Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Biografias>Resumo de ALEXANDRE MAGNO

ALEXANDRE MAGNO

Resumo do Livro   por:Soboslai     Autor : Elza Soboslai
ª
 
ALEXANDRE MAGNO Biografia Alexandre III Magno ou Alexandre, o Grande, rei da Macedônia (336-323 a.C.), conquistador do Império Persa, foi um dos mais importantes militares do mundo antigo. Alexandre nasceu em Pela, antiga capital da Macedônia. Era filho de Felipe II, rei da Macedônia, e de Olímpia, princesa de Epiro. Aristóteles foi seu tutor, ensinou-lhe retórica e literatura, e estimulou seu interesse pelas ciências, medicina e filosofia. Rei da Macedônia é o capitão e o estratega mais famoso da Antiguidade.
Discípulo de Aristóteles, o mais célebre filósofo grego, Alexandre Magno aprendeu com ele as ciências naturais, a medicina e a eloqüência. Alexandre era inteligente e caprichoso. Possuía uma ambição desmedida, uma imaginação poderosa e as qualidades superiores de um verdadeiro chefe guerreiro. Em 336 sucede ao seu pai, que morre assassinado. A Macedônia só conserva a supremacia alcançada no tempo do seu pai porque Alexandre, desde o princípio do seu reinado, não deixa de lutar. Pela sua tolerância e pelo respeito político que mostra para com as suas crenças, ganha o respeito dos Egípcios, que sofriam a cruel opressão dos Persas. Alexandre leva ainda mais longe a sua política de fusão, anima os Macedônios a casar-se com mulheres persas e se casa com Estatira, filha de Dario.
A partir de então organiza por completo a sua corte à maneira persa. Para unificar suas conquistas, Alexandre fundou várias cidades ao longo de seus territórios, muitas das quais se chamaram Alexandria em sua homenagem. Alexandre ordenou que as cidades gregas, após sua morte, lhe adorassem como um deus. Ainda que provavelmente tenha dado a ordem por razões políticas, segundo sua própria opinião e a de alguns contemporâneos, ele se considerava de origem divina. O rei macedônico morreu na Babilônia aos 32 ou 33 anos de idade e em circunstâncias muito estranhas, deixando uma série de projetos de expansão para trás, sendo o mais importante o que previa o controle da península Arábica, fundamental para o comércio das especiarias. Seja qual for o motivo de sua morte, o corpo de Alexandre Magno foi enterrado em um túmulo construído na cidade egípcia de Alexandria, onde permaneceu por 700 anos antes de desaparecer, segundo alguns estudiosos.
Publicado em: 24 fevereiro, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.