Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Biografias>Resumo de A FANTÁSTICA HISTÓRIA DE SILVIO SANTOS - pt. I

A FANTÁSTICA HISTÓRIA DE SILVIO SANTOS - pt. I

Resumo do Livro   por:netpinheiro     Autor : Arlindo Silva - Jornalista
ª
 

A FANTÁSTICA HISTÓRIA DE SILVIO SANTOS - I

              História de vida do homem mais conhecido do País tem passagens que poucos conhecem. Saiba como foi a trajetória do Homem do Baú

               Silvio Santos, um homem que seis décadas depois, aquele por quem ninguém daria um tostão estava no alto do carro alegórico da Tradição, no domingo de Carnaval, abrindo o desfile em sua homenagem. Quando o abre-alas entrou na concentração, Silvio Santos (nome artístico do Senor Abravanel) ficou petrificado com a cena que viu: o Sambódromo, em peso, gritava o seu nome. Por alguns instantes, toda a sua trajetória de sucesso passou por sua memória. Silvio levou alguns segundos para se recompor e voltar a acenar para a multidão. Nas arquibancadas, muitos usavam uma máscara com o seu rosto, mas nem de longe sabiam como o menino travesso havia virado o homem que mais paga impostos no Brasil.

              O moleque era um zero à esquerda na escola, faltava à maioria das aulas e encarnava um pestinha com os colegas. Silvio, desse jeito você não vai ser ninguém na vida. Só pensa em futebol. Por ironia do destino, essa era a frase que Senor Abravanel, aos 12 anos, ouvia diariamente de sua professora de 5ª série, Maria Lourdes Bruce, da Escola Primária Celestino da Silva, na Rua do Lavradio, Centro do Rio.

              A ladainha era sempre a mesma, já que Silvio gostava mais de falar do que de estudar. Era comum ver o menino contar histórias para os alunos sobre a atuação dos times de futebol. Silvio é torcedor do Fluminense.

              As travessuras de Cenourinha, apelido dado por colegas de Silvio, pelo diminutivo de Senor, não se limitavam à sala de aula. Sua mãe, Rebecca Abravanel, vivia atrás do menino, com chinelo na mão, pelas ruelas da Vila Rui Castro, na Travessa Bentevi, no Centro, onde ele nasceu. Silvio brincava horas com os amigos, na rua, e não dava sossego à Dona Rebecca. Ele era um capetinha. Não havia quem o controlasse, apesar da rigidez da mãe, lembra Lydia Marques da Silva, 68 anos, colega de turma de Silvio e vizinha na Vila Rui Castro.

              O temperamento intempestivo de Rebecca vem do sangue. Turca, trazia a rédeas curtas Silvio e os outros cinco filhos (Beatriz, Sara, Leon, Perla e Henrique). Rebecca conheceu o pai de Senor no Rio.

              Alberto Abravanel deixou a Grécia, onde nasceu, fugindo do serviço militar. Procurou refúgio na França, mas acabou preso em flagrante e expulso por trabalhar como camelô. Num mar de incertezas, o jovem embarcou em um navio para o Brasil, onde acabou constituindo a família Abravanel. Com o dinheiro ganho no trabalho como intérprete e guia turístico, no porto, graças às línguas que dominava, Alberto comprou uma lojinha, na Praça Mauá, onde vendia souvenirs. A família era considerada remediada.

              Mas tudo começou a desandar quando o pai se viciou no jogo. Nos salões dos cassinos, Alberto perdeu a única fonte de renda. Irritado, Silvio deixou a escola, por dois meses, e passou ganhar dinheiro apostando com jogadores de sinuca, nos bares da Lapa. Apesar do esforço e da persistência, o trabalho complicava a vida escolar de Silvio, que nem sempre conseguia ir às aulas. No terceiro ano básico, quando tinha 19 anos, das 459 aulas previstas no currículo, ele faltou a 234. Ou seja: 51%.

              Para se divertir, Silvio usava a imaginação e driblava a falta de dinheiro com travessuras. Desde os 12 anos, nos cinemas da Cinelândia, ele e o irmão Léo entravam pela saída das sessões, para não pagar ingresso.

              No Odeon, nós nos infiltrávamos entre o público que saía e caminhávamos em sentido contrário, andando para dentro do cinema, contou Silvio. O dinheiro economizado com os ingressos era gasto em outra mania de Silvio: ele colecionava figurinhas que vinham em balas.

              O cinema realmente fascinava Silvio. Ainda mais a série O Vale dos Desaparecidos, todas as quintas-feiras, no extinto Cine OK. Era a única sessão em que ele pagava para entrar. Não podíamos correr o risco de não poder entrar de carona. No Cine OK, nossa pilantragem não dava certo, porque o porteiro e o guarda de serviço já nos conheciam, recorda Silvio, no livro.

              Foi numa dessas tardes de quinta-feira que a estrela de Silvio começou a brilhar. Gripado e com febre alta, ele foi impedido pela mãe de sair de casa para assistir a seu seriado preferido. Ficou arrasado e chorou. Mas a palavra da mãe prevaleceu. Pouco depois, ele descobriu que havia escapado da morte. O Cine OK pegou fogo e muitos espectadores ficaram feridos. Foi o primeiro de uma série de golpes de sorte na vida de Silvio Santos.

               Aos 14 anos, Silvio descobriu que podia ganhar dinheiro vendendo capas de plástico para título de eleitor. Silvio Santos, dava o pontapé inicial para construir o seu império, decidiu ganhar a vida como camelô. Comprou uma carteira para guardar título de eleitor e saiu pela rua dizendo que era a última. Vendeu de imediato. Com o lucro, comprou mais duas peças. “É a última”, alardeava, escondendo a outra no bolso. Esperto, o garoto havia descoberto o filão na Avenida Rio Branco.

              Há dias observara os camelôs em ação, e queria encontrar uma maneira de ganhar dinheiro, sem muito esforço. Chamou-lhe atenção um homem que vendia porta-título a rodo. À espreita, seguiu o vendedor para descobrir onde se conseguia a mercadoria a preço de banana.

Publicado em: 16 maio, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    O Sr. sempre teve fé em Deus e devido a isso acha que chegou a onde chegou hoje ou acha que foi mera coincidência do destino. Tiago Pinheiro São Gonçalo do Amarante - RN Tiagopjnatal@gmail.com tel. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    gostaria q resumise esta his toria q acabei de ler Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    e como ele ficou rico Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    gosto muinto de assistir os progamas nos domingos p q essi cara e um eroi vncedor Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    pretende realizar novos empreendimentos ou apenas pretende desenvolver mais o que trouxe sucesso? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual o qrau de satisfaçao om o empreendimento? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quantos anos tem o silvio santos ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    87 segunda-feira, 29 de outubro de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    bom a pezar da pouca idade que tenho sou muito fã de senor abravane [silvio santos]. posso descrevelo como o maior brasileiro de todos os tempos. Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    já sei! tenho que comprar o livro pra saber! ta bom! ( 2 Respostas ) Veja tudo
  1. Responda  :    quando voçê comprar depois mim emprestar domingo, 8 de julho de 2012
  1. Responda  :    é só voçê ir na bliblioteca domingo, 8 de julho de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    depois de ser camelô silvo começou a fazer o quê? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Sílvio começou a atuar na rádio nacional terça-feira, 17 de julho de 2012
Etiquetas :
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 15. mariana aparecida

    minha adimiraçao

    sou muito fã de silvio santos a pezar da pouca idade e a dimiro muito a sua pesso conhe sendo sua historia posso ver o grande homem a que se tornou e reau mente e o maior brasileiro de todos os tempos. um grande abraço de sua adimiradora mariana do rj.

    2 Classificação quinta-feira, 19 de julho de 2012
  2. 14. jose

    silvio santos

    silvio santos concerteza é o maior brasileiro de todos os tempos, sem duvida nenhuma sua historia de vida ate hoje mostra isso.

    0 Classificação terça-feira, 10 de abril de 2012
  3. 13. lorena

    historia da vida de silvio santos

    legal essa historia.

    2 Classificação quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012
  4. 12. Ivone Ribeiro

    sou fã do Silvio

    sou fã do Silvio Santos desde quando ele começou na tv,o que me chama a atençao na sua trajetoria quando eu assistia seus programas e via sua mae no auditorio vejo como ele esta ada ves mas parecido com ela,vendo ele agora parece me ve la esta igulzinho como pode ser tão parecido...

    1 Classificação segunda-feira, 10 de outubro de 2011
  5. 11. lucas

    sobre o silvio santo

    eu adoro os seus programa silvio santos

    2 Classificação sexta-feira, 26 de agosto de 2011
  6. 10. vanessa vitoria da silva

    piada

    eu vi teu nome escrito , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,na bunda do maquito te amo a eu tenho8 anos

    1 Classificação segunda-feira, 15 de agosto de 2011
  7. 9. ana paula

    silvo santos

    adorei sua historia vc era um eu queria que vc fosse presidente

    1 Classificação terça-feira, 9 de agosto de 2011
  8. 8. isabel

    Silvio Santos

    Ola Silvio, te admiro muito. Gostaria tanto que vc fosse Presidente do Brasil, acho que so vc daria um jeito na desigualdade deste pais.Mas parece que nao querem vc no poder, e isso e uma pena, pois quem perde e o povo brasilei.

    1 Classificação terça-feira, 2 de agosto de 2011
  9. 7.

    SILVIO SANTOS

    O SILVIO SANTOS NO MUNDO EM QUE VIVEMOS, REPRESANTA UM FENOMENO DE SUPERAÇÃO. SEM DUVIDA ALGUMA É UM "GENIO"

    1 Classificação segunda-feira, 25 de julho de 2011
  10. 6. ihuly

    preciso de você

    ihuly silva pereira manaus silvio queria te conhecer pessoalmente. quero falar tanto com você.

    1 Classificação segunda-feira, 11 de julho de 2011
X

.