Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Resumo de O Existencialismo é um humanismo

O Existencialismo é um humanismo

Resumo do Livro   por:Sofia Ignis     Autor : Jean-Paul Sartre
ª
 
O texto O Existencialismo é um humanismo, foi escrito por Sartre para explicar o existencialismo e defender-se de críticas feitas por leigos. Nele, Sartre afirma que a existência precede a essência. Isto significa que não há uma receita para se fazer um ser humani, que Deus não é um artífice superior que antes de criar o homem já tinha seu rascunho em mente. Ou seja, temos que partir da subjetividade. Não há uma essência igual em todas as pessoas, explica Sartre, uma natureza humana, portanto não há uma lista de regras estabelecidas antes de o ser humano existir; então, ele as tem que criar por si mesmo. Não pode existir nada a priori, para Sartre, já que ele não acredita em Deus, em uma consciência perfeita que pudesse conceituar as coisas. O homem, portanto, não é mais do que o que ele faz, do que o que Sartre chama de seu projeto. O projeto de cada um (suas escolhas) tem um valor universal, apesar de ser individual, e pode ser compreendido por todo homem. Assim, pode-se dizer que existe uma universalidade do homem, mas ela é construída por ele próprio, através de suas escolhas. As escolhas são inevitáveis. Para Sartre, o fato de não haver uma essência anterior à existência força os homens a serem livres: temos que inventar regras, valores, improvisar.
Portanto, só o fato de alguém existir traz, obrigatoriamente, o fato de ele ser livre. A existência nos condena à liberdade. Devido à falta de valores predeterminados, estamos sós e sem desculpas. Por isso, ninguém pode se eximir da responsabilidade por seus atos e suas consequências. Cada um escolhe por si mesmo, através de seu próprio julgamento, baseando sua decisão no que achar melhor. Segundo Sartre, o homem é responsável por escolher para si e, com isso, para toda a humanidade, o que causa muita angústia. É desse compromisso de escolher que ele não pode escapar (se ele não escolhe nada, escolhe não escolher). O ser humano tem compromisso com seu futuro, com as outras pessoas, consigo mesmo. Sartre, que defendia que o existencialismo é uma doutrina da ação, dizia que ninguém deve se esquivar de nenhum compromisso, utilizando-se de desculpas, pois cabe a cada um fazer seu próprio destino. Quem tentar escapar à responsabilidade ou ao compromisso estava, na opinião de Sartre, agindo de má-fé.
Publicado em: 16 agosto, 2006   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    porque o existencialismo e um humanismo Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    porque esse questao é tao descultida no mundo inteiro? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    o que significa dizer que "a existência procede a essência"? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    oque significa dizer que a existencia procede a essencia? domingo, 16 de outubro de 2011
  1. Responda   Pergunta  :    por que, para sartre, o pressuposto da existência de Deus leva à concepção essencialista? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    pensalmento de jean.paul sartre Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    resumo deste texto Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Que coisa desagradável esse anúncio no meio da página! Não volto mais aqui! Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual a tese deste autor? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual foi a conclusão dele sobre o existencialismo? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    nenhuma quinta-feira, 11 de agosto de 2011
  1. Responda   Pergunta  :    quero a bibliografia do existencialismo Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 2. Pengo

    Idiotice

    Dizer que a existência precede a essência é o mesmo que dizer que um ente já existe antes de ser alguma coisa diferenciada. É curioso ver Sartre em suas torturas para apreentar como lógico o seu sofisma existencialista. O autor sustenta uma posição Demiurgica no sentido de querer realizar a Gênese no âmbito da subjetividade humana. Tola vontade de poder como diria Nietzsche. A nota 1 vai pelo conteudo e não pela autora, que escreve direito aliás.

    1 Classificação segunda-feira, 19 de fevereiro de 2007
  2. 1. Helena

    Excelente!

    Muito bom este texto! Resumido com sensatez, sem perder nada dos pontos principais, realmente feito com competência, parabéns. Helena

    1 Classificação quinta-feira, 17 de agosto de 2006
X

.