Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Resumo de A Morte e a Morte de Quincas Berro D'Agua

A Morte e a Morte de Quincas Berro D'Agua

Resumo do Livro   por:Lusura     Autor : Jorge Amado
ª
 
Até hoje permanece certa confusão em torno da morte de Quincas Berro Dágua. Quincas Berro D'água era um velho debochado e Vagabundo das ruas da Bahia. Um dia amanheceu morto num quarto imundo. Foram testemunhas do que aconteceu apenas Mestre Manuel e Quitéria do Olho Arregalado. Teria sido assim: a família do morto - sua respeitável filha Vanda e seu formalizado genro, Leonardo, funcionário público de promissora carreira, tia Marocas e seu irmão mais moço, Eduardo- acreditavam que tudo não passava de invenções de bêbados e patifes. Vanda foi chamada quando o santeiro avisou que Quincas havia morrido sozinho num quarto pobre e sujo. Ela, a filha envergonhada porque o pai, Joaquim Soares da Cunha (verdadeiro nome de Quincas) homem respeitável, funcionário da mesa de Rendas Estadual havia se entregado à vida de bêbado. Quando ela chegou, depois de avisar o marido Leonardo e os parentes, Tia Marocas e Eduardo, viu o cadáver do pai e apenas via o cachaceiro, debochado e jogador, sem família, sem lar, sem flores e sem reza. A família fica preocupada com o preço do velório: o caixão era caro, uma fortuna, hoje não se pode nem morrer. Compraram uma roupa preta, sapatos pretos, camisa branca, gravata e meias. Vanda estava preocupada de onde sairia o caixão. Vanda, recostada ao cadáver do pai, vai se lembrando do passado. Dez anos levara Joaquim aquela vida absurda, depois que abandonara a família, sua mulher Otacília. Era citado no jornal como o Rei dos vagabundos da Bahia, o Cachaceiro-mor de Salvador, o filósofo esfarrapado da rampa do mercado, o senador das gafieiras. Regressou à infância, lembrou-se de seu noivado e ficou comovida. . Quando todos chegam para o velório, Quincas no caixão sorria e passou a chamar as mulheres de Jararacas. Vanda estremeceu na cadeira. Quincas mantinha um sorriso vitorioso nos lábios. Ajeitou-se melhor no caixão. Mestre Manuel, navegador, se lembra de como Joaquim recebeu o apelido de Berro Dágua: Quem sabia melhor beber do que ele, jamais completamente alterado, tanto mais lúcido e brilhante quanto mais aguardente emborcava? Capaz como ninguém de adivinhar a marca, a procedência das pingas mais diversas, conhecendo-lhes todas as nuanças de cor, de gosto e de perfume. Quando escureceu, Quincas tornou-se inquieto no caixão. Olhava para a janela e para a porta. Os quatro amigos de farra e vadiagem chegaram: Curió, era ainda moço, alegrias e tristezas afetavam-no profundamente. A morte de Quincas parecia-lhe uma amputação, como se lhe houvesses roubado um braço, uma perna, como se lhe tivessem arrancado um olho. O segundo a chegar foi o Negro Pastinha, que chamava Quincas de Pai. Logo depois, Martim . Conhecia Quincas desde que dera baixa do Exército, uns quinze anos antes.Sua altivez de mulato boa pinta e a agilidade de suas mãos no baralho faziam-no respeitado. Sem falar em sua capacidade ao violão. Por último, chegou Pé-de-Vento. Esse não tinha pouso certo, a não ser às quintas e domingos à tarde, quando invariavelmente brincava na roda de capoeira.
Fora isso, sua profissão levava-o a distantes lugares. Caçava ratos e sapos para vendê-los aos laboratórios de exames médicos e experiências científicas, o que o tornava uma figura admirada, opinião das mais acatadas. Por eles estivera Quincas esperando, sua inquietação no fim da tarde devia-se apenas à demora, ao atraso da chegada dos vagabundos. Quando Vanda começava a acreditar o pai vencido, disposto finalmente a entregar-se, a silenciar os lábios de sujas palavras, de novo resplandecia o sorriso na face morta, mais do que nunca era de Quincas Berro Dágua o cadáver em sua frente. A família foi para casa descansar. Ficaram só os quatro amigos. Começaram a beber. Os primeiros tragos despertaram nos quatro amigos um acentuado espírito crítico. Aquela família de Quincas, tão metida a sebo, revelara-se mesquinha e avarenta. Fizera tudo pela metade. Não havia cadeiras para os convidados. Não havia comidas e bebidas. Haviam esquecido as flores, onde jáse viu cadáver sem flores? Negro Pastinha diz a Quincas que estava um defunto porreta. Quincas retribui o elogio com um sorriso. Os quatro começam a rezar mas não terminam. Martim e Curió começam a discutir sobre quem ficaria com a Quitéria do Olho Arregalado depois da morte de Quincas. O defunto não gosta da conversa e resmunga . Então começam a dar cachaça a Quincas. Depois, trocam sua roupa pelas velhas que ele usava, que estavam jogadas a um canto. As roupas novas do defunto são divididas pelos quatro amigos. Saem pra rua levando o defunto Quincas. Aquela ia ser uma noite memorável. Tinha corrido a notícia de que Berro Dágua tinha batido as botas, tava tudo de luto. Quando chegaram, Quitéria veio receber Quincas. Os quatro brigam com um grupo de maconheiros e a turma de Quincas vence a peleja. Mestre Manuel já os esperava em seu barco. Quincas e Quitéria iam juntos, respirando o ar marinho. Maria Clara, mulher de Mestre Manuel estaca junto do marido. De repente, cinco raios sucederam-se no céu, a trovoada reboou num barulho de fim do mundo, uma onda sem tamanho levantou o navio. As pessoas gritaram. Penetrava o saveiro nas águas calmas do quebra-mar, mas Quincas ficara na tempestade, envolto num lençol de ondas e espuma, por sua própria vontade. No dia seguinte não houve enterro. Não devolveram o defunto à família. A funerária não quis receber o caixão de volta. Vanda aproveitou as velas que sobraram.
Publicado em: 15 maio, 2006   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    por que o altor esconheu este titulo?? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    valoracao da obra Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    enredo da historia a morte e a morte de quincas berro dagua. com: introducao , desenvolvimento e conclusao Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quais são as características de quincas berro dagua? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    qual é o assunto ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    A MORTE DE QUINCAS BERRO DÁGUA segunda-feira, 9 de julho de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    QUAIS SAO OS PRINCIPAIS PERSONAGENS E SUAS CARACTERITICAS? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    quincas quiteria vanda leonardo quinta-feira, 28 de junho de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    por que quincas sobrevivel depois e morreu novamente? ( 1 Responda ) Veja tudo
  1. Responda  :    Ele não sobreviveu, só que ele como um navegador não deveria ser enterrado na terra e sim no mar, logo ele ficou meio na terra, debochando de todos, só que aí levaram no mar, e ele se jogou as ondas, assim, ele morre completamente. sexta-feira, 3 de agosto de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    depois de "vanda aproveitou as velas que sobraram".....tem que?quincas se envolve em ondas,a funerária não aceita o caixão,e etc...vanda aproveitou a vela..que mais?aposto que ta faltando coisa ai! Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    Em que cidade acontece a história? ( 2 Respostas ) Veja tudo
  1. Responda  :    salvador segunda-feira, 9 de abril de 2012
  1. Responda  :    bahia terça-feira, 3 de abril de 2012
  1. Responda   Pergunta  :    quais sao as criticas Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.