Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Resumo de Professora, sim; Tia, não

Professora, sim; Tia, não

Resumo do Livro   por:alicemartins     Autor : Paulo Freire
ª
 
O autor, Paulo Freire, abre a questão analisando que do ponto de vista educacional, ensinar é uma tarefa que envolve trabalho e especificidade no seu cumprimento. Ao passo que ser tia é viver uma relação de parentesco, portanto, nunca poderia ser uma profissão. O fato de ensinar implica educar e vice-versa. Para que a educação se faça, é necessária a “paixão do conhecer”, que nos envolve, como diz o autor, numa busca prazerosa, mas não obstante, nada fácil.
Paulo Freire, com essas afirmações, não teve a intenção de desvalorizar a tia, mas intencionalmente valorizar a professora, demonstrando o que lhe é fundamental: sua responsabilidade profissional, que faz parte da exigência política de sua formação de educadora. Refletindo a respeito, compreende-se que o termo “tias” carrega uma ideologia de “boas moças”, que não brigam, não resistem, não se rebelam, não fazem greve.
Freire chama a atenção para o fato de que as “professoras” são também “aprendizes”, porque, enquanto se ensina, também se aprende, e que elas devem se definir sempre como professoras, deixando o cômodo papel de tia, passando a assumirem-se como verdadeiras profissionais da educação.
É verdade que existem muitas professoras que são denominadas como tias e desenvolvem excelentes trabalhos, assim como existem aquelas que são consideradas professoras e, no entanto, não fazem jus ao título.
Em todo caso, seja qual for o sistema educacional vigente, reacionário ou democrático, é ideal que a profissional do ensino seja sempre professora, assumindo seu papel profissional e se posicionando política e eticamente na sua função de ensinar, lembrando de ensinar, também, sobre cidadania a seus alunos e a suas famílias.
O autor finaliza sua reflexão acerca da avaliação da prática da professora, não como forma de punir mas sim, como meio de aprimorar a sua prática pedagógica, uma vez que todo profissional deve ter sua prática avaliada constantemente. Essa avaliação é necessária ao próprio trabalhador para o bom andamento de sua carreira profissional.
Publicado em: 24 março, 2009   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
  1. Responda   Pergunta  :    em que ano Paulo freire escreveu o lirvo e onde foi Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    ensino correto da leitura e da escrita Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    OLA TENHO QUE FAZER SOBRE O JURI DO LIVRO PROFESSORA SIM TIA NAO E A TIA GANHOU NO JURI COMO FAÇO Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    gostaria de um resumo mais detalhado sobre este assunto ou algum comentario sobre professora sim tia nao Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    como se portar numa situaçao dessa, professora sim tia nao Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    porque a professora como mestra passou a ser tratada de tia? Veja tudo
  1. Responda   Pergunta  :    quando o aluno chamar a professora de tia como devemos explicar para q o aluno entenda? Veja tudo
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.