Procurar
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Criar uma conta no Shvoong começando do zero

Já é um Membro? Entrar!
×

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

ou

Não é um membro? Registrar-se!
×

Registrar-se

Use sua conta no Facebook para registrar-se mais rápido

ou

Entrar

Entrar usando sua conta no Facebook

Shvoong Home>Livros>Resumo de Os segredos do Pai-Nosso

Os segredos do Pai-Nosso

Resumo do Livro   por:VanessaLamounier     Autor : Augusto Cury
ª
 
A conduta divina observada por um psicólogo Um tema selecionado pela curiosidade humana; onde evidencia uma necessidade de desvendar os fundamentos da existência e a conseqüência de seu impacto num enredo constante. Através das singelas palavras dessa oração que se revela o mais rico contexto; deduz que o elo entre Deus e o homem é a consciência; que são as particularidades desse ‘instrumento’ que desencadeiam o enigma. Pressupõe a sensibilidade de Deus pela própria supremacia. O Pai-Nosso é analisado em diversos ângulos; pela psicologia que caracteriza a conduta do ‘Criador’, fala de uma “solidão divina” compartilhada com o homem através do pensamento ativo. Em termos filosóficos; encontramos teorias que concretizam a existência de Deus, não apenas como um ser onipotente, mostra-o com sua personalidade frágil; carente de amor; enfim, necessita da reciprocidade humana. Na fantástica obra de Augusto Cury; Deus não carrega somente a imagem de sua hegemonia absoluta, mas sim a figura fraternal. Desempenhando um papel de Deus-Pai; sendo esse o motivo de acolher o homem e, aceitar sua imaturidade no momento de retribuir tanto amor.
Em alguns trechos cita o intelecto de Jesus, analisa sua sabedoria e levanta a dúvida. Como desenvolveu sua mente num ambiente não-propício? Com sentimentos superiores que vai além de nossa simples capacidade de compreensão. Numa época em que não podíamos pensar por nós mesmos. Jesus foi além demonstrando que a única forma de comunicarmos com Deus é estabelecendo uma conexão mental; através do crescimento espiritual; do entendimento próprio. Que a capacidade de perdoar indica esse mesmo amor de Deus; sem nenhum interesse a não ser o de também ser amado. A consciência existencial do homem foi planejada por Deus. Pela essência do livro; podemos concluir que a existência é um manto fino que navega à deriva, uma única onda pode romper facilmente seus fios de cetim e quão maior for a força; maior será o impacto. Assim; a brevidade da vida não é sinônimo de sua pequenez, mas a relevância ainda que seja em seu fraquejar.
Publicado em: 26 março, 2008   
Por favor, avalie : 1 2 3 4 5
Traduzir Enviar Link Imprimir
  1. 1. simone

    pai nosso

    gostei muito de ler este resumo feito por vanessa lamonier, nem conhecia a obra de augusto cury, mas agora me interessei devido á esse resumo.parabéns vanessa continue assim!

    0 Classificação domingo, 13 de abril de 2008
X

.