sempre estamos dispostos a pagar o preço dos nossos sonhos. Você tem sonhado? E o preço está disposto a pagar? Sentimos também que muitos deles são utópicos, jamais se realizarão pela forma como pensamos ou cremos na possibilidade, e se não lançarmos em direção a esta execução jamais se realizará. Muitos dos nossos sonhos aconteceram e foi grande a empolgação, quem sabe iniciamos algum projeto, fruto do nosso sonho e em meia jornada fomos impelidos a parar, suspender, cancelar pela dificuldade de continuarmos, houve falta de recursos, a proposta que recebemos por ele não atingia os objetivos iniciais, enfim, foram grandes as dificuldades que nos impediram de continuarmos. No texto em referência fala um pouco da vida de um homem, membro de uma família de doze irmãos sendo ele o penúltimo. O nome deste homem era José, filho de Raquel esposa de Jacó, era neto de Isaac e bisneto de Abraão. José era muito obediente ao seu pai e por isso recebia um tratamento muito especial. Esta diferença causou inveja aos demais a ponto de programarem tirar-lhe a vida. José revelou um sonho aos irmãos que iria acontecer de os demais passarem a servi-lo. Sendo ele ainda pequeno e os demais já adultos ou chegando à idade de decisão se entristeceram com ele, chegando a ser lançado em um poço sem água e matando um cordeiro passaram suas vestes no sangue do animal e avisaram o pai que uma fera o havia devorado, ato contínuo venderam o menino aos mercadores do Egito. Lá foi para a prisão, depois revelando o sonho de dois companheiros chegou a notícia a Potifar, que também teve o seu sonho revelado, passou a ser o governador e segunda pessoa na hierarquia do Egito. Foi lhe dado toda autoridade, vindo sua pátria passar grande período de seca ao ponto de se plantar e não colher. José abasteceu sua família, depois os trouxe para junto de si, sendo o seu sonho de criança realizado, pois todos os seus irmãos passariam a servi-lo. Talvez em você tenha acontecido algo semelhante, no caso citado houve o envolvimento de muitas pessoas do reino de Faraó. Houve uma diferença, pois o plano não era de José ou de sua família, mas de Deus, pois o plano era a salvação de muitas vidas, somente na sua família foram setenta e três o número de pessoas que subiram para o Egito. José teve outros sonhos e também lhe foram revelados muitos outros. José foi o plano de Deus para libertar muitos que estavam em cativeiro, também para levar à morte quem não era fiel ao senhor nem ao seu rei. Assim como Sansão foi plano de Deus para libertar seu povo das mãos dos midianitas, com uma diferença; Sansão se deixou levar pelos caprichos de uma mulher que lhe dava o prazer da carne. José teve que pagar o preço da contrariedade e da rejeição, sua esperança em herança familiar era insignificante, pois os bens ficavam com os irmãos mais velhos. As dificuldades de José: Distância dos parentes, pois fora vendido e o plano de Deus não era de solução imediata. Sua partida era um caminho sem volta, pois fora vendido aos mercadores, mas tudo o que foi possível José cumpriu cabalmente. Poderia pedir a Potifar liberação para visitar sua família, mas aguardou no tempo de Deus. Era ele da mais alta confiança de Potifar, tinha idade para se casar, mas ainda não o fez, pois ouvia a voz de Deus. Amados nestas poucas palavras podemos afirmar que quando confiamos em Deus as coisas vão acontecendo e os nossos sonhos se transformam em realidades, pois estamos nas mãos do Senhor e permitimos a Sua santa vontade agir em nós. José dentro do plano de Deus foi preso uma segunda vez e de dentro da prisão revelava os sonhos dos amigos e chegou a revelar o grande sonho do Faraó que lhe permitiram administrar toda a produção, bens, e demais coisas incluindo as vidas das pessoas de todo o povo do Egito. Tudo isto aconteceu por causa da promessa de Deus a Abraão, Isaac e Jacó, chegando por herança a José que continuou na fidelidade a Deus. Amigo, você é plano de Deus? Você tem colocado diante de Deus todos os teus sonhos, os teus projetos e tem permitido Ele governar a tua vontade? Tens andado no caminho do Senhor e Lhe obedecido, dado o testemunho de uma pessoa que goza da bênção, do amor e do poder de Deus em tua vida? Que assim sejamos para ganharmos as qualificações de filhos da obediência.

ORAÇÃO - Senhor Nosso Deus e nosso Pai, grandes coisas tens realizado no meio do Teu povo e isto nos tem alegrado, pois a Tua vontade se faz cumprir, e eu quero trazer à memória o que me pode dar esperança, dá-me mais fé e confiança, para que os meus sonhos sejam segundo a Tua vontade. Por Cristo Jesus. Amém
ANTONIO LUIZ ZEVIANI

Publicado em: 31 março, 2010   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 1. A Palavra

    O Preço de Um Sonho

    Parabéns pela descrição e embasamento bíblico, realmente José é o exemplo clássico de que o sonho tem um preço e muitas vezes pode custar alto de mais, mas compensa, pois já foi pago por Cristo na cruz do calvário. Este tema me acompanha desde os anos 90 e de fato Ele tem mudado a minha história.

    0 Classificação domingo, 17 de fevereiro de 2013
X

.