Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Resumo de Jorge Muller

Jorge Muller

Resumo do Livro   por:lorenjose     Autor : lorenjose (resumo) Jake Manley (autor)
ª
 

Jorge Müller

Jorge   Muller, foi um dos maiores pregadores cristãos até a nossa época.

Nasceu perto de Halberstad, Alemanha a Prússia antiga, em 27 de setembro de 1805, filho de um coletor de impostos, desde criança o pai dava dinheiro e liberdade para gastar à vontade, daí o seu descontrole e desonestidade tão cedo. Até os seus vinte anos, praticava muitos furtos e vida em pecado, entretanto o pai ansiava que o filho fosse ministro da Igreja Luterana, não pela religião, era garantia para o futuro, mas o jovem Müller parecia que engajaria no mau caminho, aos vinte anos, freqüentava a Universidade de Halle, nas férias, rouba a contribuição de seus amigos da bolsa dos fundos de viagem.

Beta um de seus companheiros, converteu-se e leva Muller uma noite numa oração na casa de um amigo. A mudança quase completa para o jovem começa ali, na leitura da Bíblia, no sermão e no hino, deu pra ele perceber a beleza da conversão naquela incrível noite, dali em diante o que ele achava que não condizia com a vida do crente, foi abolindo, as leituras missionárias o atraiam, sentia a necessidade de propagar o evangelho aos pagãos. Enamorou-se de uma jovem crente, este envolvimento atrapalhou o anseio do jovem, pois os pais da jovem crente não admitiria que ela abraça-se o caminho das missões, com isso Jorge Muller esfriou-se da vida espiritual. Outro fato que ajudou Muller a voltar na vida do verdadeiro crente foi o desapego do erudito e bem financeiramente, Herman Ball, que desapegou de toda tua riqueza para seguir a vida missionária, empenha-se novamente em entrar nas missões, comunicou com a família Muller o seu desejo mas tua família não compactou com os seus desejos, o velho Muller não mandou mais dinheiro para o filho continuar os estudos, ainda faltava dois anos para concluir os estudos na universidade, colocou-se nas mãos de Deus, não foi desamparado, mas ao invés das missões pelo mundo, tornou-se Pastor de algumas igrejas, como em Teignmouth, Bristol, encaminhou muitas almas ao Senhor com sua influência marcante, contraiu matrimônio com a jovem virtuosa Mary Groves, seu primeiro filho nasce morto, muitas provações o assolaria durante tua longa jornada nos trabalhos do Senhor. Teve uma filha, Lídia que muito o alegrou, pela dedicação na evangelização, seu último filho dura apenas um ano nesta vida.Foi nas criações de orfanatos que ele mais centralizou sua meta, em 1835, na Inglaterra havia grande quantidade de órfãos, crianças nas ruas abandonadas e em verdadeiro estado de pobreza, Jorge Muller empenhou-se profundamente para a resolução deste problema, começou a criação de orfanatos, mas colocou Deus primeiramente na direção desta empreitada, tomou uma resolução, nunca pedir auxílio direto aos homens, só pedir a Deus, porque   Ele nunca falha, costumava pedir de joelhos, teve como lema o Salmo 81. As dificuldades foram imensas, mas nas décadas mais duras que Muller enfrentou nunca foi desamparado, e dificilmente tinha reservas alimentares para os teus necessitados, na hora propícia sempre aparecia ajuda, com isso sua fé, confiança inabalável no Altíssimo só aumentava. Em 1870, falece tua esposa, 34 anos de uma belíssima união nas bênçãos do Senhor, com uma visível tristeza, mas sustentado por Deus, ele falou sentir-se consolado por ela estar desfrutando das maravilhas do Senhor de todas as coisas. 2 anos aproximados, sua filha, Lídia casa-se com James Wright, seu auxiliar, alguns dias depois, Jorge Muller casa-se com Susannah Grace   Sangar, ele tinha 69 anos.

Os orfanatos tinham erradicados a imensidão de órfãos nas ruas, outras instituições imitaram os bons trabalhos de Muller e seus companheiros. Ele abraça o trabalho que tanto almejava, as missões, inicia as viagens, outra tristeza volta a lhe acontecer, falece sua filha, Lídia, casada a 14 anos com seu amigo, fiel colaborador e seu futuro sucessor.

Cada viagem, cada sermão, conquistava fiéis, tal era tua eloqüência, foram 42 países visitados. Em 10 de março de 1898, falece Jorge Muller.

Publicado em: 12 julho, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Etiquetas :
Traduzir Enviar Link Imprimir
X

.