Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Resumo de Música Medieval/Música da Igreja Primitiva

Música Medieval/Música da Igreja Primitiva

Resumo do Livro   por:Dvorak     Autor : David S. Kidder
ª
 
Música Medieval/Música da Igreja Primitiva



A primeira música escrita conhecida data da Idade Média (do século V ao XV). Tem a forma de cantochão - também conhecido como gregoriano -, melodias cantadas pelos monges durante a missa católica. A missa é uma reprodução ritual da Única Ceia de Cristo e procura estabelecer um vínculo espiritual entre o homem e Deus. Parte desse vínculo é constituída pela música.

A missa se divide em duas séries de rituais: a ordinária e a própria. A ordinária consiste em seis preces latinas (Kyrie eleison, Gloria in excelsis, Credo, Sanctus, Agnus Dei e Ite, missa est), que contêm sempre o mesmo texto e ocorrem em todas as missas. As preces da série própria, que incluem intróito, gradual, ofertório e comunhão, compóem-se de textos que variam de acordo com a liturgia sazonal e as tradições locais. Os músicos medievais transmitiram as melodias gregorianas oralmente, criando outras pela combinação de fórmulas melódicas.

Boa parte da música medieval é monofônica, ou seja, constituída de uma única linha melódica. Mas, por volta do século X, alguns músicos começaram a escrever no estilo polifônico chamado organum - duas linhas melódicas paralelas, separadas usualmente por uma quarta ou uma quinta. Dois séculos mais tarde, Léonin e Pérotim (diretores musicais da Catedral de Notre-Dame de Paris) compuseram organa com até quatro linhas melódicas independente, não-paralelas.

No século XIII, surgiu uma complexa forma polifônica conhecida como moteto. Era constituída sobre cantus firmus de inspiração latina, linha melódica fixa com várias partes complementares cantadas em latim, francês ou ambos. Guillaume de Machaut foi um dos mestres precursores de moteto e, no século XIV, compôs a primeira série polifônica completa da missa ordinária.

FATOS ADICIONAIS
1.Durante esse período, no sul da França, poetas aristocráticos que ficaram conhecidos como trovadores compuseram canções seculares sobre o amor e a guerra. Músicos errantes chamados de jograis iam de corte em corte apresentando composições próprias e também as dos trovadores. Ainda hoje, o músico que viaja de cidade em cidade costuma ser chamado de trovador.


2.Em meados dos anos 90, os monges beneditinos de Santo Domingo de Silos lançaram uma série de dois CDs intitulada Chant, que popularizou o canto gregoriano (sobretudo entre o público new age) pela primeira vez desde a Idade Média.


3.Hildegard von Bingen (1098-1179) é a primeira compositora que se conhece. Essa abadessa e mística escreveu inúmeros obras monofônicas para a Igreja Católica, quase todas para vozes femininas. Escreveu também um mistério católico, Ordo virtutum. Foi beatificada, mas ainda não canonizada.






Publicado em: 13 agosto, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.